Olhar Conceito

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias / Artes Cênicas

prêmio funarte

Espetáculo traz diálogo entre experiências dos atores e vivência da população a partir de sexta

Da Redação - Isabela Mercuri

06 Jun 2017 - 17:50

Foto: Divulgação

Espetáculo traz diálogo entre experiências dos atores e vivência da população a partir de sexta
Trabalhos acadêmicos, publicações, conversas com a população e relatos pessoais dos atores do ‘Teatro Experimental de Alta Floresta’ (TEAF) compõem o roteiro do espetáculo ‘concreto CONTRA-FLECHA’, que estreia nesta sexta-feira (9) na cidade, que fica a 796km de Cuiabá.

Leia também:
'Filhos do Cerrado' traz peças voltadas ao público infantil ao Zulmira Canavarros
 
Alta Floresta fica na  Amazônia Mato-grossense, e as histórias de formação da regiã sempre intrigaram os artistas da companhia de teatro. Em 2008, durante o projeto ‘Revelações Estéticas’ (Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz - 2008), eles se depararam com a revelação de histórias e trajetórias pessoais em comum tanto dos integrantes quanto dos moradores locais.
 
Um novo projeto, então, foi lançado: “Nossas Histórias – achados e inventos”, aprovado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2015. E deste projeto, nove meses depois, nasceu o espetáculo “concreto CONTRA-FLECHA”.
 
O espetáculo
 
Com direção de Eduardo Machado, o espetáculo tem por objetivo provocar reflexão acerca da exploração: trabalho, migração, amor e ganância são temas da peça.
 
O elenco é formado por Angélica Müller, Gean Nunes e Ronaldo Adriano, mas também participam artistas convidados, como o próprio diretor, que é mestre em Artes Cênicas pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) e assina a encenação, o músico André de Castro Pereira, da Banda Psiconáuticos, (responsável pela composição da mesma), Clodoaldo Arruda, do Grupo Comandança, responsável pela preparação corporal dos atores, e o artista alta-florestense Bugre Arisi, que desenvolveu o figurino. 
 
O poeta e escritor pernambucano Lúcio Pessôa ficou responsável pela dramaturgia: “Criar sob o efeito e sob olhar dos outros, das suas experiências e conflitos, degustando - ainda que em terceira pessoa - das suas vivências, é um saber sem tamanho, que vai além do exercício criativo-biográfico-ficcional. É um privilégio que proporciona transformação, crescimento, evolução”, destaca.
 
O TEAF já produziu mais de 40 espetáculos em 29 anos de existência. Além das peças, ele também produz encontros, seminários, festivais e intercâmbios. Mais informações podem ser encontradas no site www.teatroexperimental.com.br.
 
Serviço

 
concreto CONTRA-FLECHA
Quando – De 9 a 25 de junho de 2017 (sextas, sábados e domingos às 20h). Dia 15/06 (feriado), apresentação extra também às 20h;
Onde – Espaço Cultural TEAF (Perimetral Rogério Silva, 3747 – Esquina com a Rua do Araújo)
Quanto – R$ 16 (inteira) R$ 8,00 (meia)
Ingressos antecipados na sede do TEAF das 14h às 18h ou uma hora antes do início da apresentação;
Classificação Indicativa – 12 anos
Projeto contemplado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2015
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet