Olhar Conceito

Quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Colunas

Qual o gosto da vingança? Sirva-se! Tem Banquete Amargo...

Autor: Fernando Martins

27 Abr 2013 - 09:50




É com a anuência do termo “liberdade de expressão” que o mundo ficou mais mal-educado. Atualmente, falar dos outros é fácil e seguro a partir do anonimato da rede mundial de computadores. Você, internauta, já deve ter criticado alguma atitude ou sujeito em redes sociais ou até mesmo no espaço dedicado aos comentários em sites de notícias.

Mas, você já se colocou no lugar do próximo? Já tentou imaginar como o outro se sente ao ser duramente criticado por alguém que desconhece? E quais são as consequências de uma crítica voraz para uma pessoa não preparada psicologicamente para recebê-la? Bom, é disso de que se trata o filme Banquete Amargo (Bitter Feast), de 2010.

A história é simples, mas forte o suficiente para nos fazer compreender a frase “o peixe morre pela boca”. Peter Grey (James Le Gros) é um chefe de cozinha bem sucedido e apresenta um programa culinário “a la Ana Maria Braga”. No entanto, ele encontrou um algoz que fará de tudo para destruí-lo. Dono de uma coluna na internet sobre restaurantes, o jornalista JT Franks (Joshua Leonard) não poupa críticas ácidas sobre o programa e os pratos ensinados por Grey.

Os comentários maldosos surtem efeito e o chefe de cozinha tem seu programa cancelado e é mandado para o “olho da rua” pela emissora de televisão. Durante o filme, o telespectador sente a mesma raiva do protagonista em relação ao crítico. Porém, por pouco tempo. JT Franks, na realidade, é um cara sem propósitos que desconta em sua coluna toda a amargura de ter perdido um filho recentemente pelo câncer e ver seu casamento ruir.

Está tudo ruim na sua vida? Solução: tente destruir a dos outros! Grey, então, sequestra Franks e começa a tortura psicológica. O crítico de culinária terá que preparar todos os pratos de forma exímia. Se a gema do ovo estourar na omelete, é castigado. Se a carne passar do ponto, mais tortura para o jornalista. Na sub-trama tem até um policial investigando o desaparecimento, mas que não agrega muito na história.

Banquete Amargo é um filme para quem tem estômago de ferro. Cenas de torturas nunca são fáceis de digerir, mas para quem curte filmes de terror é um prato cheio.

Direção: John Gulager

Duração: 95 mim

 


Sugestões: josefernandomartins@gmail.com



Assista ao trailer: 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet