Olhar Conceito

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Artes visuais

Projeto quer unir 300 fotos de Cuiabá tiradas por 'pessoas comuns' até abril de 2019

Da Redação - Isabela Mercuri

19 Abr 2018 - 13:55

Foto: Reprodução / Instagram

Projeto quer unir 300 fotos de Cuiabá tiradas por 'pessoas comuns' até abril de 2019
Um projeto fotográfico lançado no último dia 8 de abril vai unir 300 imagens de Cuiabá, tiradas por fotógrafos profissionais e amadores, e também por qualquer pessoa que queira participar, até o próximo aniversário da cidade.

Leia também:
Ocupação 'sócio-estética’ leva shows, performances, intervenções e mais ao Araés

 ‘Cuiabá Outros 300’, como é chamado, foi Idealizado pelo fotógrafo Junior Silgueiro, com o objetivo de mostrar a capital a partir de diferentes olhares. “Imagine quantos olhares podem nos ajudar a contar histórias vividas e escrever histórias futuras! O @CuiabaOutros300 comemora os 300 anos de Cuiabá convidando as pessoas a refletirem sobre a cidade e participarem deste projeto de fotodocumentário colaborativo”, explica.

Para chegar ao resultado final, serão lançados, até abril de 2019, vinte ‘missões fotográficas’ (ou temas) para os participantes. Quem quiser, então, deve fazer uma foto e publicá-la com a hashtag específica do tema atual. A cada tema, serão escolhidas 15 fotografias, resultando em 300 ao final do projeto.

 “De abril a dezembro, um grupo de curadores fixos (e alguns convidados) selecionará estas 15 fotos por tema, que poderão abordar aspectos históricos, afetivos, culturais, geográficos ou ambientais de Cuiabá”, explica Silgueiro, que compartilha a empreitada com a esposa, a antropóloga Gabriela Rangel e alguns amigos fotógrafos e jornalistas.

“Queremos mostrar o olhar do cidadão que transita pela cidade, que vive a cidade. Além das histórias e símbolos oficiais dos 300 anos, queremos levantar outras versões das histórias já contadas e claro, outras narrativas. Outros 300, porque mais que belas imagens de fotógrafos, queremos também fotos de pessoas comuns, que vivem ou transitam em todos os cantos de Cuiabá, e com seus celulares (ou câmeras), retratem a cidade com suas belezas e também suas contradições. Isso só é possível graças à democratização da comunicação, com a internet e suas redes sociais e por isso, optamos por concentrar nosso projeto no Instagram”.

A intenção, no final, é que a galeria se torne uma exposição e um livro, aos moldes da obra “#400VezesCaboFrio”, projeto que Silgueiro coordenou em 2015 na cidade de Cabo Frio/RJ, e cujo livro com as 400 imagens já está à venda. Na ocasião, a maior parte do recurso para a publicação foi conseguido através de financiamento coletivo (crowdfunding), e outra parte, captado em pequenas e médias empresasda Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Temas

O primeiro tema já foi divulgado pelo Instagram do projeto. Até o próximo domingo (22), a missão é fotografar:

- Avenida Getúlio Vargas
- Cine Teatro
- 44º Batalhão de Infantaria Motorizada
- Ponte Júlio Müller, a primeira ponte de concreto do rio Cuiabá, que ligou Cuiabá ao município vizinho de Várzea Grande.

Saiba mais sobre o ‘Cuiabá Outros 300’ AQUI.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet