Olhar Conceito

Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

Notícias / Artes Cênicas

Teatro Experimental de Alta Floresta

Ator e produtor mato-grossense representa o estado em evento de artes em Bogotá

Da Redação - Isabela Mercuri

19 Out 2016 - 14:29

Foto: Divulgação

Ator e produtor mato-grossense representa o estado em evento de artes em  Bogotá
Mato Grosso alcança mais uma vez visibilidade internacional, desta vez por meio do Teatro Experimental de Alta Floresta, que participa até a próxima quinta-feira (20) do Mercado das Indústrias Culturais do Sul, o Micsul, em Bogotá, Colômbia.

Leia mais:

Festival de comédia em Cuiabá tem shows de humor com Nerso da Capitinga e Eri Johnson

Criado por uma parceria entre os Ministérios da Cultura de dez países da América do Sul (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai e Venezuela), o Micsul tem o intuito de promover intercâmbio de conhecimento, produtos e serviços culturais e criativos.

Nesta edição, a delegação brasileira viajou para a Colômbia com 61 empreendedores das artes cênicas, audiovisual, editorial, animação e games, música e design, além de uma empreendedora da área de moda, que fará um desfile com profissionais de outros países.

Todos os empreendedores foram selecionados por um edital lançado pelo MinC e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Dentre eles, Elenor Cecon, ator e produtor da companhia e espaço cultural ‘Teatro Experimental de Alta Floresta’, que vai apresentar seu case de sucesso, o ‘Festival de Teatro da Amazônia’.

Para ele, essa é uma oportunidade de receber propostas de outros grupos. "Queremos aproveitar o Micsul para receber propostas de grupos que desejem participar de futuras edições do festival e divulgar nosso evento", informa.

O ator ainda lembra que usar o nome da Amazônia já é um diferencial e atrativo para os estrangeiros. "Em 2015, recebemos Eugenio Barba, célebre diretor italiano do Odin Teatret, da Dinamarca. Mas, além de atrações para o festival, queremos compartilhar experiências de processos criativos com artistas latino-americanos", conta. "Ir a um evento desse tipo, por meio de uma política do MinC, significa muito para fomentar a circulação de obras brasileiras nos outros países e deles aqui. Afinal, só se estabelecem parcerias frutíferas quando as duas partes ganham", conclui.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet