Olhar Conceito

Sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Notícias / Perfil

Top Model internacional, cuiabana volta pelo menos duas vezes por ano a Chapada: “Meu paraíso na terra”

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Fev 2018 - 17:00

Foto: Caras

Carol Scaff em Chapada dos Guimarães

Carol Scaff em Chapada dos Guimarães

Foi com apenas quinze anos de idade que a cuiabana Carol Scaff, 30, saiu da capital mato-grossense para começar sua carreira como modelo. ‘Pescada’ por um olheiro em Copacabana, durante as férias, ela acreditou, se dedicou, e hoje é uma Top Model internacional, além de apresentadora de televisão e digital influencer. Apesar de toda a fama, ela contou ao Olhar Conceito que volta pelo menos duas vezes por ano à terra natal e aproveita para visitar Chapada dos Guimarães, o que chama de seu “paraíso na Terra”.

Leia também:
‘Achei o resultado justo, estou feliz pelo Pedro’, diz garoto de Indiavaí eliminado do The Voice Kids
 
Em sua última visita à cidade, Carol publicou nas redes sociais uma foto de uma terapia que fez com Vera Holística (conheça AQUI). “Amo me reenergizar naquela natureza abundante e cheia de misticismo. Todo ano faço um tratamento incrível no meio da cachoeira, com a Vera Holística, que envolve massagens com argila para desintoxicar, mantras de cura, e muita energia positiva. Saio renovada!”, contou ela, que atualmente vive em Miami.
 
A terapia faz parte das escolhas saudáveis de Carol, que também medita diariamente por vinte minutos, antes de começar a rotina do dia-a-dia. “Posso garantir que faz muita diferença! Tanto, que um dos meus maiores prazeres é passar isso adiante, pois sei quantos benefícios reais a meditação pode trazer para nossa saúde física e bem estar emocional, além de nos centrar e atrair a realização de nossos sonhos. A evolução interior, nos leva a conquistas lindas e faz a vida ter mais sentido. Sou fã incondicional!”.
 
Quando vem a Cuiabá, no entanto, ela também se rende aos prazeres da culinária regional. A top conta que seus restaurantes favoritos por aqui são o Mahalo, Haru e Al Manzul. “Também não deixo de comer farofa de banana da minha mãe, bolo de queijo e de arroz”.

Foto: Instagram
 
História
 
Foi uma tia de Carol que pegou o cartão do olheiro que a abordou, quando ela tinha apenas 15 anos, em Copacabana. “Ela checou e realmente ele era da Ford Models. Minha tia fez questão de agendar um horário pra mim na agência. Eu estava tão nervosa que nem me lembro direito da entrevista que tive com diretora da Ford. Só me marcou muito quando ela olhou pra mim e disse: “Você precisa se mudar imediatamente pra cá, vai fazer muito sucesso”’, lembra.
 
Depois deste primeiro contato, lembra ela, a mudança foi rápida, já que alguns de seus familiares moravam no Rio de Janeiro. “Isso não só facilitou, como fez total diferença na minha história como modelo, pois tive todo o suporte e estrutura familiar pra me acompanhar nesse início de carreira, que sozinha, seria muito mais difícil”.
 
A partir daí, a rotina dela foi de muito estudo, trabalho e determinação. “Ia em todos os castings, me preparava, estudava o texto, cuidava da minha alimentação, chegava no horário nos compromissos, fiz muitos cursos para me aprimorar, enfim, me dediquei intensamente. E acredito muito que esse meu empenho fez diferença, e os fotógrafos e profissionais que trabalharam comigo sentiam isso, e os trabalhos foram vindo, fui conquistando meu espaço no mercado”, conta.
 
Seu primeiro trabalho com destaque internacional foi uma campanha mundial da Pantene, que lhe abriu muitas portas. A partir daí, virou a ‘queridinha’ dos produtores publicitários, e filmou mais de 60 comerciais para diversas marcas. Depois de viajar o mundo inteiro como modelo, ela decidiu que queria encarar um novo desafio, e aceitou uma vaga para apresentadora de um programa na FAAP de São Paulo, onde estudava comunicação.
 
Depois disso, ela passou para a ‘Fashion TV’, onde apresentava ‘Paraísos Naturais’, e foi contratada pela Fox Channel pra comandar por dois anos o programa ‘Ser Mulher’, gravado em Buenos Aires. Carol também trabalhou para o E! Entertainment, cobrindo os red carpets mais importantes, antes de se tornar repórter do programa do Amaury Jr. “Nunca vou esquecer do momento em que ele me falou: “Adorei você, vamos começar depois de amanhã””, lembra. “E eu perguntei se não iríamos fazer um teste antes. Ele riu, e me disse que só de me olhar sabia que eu nasci pra TV”.
 
Pouco tempo depois, Carol se mudou para Miami com o marido e o filho, e se tornou correspondente internacional do programa do Amaury, fazendo matérias e cobrindo os eventos mais importantes do circuito Miami-NY, sem deixar de lado a carreira de modelo. 
 
Apesar de ser apaixonada por Cuiabá e Chapada, a top afirma que seria inviável voltar a morar aqui. “Pela minha carreira que exige que eu esteja nos grandes centros, e também pelos negócios do meu marido, que estão entre SP e exterior”. Para o futuro, sonha em ter um programa no exterior com seu estilo. “Já estou em negociação com um canal a cabo internacional e espero poder dividir com vocês em primeira mão em breve”, finaliza.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cidadao
    05 Jul 2018 às 12:40

    conheço essa profissão com outro nome .!!!

  • ZE NINGUEM CLONE
    21 Fev 2018 às 10:29

    "enovadora e esta família mentalizando"? COMOÉQUEÉ?

  • DAPHNE SILVA
    21 Fev 2018 às 01:37

    Sempre linda, querida, enovadora e esta família mentalizando

  • Gilson Piovezan
    20 Fev 2018 às 18:49

    Maravilha esta modelo propagando as belezas de Matogrosso, especificamente dos rios do entorno de Chapada...mais infelizmente nós aqui os relés mortais não podemos se quer adentrar...e quando ousamos em fazer isso somos assaltados ou expulsos por parte de quem deveria organizar.

Redes Sociais

Sitevip Internet