Olhar Conceito

Quinta-feira, 04 de junho de 2020

Notícias / Carreira

Especialista mato-grossense alerta para banalização do coach e explica: Não é mágica, melhorar o mundo melhorando a si

Da Redação - Jardel P. Arruda

17 Abr 2017 - 10:20

Especialista mato-grossense alerta para banalização do coach e explica: Não é mágica, melhorar o mundo melhorando a si
A palavra “coach” passou a se tornar lugar comum no meio executivo, bem como os “coaches” começaram a se multiplicar como gotas de chuva sobre o vidro. Da mesma forma, brotaram várias instituições, grupos e organizações e pode até ficar difícil para uma pessoa interessada em um serviço sério encontrar o que precisa. O alerta tem sido feito constantemente por alguns dos coaches mais experientes do Brasil, como Jorge Oliveira e Vicky Bloch.

Leia também:
Agência de MT responsável pela publicidade da Assembleia e Governo ganha prêmio internacional

Em Mato Grosso, quem faz o alerta é outra experiente coach: Iracema Irigaray, membro há oito anos da Federação Internacional de Coach (ICF), a maior e mais antiga organização internacional de coaching, criadora do curso MBA em Liderança e Coaching da Unic e do curso Gestão de Si Coaching. Para ela, o termo “coaching” está banalizado e pessoas sem a devida formação oferecem soluções mágicas ao invés de um trabalho baseado em estudos com padrões e ética.

“O termo coaching está banalizado hoje. A pessoa hoje investe em marketing. Cria uma pagina no face, um Instagram. Tem muita gente fazendo vídeos também. A ICF busca estudar com padrões de ética. Nós queremos que a pessoa entenda como pode melhorar o mundo melhorando a si mesma”, alerta Iracema.

De acordo com ela, muitos coaches não possuem formação adequada. Ao invés disso, passam a sensação de uma formação através de marketing. Um conceito unânime entre profissionais do ICF é de que quanto menos formação um coache possui, mais mágico ele se acha. As vezes, pode até apresentar um resultado imediato, mas sem sustentação a longo prazo.

Iracema salienta que boa parte disso é devido a abordagem. Enquanto muitos tratam coaching como terapia, ela coloca o processo como quase um inverso. Ao invés de tratar as dores, tratar possibilidades. Não focar em melhorias por melhorias, mas em melhorar o mundo através de uma melhoria de si mesmo.


Gestão de Si

               

Após ter criado e coordenado o curso de MBA em Liderança e Coaching na Unic, Iracema começou a receber pedidos de pessoas que gostariam de participar de um curso, mas não de uma pós-graduação. Com isso, ela criou o Gestão de Si, um curso com conteúdos e ferramentas de coaching.

O curso é dividido em seis módulos, nos quais ela vai trabalhar autoconhecimento e competências de liderança; pessimismo x otimismo; crenças e modelos mentais; inteligência emocional; resiliência; e coaching de vida.

Quando para atender equipes, Iracema parte justamente do ponto da melhoria individual para melhorar ao redor. “Geralmente você passa mais tempo com sua equipe do que com sua família. Quando você tem dificuldade de se relacionar com a equipe, você tem que se trabalhar. Não ficar trabalhando a equipe como todo. Trabalho os indivíduos. Quanto melhor eu me relaciono comigo, melhor me relaciono com as pessoas”, pontua.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • DOUCLAIRT VIELMOUNT
    19 Abr 2017 às 09:20

    VOU REFAZER MEU SINGELO COMENTÁRIO : SEM O TOTAL APOIO E CONTRATAÇÃO POR PARTE DOS ENTES PÚBLICOS, ESSA ATIVIDADE NÃO ANDA. DISSE ALGO ERRADO OU OFENSIVO ?

  • Gonçalo Poconé
    18 Abr 2017 às 11:30

    Agora quááánndo ! Num posso mais dá meu opinião nas coisa qui esse povo começa a mi pirciguí o pobrema é que esses povo que fica mi criticano num tem curtura. Eu pussuo muita curtura, 3.000 hequetare de terra que é o puro curturão, e tudo de pasto, e tem um montão de côcho de cumbarú. Num é desses coachingue que seis faiz, os meu é coisa boa.

  • Mariluce Bernardino de Freitas
    18 Abr 2017 às 10:37

    Em primeiro lugar quero parabenizar a querida Iracema pela qualidade que imprime em seu trabalho. em segundo, me dirijo à editoria do Olhar Direto e de todos os outros jornais eletrônicos de Mato Grosso: voces tem que vetar comentários imbecís e inapropriados como os desse Gonçalo Poconé. É degradante ver uma coluna tão informativa e de alta qualidade ser desancada por um neófito em tudo como esse senhor Gonçalo Poconé. Ele sempre vem com sua verborragia sem sentido, causando mal estar em quem lê.

  • Hildebrando Correa da Costa
    18 Abr 2017 às 10:06

    Esse bestalhão do Gonçalo Poconé não fala nada que aproveita. O sujeitinho metido a besta. Todo dia ele dá algum pitaco indesejável em notas e matérias sérias como essa. Tem que bloquear e excluir os comentários infelizes desse cara.

  • Tilden Milanês Correa
    18 Abr 2017 às 10:02

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Teruo Matsubara
    18 Abr 2017 às 09:29

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • DOUCLAIRT VIELMOUNT
    18 Abr 2017 às 09:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Gonçalo Poconé
    18 Abr 2017 às 09:07

    Ispía aí ! esse povo falano de fazê coach, porque num fala e iscreve direito ?é côcho. Aquí no Poconé nóis faiz côcho de tora de cumbarú, e fica é bão. Pode ponhá sal de sacada que num vaza nada e os gado lambe tudo. Num tem nada de coach... é côcho de sal pros gado. E feito de cumbarú revesso.

  • André Cínico Silva
    17 Abr 2017 às 22:30

    PRECISA DE TANTOS TÍTULO, UNIVERSIDADE, DOUTORADOS PRA CHEGAR A CONCLUSÃO DO PARÁGRAFO FINAL?

  • Lori Antonio Lucatelli
    17 Abr 2017 às 21:04

    Gstei.

Redes Sociais

Sitevip Internet