Olhar Conceito

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Religiosidade

esta semana

Igreja Matriz de Chapada é elevada a Santuário durante festa da padroeira Sant'Ana

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Igreja Matriz de Chapada é elevada a Santuário durante festa da padroeira Sant'Ana
Uma grande festa da padroeira de Chapada dos Guimarães, Sant’Ana, avó de Jesus, acontece nesta quarta-feira (26) na cidade turística. A grande novidade do evento é que a Igreja Matriz da cidade passa a ser considerada um Santuário, ou seja, “lugar para onde afluem peregrinos e romeiros, atraídos pela veneração do santo que é cultuado naquele recinto”.

Leia também:
Prefeitura de Chapada proíbe bebidas em garrafa de vidro, som automotivo e raves durante o 'Festival de Inverno'

As novenas e festividades começaram no dia 16 de julho, domingo, e terminam nesta quarta (26). Hoje, as atividades começaram com chá com bolo às 6h da manhã, seguida de missa festiva e, às 14h, o tradicional Baile das Cozinheiras.

Antes disso, no entanto, no início do mês de julho, já foi iniciada a preparação de doces, bolachas e comidas, além da novena, cavalgada e almoços de graça para a população. De acordo com a assessoria, essa é uma das mais importantes festas do município.

Para a cerimônia de elevação da Matriz de Sant´Ana para Santuário, estiveram presentes várias caravanas do estado, além do Bispo de Primavera do Leste, Dom Derek John Cristopher Byrne, que celebrou a missa festiva.

Histórico

A Igreja Matriz de Cuiabá foi construída em 1779, vinte e oito anos após a fundação da cidade pelo jesuíta Estevão de Castro, que havia chegado na região com o primeiro governador da capitania, Dom Antonio Rolim de Moura.

A capela foi construída primeiramente com palha, e foi colocado no local a imagem da Senhora Sant'Ana com a Virgem no meio, e nos lados, Santo Inácio de Loyola e São Francisco Xavier.

Anos depois, em 1778, Dr. José Carlos Pereira estava em diligência à Chapada dos Guimarães e achou a capela situada na Aldeia Velha uma "palhoça, na verdade indecentíssima". Então, ele começou a angariar fundos para a construção.

Em 1779, na última oitiva de Páscoa, os indígenas retiraram a madeira suficiente para a construção de uma Igreja coberta de telhas, rebocada e caiada com capela-mor e sacristia, possuindo ainda a casa dos Párocos.

A igreja foi construída em julho do mesmo ano, e benzida pelo Vigário da Vara, José Corrêa Leitão no dia de Santo Inácio de Loyola. As imagens de Santana, Santo Inácio de Loyola e São Francisco Xavier foram levadas da antiga Capela da Aldeia Velha para a nova Igreja.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet