Olhar Conceito

Colunas

Diálogo... O caminho!

Autor: Isolda Risso

11 Abr 2018 - 16:26

Desconheço pessoas que apreciam receber ordens sobre o que fazer ou não.
Patrões autoritários perdem bons colaboradores, e aqueles que ficam, acabam descobrindo um jeitinho de sabotar o mandão. Esposas ou maridos que buscam mandar no seu cônjuge, impor seu modo de pensar e agir, o que conseguem é gerar hostilidade e ressentimento. Pais que optam pelo mando em detrimento do diálogo, ou quando necessário fazer uma negociação, criam uma relação de autoritarismo e não de autoridade.
 
As relações saudáveis são construídas e sedimentadas tendo como princípio o respeito, o diálogo, buscando sempre um consenso. Quando um quer impor a sua vontade sobre o outro, além de falta de respeito com os valores alheios é um ato de desamor. O amor não tem conexão com a opressão. A pessoa até pode ceder e agir como o outro impõe, mas com toda certeza o seu íntimo esta cheio de raiva e revolta. Para obtermos um relacionamento saudável é fundamental que aprendamos a compartilhar nossas ideias e não sobrepô-las.
 
É uma ilusão este controle, afinal, se tolhe a atitude do outro, não tolhe o seu pensamento, nem tão pouco seu sentimento. É comum ouvirmos: “aqui em casa quem manda sou eu” e deveria complementar: “e sou odiado”. É natural que às vezes é preciso que as pessoas saibam quem é o chefe e quem esta no comando, mas o verdadeiro líder não se impõe, ele conquista. Emergências exigem uma liderança e pulso firme, mas na maioria das vezes, se obtém o mesmo resultado e até melhor quando paramos para ouvir, dar atenção e conhecermos o que o outro pensa.
 
Pessoas autoritárias tem uma vida pobre, ficam estagnadas, não se abrem para novos conhecimentos, terminando por possuir um horizonte restrito. Normalmente são solitárias e chegam ao fim da vida sem amigos, até a família se distancia. Se as atitudes de alguém o incomoda seriamente, ou se o outro estiver tentando te controlar, sugiro que se posicione e educadamente diga que não aceita imposições, ameaças e exigências descabidas.
 
Se a sua tentativa de ter um bom relacionamento não surtir efeito, minha sugestão é de que se afaste dessa pessoa. Se no momento há necessidade de permanecer ao lado, se programe para fazer isso o quanto antes. Isso inclui absolutamente qualquer pessoa, até mesmo pais, irmãos, empregadores, amigos e outros membros da família. Ninguém tem o direito de sobrepor sua vontade a vontade do outro, tudo deve ser conversado, ponderado, negociado e acima de tudo, respeitado.

*Isolda Risso é Personal & Professional Coaching Executive, Xtreme Life Coaching, Neurociência no Processo de Coaching, Programação Neurolinguística (PNL) pedagoga por formação, cronista, retratista do cotidiano, empresária, Idealizadora do Café Com Afeto, mãe, aprendiz da vida, viajante no tempo, um Ser em permanente evolução. Uma de suas fontes prediletas é a Arte. Desde muito cedo Isolda busca nos livros e na Filosofia um meio de entender a si, como forma de poder sentir-se mais à vontade na própria pele. Ela acredita que o Ser humano traz amarras milenares nas células e só por meio do conhecimento, iniciando pelo autoconhecimento

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet