Olhar Conceito

Quarta-feira, 05 de agosto de 2020

Colunas

As mães que "tocam o terror". Confira dicas de filmes de terror e suspense na qual elas têm um papel especial

Autor: Fernando Martins - Especial para o Olhar Conceito

11 Mai 2013 - 12:00

Adoro rankings e, em datas comemorativas, nada melhor do que escolher filmes de terror e organizá-los por relevância. Sendo assim, fiz um TOP 5 de películas que envolvem elas. Sim, as mães em comemoração ao seu dia. Segue então os melhores, na minha opinião, filmes de terror e suspense na qual as mães têm um papel especial.



5 - O Bebê de Rosemary (de Roman Polanski, 1968) - Guy Woodhouse (John Cassavetes) é um ator decadente e, em segredo, dopa a sua esposa Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) para que o Diabo possa estupra-la. Quem organiza o ritual são velhos satanistas que residem no mesmo edifício que o casal. Rosemary engravida e dá a luz ao anticristo. Católica, ela fica em dúvida em criar o filho ou renega-lo. Contudo, o amor de mãe fala mais alto.





4 – A Mão Que Balança O Berço (Curtis Hanson, 1991) – Filme que passou à exaustão na Rede Globo e ganhou muitos fãs. O drama conta a história de Claire Bartel (Annabella Sciorra) que durante exame pré-natal é abusada sexualmente pelo obstetra. Ela denuncia o médico, que comete suicídio. A esposa do molestador, Peyton Flanders (Rebecca De Mornay), também grávida, perde o bebê após escândalo e morte do marido. Para se vingar, ela se infiltra na casa dos Bartel e se passa por uma babá. Ela quer vingança e o filho caçula da denunciante.






3 – A Profecia (Richard Donner, 1976) – Para poupar a esposa, Robert Thron (Gregory Peck) guarda um segredo: seu filho natimorto foi trocado por outro bebê que nasceu na mesma noite. Então, Katherine Thorn (Lee Ann Remick) cuida da criança como se fosse dela. Porém, há um problema, Damien (Harvey Stephens) é simplesmente filho de Lúcifer.










 2 – Sexta-Feira 13 (Sean S. Cunninghan, 1980) – Ninguém fica vivo no acampamento Crystal Lake. Dizem que o assassino Jason ronda pelas redondezas sedento por vingança por ninguém ter ajuda-lo quando estava se afogando. Embora Jason, o psicopata da máscara de hóquei seja famoso, no primeiro filme da série, ele é só citado. Quem mata os jovens é a mãe dele, também em busca de vingança pela morte do filho.



1 – Psicose ( Alfred Hitchcock, 1960) - a secretária Marion Crane (Janet Leigh) vai parar no Motel Bates que quase fechou suas portas após o desvio da autoestrada. Lá, é recepcionada por Norman Bates (Anthony Perkins), rapaz totalmente dominado pela mãe. O filme mostra como uma má criação pode conturbar um ser humano. Mesmo morta, Crane sente que sua mãe está por perto.





Leia também: 

Qual o gosto da vingança? Sirva-se! Tem Banquete Amargo...
Terror ao som de música sacra



3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Regi
    11 Mai 2013 às 14:55

    Vou conferir esta lista

  • Eduardo Madeiros
    11 Mai 2013 às 13:56

    Ótimo post. Pena que faltou a minha mãe preferida hehehe Rebecca de Mornay em Mothers Day! HAHHA

  • andressa cabral
    11 Mai 2013 às 13:55

    O meu preferido é A filha da Luz, com Kim Basinger. Viciada em drogas, uma jovem deixa sua filha para ser criada por sua irmã mais velha, Maggie OConnor (Kim Basinger). Até que, anos mais tarde, ela retorna com seu marido rico, ambos praticantes de magia negra, e reinvidicam a filha de volta. Maggie passa então a lutar com todas as suas forças para continuar com a guarda da sobrinha, mas pega de surpresa quando ela passa a possuir inesperados e extraordinários poderes.

Redes Sociais

Sitevip Internet