Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias / Artes visuais

Número de obras da pinacoteca Dalva de Barros será ampliado e quadros ganham corredores da AL

Da Redação - Isabela Mercuri

13 Ago 2016 - 09:16

Foto: Reprodução / Ilustração

Número de obras da pinacoteca Dalva de Barros será ampliado e quadros ganham corredores da AL
As obras de arte que hoje estão na Pinacoteca Dalva de Barros, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), vão tomar os corredores da instituição. Atualmente, são 65 obras, mas o número será ampliado e, além disso, os quadros serão restaurados e apresentados ao público externo e aos servidores. A ideia é democratizar o acesso à pinacoteca.

Leia mais:
Festivais de teatro começam em outubro em Cuiabá e terminam em dezembro em Chapada

Esse foi o resultado de um Projeto de Lei aprovado recentemente pela Mesa Diretora. De acordo com a assessoria, atualmente grande parte das obras está dentro das salas, gabinetes ou no Instituto Memória da ALMT.

“Com a exposição das obras, poderemos urbanizar os corredores, promovendo cultura e beleza ao espaço e humanizar, proporcionando a inclusão cultural das pessoas que aqui trabalham ou visitam”, explica Isis Catarina Brandão, do Instituto Memória.

Para realização do projeto, será feito primeiramente um levantamento das obras que precisam de restauração. Depois, serão levantados os dados dos artistas e começará a ambientação das obras. Cada quadro será instalado junto a um perfil do artista plástico e explicação sobre o estilo e técnica aplicada.

Dentre os artistas expostos, estarão Vitor Hugo, Sitó, Gervane de Paula, Adir Sodré, Irigaray e Dalva de Barros e utras referências das artes plásticas de Mato Grosso, seja de forma permanente ou itinerante. “Queremos trazer autores já renomados, mas também artistas em desenvolvimento e que vêm sendo reconhecidos pelo talento”, afirma Isis Catarina.

Além disso, o saguão principal da instituição vai voltar a receber exposições de artes plásticas a partir do mês de setembro.
“Vamos retomar este espaço nobre para ser sede da arte mato-grossense. Ainda não temos um calendário definido, mas em breve, quem passar pela ALMT será contemplado com a oportunidade de ver e conhecer o trabalho de nossos artistas”, finaliza Isis.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet