Olhar Conceito

Notícias / Turismo

nova vida

Após desaparecimento do ex-marido, mato-grossense se muda para o Canadá e cria canal sobre o país

Da Redação - Isabela Mercuri

15 Ago 2017 - 14:41

Após desaparecimento do ex-marido, mato-grossense se muda para o Canadá e cria canal sobre o país
Foram dezoito meses de muita angústia, até que a mato-grossense Adriana Cristina da Silva, hoje com 36 anos, decidisse que precisava dar um novo objetivo para sua vida. Ex-esposa do piloto agrícola Reverson Luis Bonan, que desapareceu em dezembro de 2015, ela agora vive no Canadá, e divide sua realidade com o público por meio de um canal no Youtube, uma Fan Page e um Instagram.

Leia também:
Perito criminal cria canal com vídeos preparatórios para o ENEM e já tem 2 mil inscritos

“Após o desaparecimento do Comandante Reverson Bonan em 2015, eu entrei em depressão, passei momentos de profunda tristeza. Um ano depois, vi que nada havia acontecido e que minha vida precisava tomar um rumo diferente, então eu entrei em um site de relacionamentos e conheci meu atual namorado”, contou Adriana ao Olhar Conceito.
 
Ela, que é rondonopolitana, é proprietária de uma agência de eventos em Cuiabá. “Mas com o sumiço e minha não dedicação, acabei perdendo os clientes fixos. A crise veio junto como desculpa. Eu ainda atendo em Cuiabá, mas está tudo muito parado”, conta.
 
O novo relacionamento começou como uma brincadeira e uma forma de descontrair. “Eu entrei no site e procurei amizades de fora, porque eu não queria me relacionar com pessoas próximas que sabiam do caso, ficavam me fazendo perguntas... ou com outras eu tinha medo de ser alguém responsável pelo sumiço do Reverson. Então eu me blindei. Não imaginava que iria dar certo. Entrei como numa brincadeira apenas para treinar o inglês”.
 
Hoje, Adriana vive em Montreal, onde pretende permanecer. “Nos conhecemos e começamos os planos para minha vida. Montreal é uma cidade diferente de todas que já visitei. É linda, organizada, tem lindas construções, é cheia de lugares e atrações para conhecer... As pessoas são extremamente educadas, sorridentes. Estou simplesmente amando cada detalhe!”

Adriana e o namorado canadense (Foto: Arquivo Pessoal)
 
Foi para ajudar quem também tem vontade de conhecer o Canadá, e com incentivo das amigas, que Adriana começou a ‘compartilhar’ sua vida. “Os amigos ficaram pedindo para eu criar uma ponte entre eles nessa minha aventura aqui, para poderem acompanhar por fotos, vídeos e conhecer um pouco da cultura do Canadá e curiosidades, pelo meu ponto de vista”.
 
Até agora, sua publicação mais acessada foi uma pegadinha que fez com o namorado canadense. “Ele não fala nada em português, então eu fingi que estava ensinando algumas frases e coloquei uma frase em inglês que era: “Onde você mora?”, mas na tradução em português eu escrevi “quer casar comigo?”. Nos divertirmos muito! Eu tô tentando fazer alguns vídeos com ele. Mas ele não gosta de se expor... tenho que ir com calma”.


 
Além das brincadeiras, Adriana também compartilha informações sobre visto, a permanência, alimentação e cursos, além de algumas curiosidades. “Montreal é cheia de regras, e uma coisa que observei aqui é que quase não existem radares, policiais nas ruas para intimidar com multas... As pessoas simplesmente respeitam. Também existem muitas opções de espetáculos, shows, parques... Inclusive em frente ao meu apartamento tem um lago enorme (parece o mar), com um parque, que pessoas de todas as idades usufruem para piqueniques e atividades físicas”.
 
Com ainda não tem visto de permanência – o que deve acontecer após o casamento com o atual namorado – Adriana tem que voltar para o Brasil a cada seis meses. A próxima viagem será em novembro, quando ela também vai tentar a autorização para poder levar seu filho. “Eu preciso da autorização do pai ou certidão de óbito, mas nós não queremos dar entrada na certidão de óbito porque acreditamos que ele [o pai] está vivo”, explica. “Em novembro eu vou para o Brasil e vou tentar uma forma de conseguir uma autorização com o juiz, explicar a situação”.
 
Atualmente, o filho de Adriana e Reverson vive com os avós. “Ele é muito apegado aos meus pais. E meus pais também querem que eu fique um ano aqui para adaptação, para depois levá-lo... mas é muito ruim ficar longe dele. Fico em contato o dia todo, por WhatsApp”, lamenta.
 
Para acompanhar a rotina de Adriana no Canadá, basta seguir sua FAN PAGE, seu INSTAGRAM e seu CANAL NO YOUTUBE.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet