Olhar Conceito

Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Notícias / Artes Cênicas

atalaia

Grupo de Siriri organiza 'Mostra das Artes' após ser contemplado como Ponto de Cultura

Da Redação - Isabela Mercuri

15 Dez 2017 - 09:11

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Grupo de Siriri organiza 'Mostra das Artes' após ser contemplado como Ponto de Cultura
Contemplada pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Secretaria de Estado de Cultura (Sec) como Ponto de Cultura, a Associação do Grupo de Siriri Flor de Atalaia realiza, no próximo sábado (16), a Primeira Mostra Quintal das Artes, na própria quadra do grupo. O objetivo é apresentar uma pequena amostra do foi desenvolvido nos últimos três meses no local.

Leia também:
Do quintal ao Festival Internacional: Conheça o grupo de Siriri que reúne jovens da periferia cuiabana

Desde que foi escolhida como ‘Ponto de Cultura’, via edital, a Associação recebeu R$60 mil para aplicar no desenvolvimento de diferentes oficinas, e passou a oferecer aulas de danças urbanas, siriri para jovens, danças regionais, teatro, siriri infantil, musicalização e gestão de espaços culturais.

“O Ponto de Cultura viabiliza a ocupação dos espaços com desenvolvimento de ações integradas com a sociedade, em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura e o Ministério da Cultura”, explica a idealizadora e presidente do grupo, Cristina Zuita.

Cristina Zuita, idealizadora e presidente do grupo (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Foi no Parque Atalaia que, há mais de quatro anos, Cristina Zuita decidiu fazer uma festa de aniversário com tema ‘Cuiabá’ e contratou um coreógrafo para aprender a dançar Siriri. Quem participou da brincadeira gostou tanto que quis continuar, e assim nasceu o grupo. Em maio de 2016, eles já tinham ido para um Festival no Rio de Janeiro, onde ganharam diversos prêmios.

Há três meses, o grupo foi contemplado pelo edital do Ministério da Cultura (MinC), e, neste sábado (16), vão apresentar os resultados obtidos até hoje – já que, no total, o projeto terá o período de um ano para ser concluído.

“As oficinas irão apresentar uma pequena amostra do que os oficineiros desenvolveram neste curto espaço de três meses. Sendo que o projeto terá o período de um ano pra ser concluído. Em 2018 será dado continuidade às oficinas, abertas a novos participantes que desejarem aprender qualquer uma das atividade ofertadas pelo Ponto de Cultura”, garante a presidente.

Segundo Cristina, foram abertas 120 vagas gratuitas neste projeto, tanto para crianças e adolescentes quanto para jovens e adultos. “A grande vantagem da existência deste projeto é de oportunizar dentro do quintal outras ações, e que movimenta diariamente o espaço cultural com oficinas pra comunidade. A existência deste Ponto de Cultura para nós tem sido muito boa, na descoberta de novos talentos, oportunidade de aprendizado, valorização do potencial humano e integração, além de reduzir a adesão ao uso de drogas e violência”, finaliza. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet