Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Colunas

Designer cuiabano se destaca no país, mas teme aceitação de moda conceitual em Cuiabá

Autor: Bianca Poppi - Especial para o Olhar Conceito

03 Mai 2013 - 11:40



Felipe Fanaia entrou para o mundo da moda por acaso: após se formar em Design de Interiores em São Paulo, planejava voltar para Cuiabá quando conheceu Rober Dognani, um estilista experiente da cidade com quem decidiu abrir uma loja. Começou então, desenhando as peças da loja Das Haus (cuja marca leva o nome da loja que também abriga a linha comercial do estilista Rober Dognani e acessórios da designer Andréa Hazan) e daí seu ponta a pé inicial: “comecei a me interessar e amei a profissão”, conta o designer.

7 dias da semana, 7 pílulas de moda
Fauna e flora pantaneira são traduzidos em acessórios statement com riqueza artesanal

A partir disso, Felipe resolveu inscrever seu projeto no “Projeto Lab”, concurso que dá oportunidade a novos estilistas de desfilarem suas coleções na Casa de Criadores, e foi selecionado em primeiro lugar. O designer já apresentou duas coleções no evento, sendo a ultima nessa temporada de verão 2014.

Para essa coleção Felipe Fanaia Verão 2014 o designer trouxe às passarelas inspirações dos filmes de Tim Burton, com elementos, cores e estampas que remetem a filmografia do diretor. Maxi proporções referenciaram “Peixe Grande e sua histórias maravilhosas”, estampa maxi de zíper do filme “9 (nine)” e claro, o famoso “Beetlejuice” (Besouro Suco) representado pelas padronagens de listras.


Sobre retornar a Cuiabá com algum de seus projetos, Felipe diz que amaria desfilar suas coleções na cidade: “Cuiabá pra mim é um sonho”, isso porque o designer acha que ainda falta um evento que dê estrutura e suporte aos estilistas. "Já repara um modo de vestir diferente nas pessoas da cidade, pois o acesso à informação de moda é muito fácil e ágil para quem tem interesse". 

Mas ao mesmo tempo Felipe tem receio das reações do público geral com um desfile conceitual como o dele. O designer deixa o lado comercial para a criação de roupas para a loja, o que faz todo sentido, já que a passarela é o fashion show onde criador apresenta todo o conceito que circunda a temática de sua coleção de maneira mais artística e a partir dai saem os tecidos, shapes, cartela de cores e estampas que estarão impressas nas demais peças da marca. Felipe deixa seu recado: “ainda espero um convite para desfilar ai. Iria com o maior prazer do mundo. Amo Cuiabá!”



Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet