Olhar Conceito

Quinta-feira, 03 de dezembro de 2020

Notícias / Perfil

Sarah e Lívia mostram que existia mulher na música sertaneja antes do feminejo

Da Redação - Letícia Ferro Ferraz

29 Jul 2017 - 10:45

Foto: Divulgação

Sarah e Lívia mostram que existia mulher na música sertaneja antes do feminejo
Anterior ao fenômeno do Feminejo, a dupla Sarah & Livia já era destaque no sertanejo dentro de Mato Grosso há muito tempo. Com quase 17 anos de carreira, a dupla dividiu um pouco da sua trajetória com o Olhar Conceito, e contou que o gosto musical vem desde o berço. As irmãs cresceram em meio às apresentações da banda do pai, que tocava em bailes, aniversários, casamentos, e dos irmãos, que já tinham uma dupla sertaneja.

Leia também:
Ícone regional, Mestre Bolinha conta um pouco da sua trajetória: "a música vem desde que eu nasci"

Sarah começou a cantar aos 11 anos, na banda da igreja, e ingressou na banda do pai tempos depois. “Tinha uma outra menina na banda, e quando eu saí, a Lívia também se juntou a nós e formamos um trio, mas infelizmente não durou muito tempo”, conta Sarah. “Queriamos seguir caminhos diferentes, temos formas diferente de pensar, por isso não deu certo. Até hoje ela é nossa amiga, só que nossas ideias de como deveria seguir a carreira não batiam” acrescenta Livia.

O trio se desfez e assim surgiu a dupla Samanta e Sabrina. “Na nossa época, no seguimento sertanejo tinha muita coisa de não colocar o nome verdadeiro”, relembra Livia. A dupla ficou com esse nome durante um mês e meio, mas após insistência familiar, resolveram colocar seus nomes verdadeiros.

No começo da dupla Sarah & Livia, elas tinham 15 e 18 anos, respectivamente. Livia estava na faculdade de Direito, mas o amor pela música falou mais alto. “Você tem que fazer o que quer”, afirma. O sucesso das irmãs foi rápido, em um ano elas já viviam só da música. No começo, tocavam em barzinhos pela capital, até que foram convidadas para tocar no Programa do Pop. Por causa do programa, elas foram convidadas a cantar no Gerônimo, onde começaram a se apresentar regularmente.

Segundo as meninas, antes da explosão do feminejo no cenário musical nacional, já existiram outras duplas femininas que cantam sertanejo. Em Mato Grosso, quem abriu as portas foi a dupla Cristina & Regina. “Elas passaram pelo fardo mais pesado, e logo em seguida nós viemos e conseguimos nos manter” conta Sarah. Elas afirmam que nunca sofreram nenhuma restrição por serem mulheres.



Apesar de as pessoas só verem o lado glamuroso da musica, Sarah afirma que no dia a dia é bem diferente, “Quando você vive de música, todo dia você vive ela, todo dia é uma pedra nova para quebrar, não é fácil. Pessoalmente, penso menos em alcançar o topo, e mais em fazer o que eu gosto, de viver do que gosto. Nós lutamos para chegar no topo, ainda não estamos”, reforça Sarah.

Um dos momentos mais marcantes da carreira foi no lançamento do primeiro CD da dupla. “Esperávamos 100 pessoas no evento, mas quando chegamos tinha mais de 4 mil. O local estava completamente lotado, além de ter ficado muito gente do lado de fora. Alí tivemos a certeza que nós tínhamos um público fiel”, conta Lívia.

A música que mais fez sucesso durante os quase 17 anos de carreira foi a “Para Sempre Te Amar”, composta por Sarah, que dá nome ao fã-clube da dupla. Quando foi lançada, ela estourou em todas as rádios. “Nossa música tocava o dia e a noite inteira. Ganhamos diversos prêmios com ela, entre eles o de melhor composição pela premiação da Gazeta. Nessa época nós tocamos na Expoagro, e quando chegou a nossa vez foi emocionante. Tinha mais de 15 mil pessoas cantando junto com a gente”, conta Lívia.

Há mais de um ano a dupla está pesquisando músicas para o próximo CD. “Já estão saindo algumas coisas. Estamos em um patamar que preferimos não fazer algo, do que fazer mal feito”, conta Lívia.

Além do CD, elas estão trabalhando em um projeto especial em conjunto com a Seven Produções chamado “Irmãos”. Neste projeto, além do show, elas irão gravar diferentes produtos em conjunto com seus irmãos, a dupla Junior & Nando. “Com um show bem diferenciado, onde vamos mostrar nossos trabalhos [Sarah & Livia e Junior & Nando],mais voltado para nossa essência familiar, focado em sertanejo raiz”.

A dupla, referência no cenário regional, já faz shows fora do estado, mas diz que não tem pressa para o sucesso nacional. “Já fizemos shows em Porto Alegre, Campo Grande, Rio de Janeiro, São Paulo. Mas não temos pressa, tudo tem o seu tempo. Queremos sucesso, mas sem atropelar ou ter que puxar saco de ninguém. O importante é fazer um bom show para nosso público, seja ele uma pessoa ou mil pessoas”, diz Sarah.

Uma das coisas mais emocionantes para a dupla é o fato de elas poderem fazer parte da trajetória das pessoas. Uma de suas fãs, que conheceu a dupla ainda quanto elas tocavam no Gerônimo, além de realizar o sonho de ter a dupla tocando em seu casamento, passou a despedida de solteira em um show de Sarah & Livia.

“Ela é nossa fã há mais de 15 anos, desde que nos conheceu no Gerônimo. Ela sempre acompanhou nossa carreira. O encontro da despedida foi um acaso, porque ela resolveu ir no local onde estávamos nos apresentando naquele final de semana. É muito gratificante receber todo esse carinho, ouvir que alguém acompanha sua carreira desde o início”, conta Lívia.

Aliás, são os fãs os maiores incentivadores da dupla. Segundo Lívia, “São eles que nos dão incentivo, ao nosso fã clube “Para Sempre Te Amar”, e a todos que curtem nosso trabalho, muito obrigada pelo apoio, porque além de fazermos o que gostamos, temos que ter algo que nos move, e para nós são os fãs que acompanham nosso trabalho”, finaliza.

Serviço

Para saber mais sobre Sarah & Livia, acesse a FAN PAGE

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet