Olhar Conceito

Notícias / Tecnologia

boom nas redes

Cuiabanas se tornam 'digital influencers' dando dicas de alimentação e vida saudável

Da Redação - Isabela Mercuri

07 Mai 2017 - 09:10

Foto: Reprodução / Instagram

Camila e Amanda

Camila e Amanda

Juntas, elas têm mais de dezessete mil seguidores. Diariamente, postam dicas de alimentação, treino, além de mensagens motivacionais. Camila Fraga, 21, e Amanda Freires, 25, são ‘digital influencers’, mas só perceberam isso há pouco tempo.

Leia também:
De publicitária a Digital Influencer: a cuiabana com mais de 170 mil seguidores no instagram

Camila estuda direito e é maquiadora profissional há seis anos. A ‘vida fit’ surgiu algum tempo depois, quando foi para os Estados Unidos fazer um curso de maquiagem e voltou com uns quilinhos a mais.

“Eu sempre pratiquei esportes, joguei handebol por dez anos, desde criança jogava futebol, mas treino mesmo eu fazia por obrigação. Depois que voltei dos Estados Unidos comecei a comer melhor e a fazer mais exercícios, e a vida saudável deixou de ser uma obrigação, passou a ser por prazer mesmo”, contou Camila ao Olhar Conceito.

Como trabalha mais aos finais de semana no salão de beleza da sua família, Nina Cabeleireiros, o novo estilo de vida passou a ser um aliado até mesmo da disposição de Camila. “Antes eu saía muito, bebia nas baladas, mas estava sempre cansada. Há uns dois anos eu parei de beber, comecei a me dedicar a essa vida. Agora estou correndo, e daqui a 45 dias vou participar da meia maratona no Rio, de 21 quilômetros”.

Com essa mudança, Camila começou a postar dicas nas redes sociais, e ganhar cada vez mais seguidores. Há dois meses, recebeu um convite de um ateliê do interior do estado para participar de um editorial de noivas. “Foi aí que eu percebi que era uma digital influencer”.

Para Amanda foi diferente. Formada em arquitetura, ela abriu uma loja online de roupas de academia em 2016, e depois decidiu que queria criar um blog, porque gostava de escrever. “Mas não queria falar de moda, porque não tinha nada a ver comigo, não fazia parte da minha vida”.

Aos poucos, Amanda percebeu que a sua área de formação não era seu grande sonho. Em dezembro do ano passado, então, ela fez o lançamento do blog que leva seu nome, e criou a Hashtag “Em busca do prato perfit”, que usa quando visita restaurantes e procura pratos saudáveis.

Para ela, que se classifica como ‘Empreendedora Digital’, o crescimento nas redes sociais foi mais planejado do que para Camila. “Eu estou investindo em uma marca, na marca Amanda Freires”, explica. Há algum tempo, ela lançou também uma marca de doces funcionais, a ‘Petit Potê’.

A ‘vida fit’ de Amanda, no entanto, também não começou de forma planejada. “Meu irmão já treinava e era muito crítico em relação ao corpo. Eu comecei a treinar também, principalmente depois que voltei de um intercâmbio que fiz no Peru, na Colômbia e na Irlanda e estava muito inchada. Não vou mentir, comecei por estética mesmo. Mas com o tempo passou a ser um prazer, um estilo de vida mesmo”.

Com o aumento do número de seguidores, veio também a procura por parcerias e permutas com empresas. Para Camila, essa profissionalização ainda é tímida, e ajuda, na verdade, com sua principal ocupação como maquiadora. Já para Amanda, que se dedica totalmente ao mundo virtual – e tem, inclusive, um blog – isso já é mais frequente.

Para além disso, as duas se preocupam com a mensagem que estão passando. “Eu sempre pedi para Deus para fazer algo que fizesse bem para as pessoas. Quando comecei a vender as roupas, elas compravam para se exercitar. E hoje também vou fazer os doces, que é algo que une a saúde com o prazer. Cada ingrediente ali tem uma função para o corpo”.

Camila enxerga essa influência principalmente pelos comentários e na interação com os seguidores. “Eu sou muito animada, parece que estou ligada no 220, já acordo assim. E recebo muitos comentários das pessoas dizendo que se inspiram em mim, que me admiram... elas pedem conselhos de como ter essa disposição”.

Sobre os ‘haters’, as duas têm a mesma opinião: é preciso ignorar o que não for construtivo, e pegar para si apenas o que for ajudar. “Meu irmão me falava uma coisa, e eu guardei pra sempre: até Jesus Cristo tinha haters, e ele era o mais perfeito, eu não ia ter?”, finaliza Amanda. 

Serviço

Camila Fraga - Insta: @camilafragakf
Amanda Freires - Insta: @amandafreires

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet