Olhar Conceito

Sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Notícias / Artesanato

Frede Fogaça

Escultor cuiabano presenteia Centro Cultural com cururueiro e dançarina de siriri em tamanho real

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Mar 2016 - 16:00

Foto: Reprodução / Da Assessoria

Escultor cuiabano presenteia Centro Cultural com cururueiro e dançarina de siriri em tamanho real
O artista Frede Fogaça vai instalar na tarde desta sexta-feira (11) duas obras em homenagem a dois dos símbolos mais tradicionais da cultura cuiabana, o cururu e o siriri, no Centro Cultural Antônio Lopes.

Leia mais:
Conheça a cuiabana que mora em Londres e ganha a vida com artesanato e blog de viagens
Primeiro Festival de Cultura Gastronômico Pantaneiro de Barão de Melgaço começa nesta sexta

Os ‘presentes’ são um cururueiro com sua viola de cocho e uma dançarina de siriri, feitos de cimento e em tamanho real (1,80m). A obra vai ficar permanentemente no Centro Cultural, que fica na Associação de Moradores de São Gonçalo Beira Rio.

O artista foi contemplado nos Editais da Cultura 2015, dentro do prêmio Tradições MT. Frede Fogaça está desde 1997 no mercado das artes focando seu trabalho nas esculturas em vidro curvo, cimento, argila, sucata, chapas de inox, ferro, entre outros. Segundo o artista, foram três meses de trabalho intenso para deixar essa contribuição para a cidade e seus moradores, em uma região onde essa tradição ainda é bastante forte.

O cururu é uma dança de roda, feita somente por homens, que cantam, dançam e giram em sentido horário. Eles tocam também a viola de cocho e o ganzá. O siriri é também uma dança, com rica expressão corporal e coreografia, que pode ser dançada por homens, mulheres e crianças. A música é feita com viola-de-cocho, ganzá e mocho.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet