Olhar Conceito

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Religiosidade

veja programação

Festa do Divino Espírito Santo terá toda renda revertida para reforma da Catedral

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Festa do Divino Espírito Santo terá toda renda revertida para reforma da Catedral
Os festeiros da ‘Festa do Senhor Divino Espírito Santo’ participaram, na manhã desta segunda-feira (22), de um ‘chá com bolo’ na antiga Casa dos Governadores, no Centro Histórico de Cuiabá. O evento apresentou a programação da festa, que terá diversos encontros até o próximo dia 4 de junho, domingo, quando acontece o encerramento.

Leia também:
'Rejeitada' após reforma, Catedral abriga padroeiro, grandes nomes da história e pinturas de mutilado de guerra

A festa é uma das mais tradicionais de Mato Grosso. Ela surgiu no século passado, quando ainda era dividida em duas: uma no Porto e outra na Catedral, e só foi unificada na década de 30. Atualmente, ela acontece na Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá e, neste ano, toda sua renda será revertida para a reforma da mesma.

“Ainda falta uma boa parte em dinheiro para a reforma, mas conseguimos uma parceria com a Max Vinil, ela desenvolveu um grafiato especial para a Catedral, e fez uma doação muito grande pra gente, agora falta a mão de obra.  Mas acredito que com a festa agora, o baile, a quermesse, e em setembro teremos outro evento do Senhor Bom Jesus, que é padroeiro da capital, então graças a Deus a gente vai conseguir”, comentou o padre Edmilto Mota, que chegou a organizar a venda de revirado cuiabano na Feira Internacional do Turismo, no final de abril, também para ajudar a Catedral.


Padre Edmilto Mota (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

A imperatriz da festa, Claudinéia Vendramini Fávaro, também comentou a importância da festa. Ela, que é paranaense, participa da ‘Festa do Senhor Divino’ pelo segundo ano. “Eu sou paranaense adotada por Mato Grosso. Estou aqui há 27 anos, vim de Lucas do Rio Verde e há dois anos e meio moro em Cuiabá. Já participei da festa ano passado como festeira, fui convidada, e foi uma grande honra. Este ano estou como Imperatriz”, comenta.


Claudinéia Vendramini Fávaro (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto) 

Já há mais tempo prestigiando a festa, Dona Eda Taques, mãe do governador do estado, disse que o principal é a união. “É pra reunir o pessoal, ficar todos juntos. Que é difícil ter sempre uma reunião, uma festa”. A cuiabana contou que é muito religiosa, e sempre que pode participa das festas. “Minha casa é cheia de santo, vou em toda festa que tem aqui. E vamos em Poconé também, se Deus quiser”.


Dona Eda Taques (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Outra pessoa que também tem memórias das festas de santo é Jaime Okamura, representante do setor do turismo na capital, que há quatro anos é festeiro. “Eu como sou cuiabano de adesão, porque minha família chegou na década de 50, me sinto integrado na sociedade cuiabana. E faz parte da minha família comemorar com os santos festeiros da cidade. São Benedito,e Divido, São Gonçalo, também. Isso faz parte da nossa religiosidade e é importante que cada um tenha sua fé e preserve isso na sua geração”. Ele comentou, ainda, que esta festa, por ser tão tradicional e antiga, pode ser uma grande chance para o turismo religioso na cidade.


Jaime Okamura (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Para o Governador Pedro Taques, prestigiar estes eventos é valorizar a fé do povo. “Eu e Carlos Fávaro, vice-governador, assumimos um compromisso: enquanto eu for governador e ele for vice, nós não deixaremos essas tradições acabarem. É um compromisso com o povo de Cuiabá, com o povo de Mato Grosso. O povo que aqui nasceu e que pra cá veio, que amam o nosso estado como nós amamos”, disse. “Todos os prédios podem cair, todos os viadutos podem desabar, todas as ruas podem ficar com buracos, porque a nossa fé é inabalável”, completou. 


Governador Pedro Taques (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Programação

Nas próximas duas semanas, as bandeiras e esmolas vão percorrer as ruas da cidade, e haverá novena na Catedral diariamente, de segunda à sexta, às 19h. 

Sexta, 2 de junho: Tradicional baile no Hotel Fazenda Mato Grosso
Domingo, 4 de junho: Encerramento com missa às 17h, seguida de procissão e quermesse em frente à Catedral

Informações: FAN PAGE
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet