Olhar Conceito

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Artes visuais

Terceira edição do 'Arte e Cultura da Mandioca' terá feira literária, artistas plásticos e discussão sobre censura

Da Redação - Isabela Mercuri

08 Dez 2017 - 08:41

Foto: Reprodução / Ilustração

Desenhos de Leopoldo Coutinho

Desenhos de Leopoldo Coutinho

Literatura, artes visuais, debates e muito mais farão parte da 3ª edição do projeto ‘Arte e Cultura na Mandioca’, que acontece no centro histórico da cidade no próximo dia 16 de dezembro, sábado, das 16h às 22h.

Leia também:
Cantata de Natal une músicas nacionais e internacionais nesta quinta-feira

Em uma dessas conversas será discutida a relação entre arte e censura, tema que ganhou corpo no Brasil nos últimos meses por episódios como o que aconteceu com o artista plástico cuiabano Gervane de Paula. Participam do papo Wuldson Marcelo, Juliana Segóvia, Neriely Dantas, Mariana Amaral Queiroz e Eliete Borges. A mediação será feita por Maurilia Valderez Lucas do Amaral (Foto), graduada em Filosofia, Mestre em Educação (UFMT) e pesquisadora sobre questões relacionadas ao presente e ao contemporâneo com foco na articulação entre ética, politica e estética.

Dentre os artistas que vão expor no evento está Leopoldo Coutinho, que desde os quatro anos de idade faz desenhos realistas e Histórias em Quadrinhos. O encontro contará, ainda, com Feira Literária com as editoras Carlini & Caniato Editorial/Tanta Tinta, Entrelinhas Editora, Cathedral Publicações e o "Fusca Sebo", "Sebo da Juju" e "Bazar do Livro Matriz".

Verone Cristina Silva será uma das pessoas a ministrar oficinas, com a ‘Metamorfose no Cerrado’, onde vai falar sobre a cosmologia afroindígena por meio de seus relatos de metamorfose. A palestrante é doutora em antropologia pela Universidade de São Paulo e pesquisadora junto a ribeirinhos, quilombolas e povos indígenas no Mato Grosso, além de  cantora e produtora do CD musical "Pilão de Palavras" e co-autora do Livro "Quilombolas do Guaporé: Modos de conhecimento e Territorialidade".

O evento

‘Arte e Cultura da Mandioca’ é um dos eventos realizados pelo Ponto de Cultura Casa Silva Freire, com apoio do Bendito Mercado. Desta vez, o evento foi contemplado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), que implementa o Programa Cultura Viva da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (MinC).

Além disso, a feira conta com o apoio cultural e firma parcerias com a Prefeitura Municipal de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SMCET) e Secretaria Municipal de Educação (SME) via Escola Municipal de Educação Básica Silva Freire, a Universidade Federal de Mato Grosso, representada pelos Grupos de Pesquisa em Psicologia da Infância (GPPIN/Instituto de Educação) e em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/Faculdade de Comunicação e Arte), além do estúdio musical Demoexmachina e do escritório de arquitetura Arqproject.

Como não poderia deixar de ser, haverpa na feira a abertura de espaço para apresentação do o trabalho pedagógico da Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) que leva o nome de Silva Freire, que privilegia a atividade da narrativa infantil no processo de alfabetização de crianças. O projeto exposto no dia do evento faz parte do projeto contemplado com o Prêmio Destaque Professores Brasil 2017, do Ministério da Educação, na categoria ensino fundamental anos iniciais - ciclo de alfabetização (1º, 2º e 3º anos) com o projeto "Autorias Infantis na Produção de Texto" apresentado pela professora Mariângela da Silva.

Confira a programação completa da feira no SITE

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet