Olhar Conceito

Segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Notícias / Saúde e Beleza

Mistura de ballet e yoga em Cuiabá cria modalidade que trabalha corpo, mente e espírito

Da Redação - Isabela Mercuri

01 Fev 2018 - 11:19

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Adriana Borges

Adriana Borges

Uma atividade que trabalhasse, ao mesmo tempo, o corpo, a mente e a espiritualidade, era o que a paulistana Adriana Borges, 41, procurava quando criou o ‘pliê namastê’, modalidade de exercício que une técnicas do Yoga e do Ballet. No início de janeiro deste ano, ela inaugurou seu Studio, onde ministra aulas para homens e mulheres.

Leia também:
Academia para crianças terá aula circense, baile de carnaval e convênios em 2018

Adriana nasceu em São Paulo, sempre foi professora de ballet, é formada em moda, e há quatro anos veio para a capital de Mato Grosso, depois de se casar com um cuiabano.  “Eu vim pra cá, me casei, e meu trabalho com moda ficou meio perdido”, lembra. “Fiquei três anos indo todo mês pra são Paulo, porque a minha loja era lá. Era uma loja que eu atendia com horário marcado, então ela não ficava aberta, dependia de mim. Todo mês eu ia pra lá, montava coleção, apresentava lá, e comecei a apresentar aqui também”.

Adriana Borges (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Em Cuiabá, a paulistana estava já há algum tempo sem se exercitar, e passou a procurar alguma atividade que lhe agradasse. “Eu até busquei uma escola de ballet pra eu fazer aulas, só que não era bem o que eu queria. Então eu comecei a ver vídeos no youtube, comecei a resgatar algumas coisas, e a fazer sozinha”. Na época, o marido de Adriana, Delano, era proprietário de uma academia, onde ela encontrou espaço para treinar sozinha.

Começaram a aparecer interessados, e ela voltou a dar aulas de ballet clássico, neste espaço da academia. “Só que eu comecei a me interessar pelo yoga”, conta. “Eu estava buscando alguma coisa que não fosse só exercício físico pro corpo, e eu comecei a procurar na internet, e a misturar o que eu gostaria de fazer, porque eu não achava uma modalidade que eu gostasse”.

Com o tempo, Adriana passou a querer ensinar também essa mistura para suas alunas. Como ela já tinha a formação em ballet, faltava a formação em Yoga para poder ministrar oficialmente as aulas, o que ela conseguiu por meio do YogIn App, uma formação online com provas presenciais (em São Paulo).

Vendo a animação da esposa, Delano, que é advogado e skatista, também se interessou pelo Yoga. Os dois passaram a praticar juntos, em casa, e ambos concluíram a formação.

Plié Namastê

Aulas de Plié Namastê: na foto, Adriana e Anna Feuser, que é aluna há dois anos (Foto: Rogério Florentino Pereira)

Antes de abrir as portas do Studio, o casal ministrava as aulas em locais alugados. O ‘Plié Namastê’ foi inaugurado no dia 6 de janeiro e, hoje, são oferecidas no local tanto as aulas de Yoga tradicionais quanto as ‘misturadas’ com ballet.

O nome ‘Plié Namastê’, inclusive, vem dessa união. “Começou com outro nome. Chamava new body, quando ainda era a época que eu não tinha feito a formação de yoga e era muito mais a parte física, não tinha essa parte espiritual. Aí eu fui buscando mais conteúdo sobre yoga, fui fazer a formação, e foi mudando o nome”, explica Adriana. “Coloquei plié namastê porque plié é uma palavra francesa que significa flexionar o joelho, que vem do ballet, e o namastê, que é é um cumprimento ou saudação com origem no sânscrito, utilizado nas práticas de yoga, e que significa “O Deus que mora em mim saúda o Deus que mora em você", explica. 

As aulas de Plié Namastê tem duração de uma hora, divididas, segundo a professora, da seguinte forma: “Eu começo com os pranayamas, que são as técnicas respiratórias, faço introdução de alongamentos através dos asanas, que são as posturas do yoga. Aí eu faço a parte do ballet que é na barra, mas sempre com a respiração do yoga, que é nasal”.

De acordo com Adriana, são utilizadas nessas aulas, também, as bolas, onde são feitos os ásanas e os movimentos de ballet. “Esses movimentos  são coreografados seguindo o ritmo da respiração. O diferencial é que além do ritmo respiratório conduzimos a sequência também no ritmo da música”. Ao final da aula, as alunas também fazem técnicas de meditação e relaxamento.

Além destas aulas, o Studio oferece as aulas tradicionais de Yoga, trabalhando também a musicalidade por meio do berimbau e do sino tibetano, e, às quartas-feiras, o ‘yoga fora do tapetinho’, onde os alunos se reúnem para falar sobre a parte teórica da filosofia desta atividade.

Vale ressaltar que os planos no Plié Namastê são feitos com horários flexíveis, em que o aluno – por meio de um aplicativo de celular – confirma sua presença nos horários de aula que puder ir naquela semana. “Tem aulas todos os dias de manhã e à noite, em dois horários. E você pode mesclar, porque uma atividade é complementar da outra. Você pode trabalhar o yoga e o Plié Namastê juntos”.



Outros projetos

Para além das aulas fixas, Adriana também comanda dois projetos diferentes fora do Studio. O primeiro, chamado ‘Movimento no Parque’, acontece sempre no último domingo do mês no Parque Mãe Bonifácia, às 16h30, e é aberto ao público e gratuito. Ele já existe há dois anos.

Outro projeto, chamado ‘SeRmente’, é feito em conjunto com a Nutricionista Kenia Lovizon a Master Coach Juliana Nunes e o Preparador de Corrida Danylo Ribeiro, com um grupo de corrida.

Serviço

Plié Namastê
Informações: (11) 97661-5338
INSTAGRAM

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet