Olhar Conceito

Notícias / Arquitetura, décor e design

Decoração infantil

Segunda mostra Baby Dreams traz decoração especial para ambientes com espaço reduzido

Da Redação - Vitória Lopes

04 Dez 2017 - 09:06

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto/Reprodução

Segunda mostra Baby Dreams traz decoração especial para ambientes com espaço reduzido
A Baby Dreams é muito mais do que uma loja especializada em artigos para bebês, é uma loja que vende e concretiza os sonhos de muitos pais. É pensando nisso que a Baby Dreams House Decor organizou para a próxima quinta-feira (7) a segunda edição da mostra de quartos infantis, com doze ambientes, sendo cinco com novo conceito de espaços menores, planejados por profissionais da área de decoração. 

Leia mais:
Primeira mostra Baby Dreams traz principais tendências de decoração infantil


A primeira exposição de decoração infantil de Mato Grosso foi idealizada pelas proprietárias da loja, Eliana Pugsley e sua filha, Mayra Prado, em outubro do ano passado. Após notar o bom resultado de interação entre clientes e arquitetos que a iniciativa teve, a empresária planejou a segunda edição, com um diferencial, o novo conceito para os espaços pequenos. 

“Percebemos que com a mostra conseguimos nos aproximar mais dos profissionais arquietetos e designers e atrair novos clientes que ainda não conheciam a loja, como o público do interior”, explica Mayra. Inclusive, lojas que investem em decoração personalizada de seus artigos são uma nova tendência do mercado.

A proposta da exposição é facilitar a visualização para pais que sonham com a montagem do quarto do aguardado bebê, e ajudar nas inspirações para decoração. Além disso, valorizar o trabalho dos arquitetos regionais.

“Nossos clientes, e nós mesmos, somos muito visuais. Então eu gosto de ver o quartinho pronto, e vi a necessidade de não só ter os móveis espalhados no ambiente, mas um ambiente mais aconchegante, um quartinho de bebê dentro da minha loja. É mais uma forma de conseguir facilitar essa visualização pro cliente. Porque é diferente quando você tem o berço montado, com a cômoda, a roupinha, papel de parede e tapete”, diz.

Neste ano, cinco novos quartos foram incorporados na mostra, totalizando dozes ambientes que contam histórias diferentes. Os novos quartos são inclusivos para famílias que têm ou optam por espaços reduzidos, mas que ainda assim podem ter uma decoração funcional e bonita.

Os quartos

A arquiteta Sabrina Sinohara planejou o quarto mais visitado do ano passado, por isso foi convidada novamente para idealizar outro espaço. Na época, Sabrina estava gestante de um menino, e teve o desafio de decorar um quarto de menina.

Para agora, ela optou por uma decoração inspirada no design escandinavo, em um quarto que será dividido por um menino e uma menina. “A ideia é fazer um quarto não só para um bebê, mas irmãos, que é um irmãozinho maior para dormir numa caminha, que vai compartilhar o quarto com uma nova integrante. Então usei tons mais neutros, com um toque de inspiração no design escandinavo, e tentar deixar esse ambiente mais lúdico, com tons para atender esses dois sexos”, explica.

Com 32 anos de experiência, Karla Di Grecco escolheu para seu quarto influências que viu em uma feira de Milão. O nome do aposento, inclusive, foi batizado de “bambino”, que é menino em italiano. Couro e elementos orgânicos foram incorporados na decoração, escolhidos a dedo por Karla, como um quadro de crochê feito a mão.

“Não pode faltar conforto e funcionalidade, porque não adianta o quarto ser super decorado e não ser funcional. Porque a mãe já está envolvida com a criança, então imagina se tudo por difícil para ela fazer ou pegar”, comenta Karla, sobre o essencial em um quarto de bebê.

Já Vanessa Koehler assina a novidade de dois quartos com conceito de “grandes ideias para pequenos moradores”. Um para menino e outro para menina, ambos foram pensados para contemplar orçamentos acessíveis e o “faça você mesmo”, que está em alta.

No quarto do menino, por exemplo, será usada uma escadinha feita manualmente, e da menina, um móbile de flores que foi feito pela própria arquiteta.

“No quarto do menino trabalhei a madeira, o quarto é todo branco e bege, com revestimento de concreto na parede. Estou trabalhando de forma lúdica, com uma escada na horizontal, porque como é um quarto compacto, não vamos ter espaço para um armário, então será uma cômoda e as roupinhas penduradas na escada”.

“Para a menina, os móveis são todos provinciais e quis trazer o provincial de uma maneira diferente, mais moderna. Vou trabalhar com boiserie de maneira personalizada, com molduras em rasgos de gesso e iluminação embutida”, explica.

Participam da exposição os arquitetos Daiane Zaffari, Eduardo Garcia, Isabela Mamprim, Janaina Serra, Juliana Cascaes, Léli Esteves, Jamara Nicaretta, Silvia Antunes, Thiara Borges e Ambienty Arquitetura.

Serviço

Endereço:
Rua Sirio Libanesa , 91 - Popular, Cuiabá - MT, 78045-390

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet