Olhar Conceito

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Artes Cênicas

achadouros

Inspirado em Manoel de Barros, teatro para bebês chega a Cuiabá

Da Redação - Isabela Mercuri

21 Mai 2018 - 14:20

Foto: Diego Bresani

Inspirado em Manoel de Barros, teatro para bebês chega a Cuiabá
Um espetáculo baseado na obra do poeta Manoel de Barros, voltado para bebês de seis meses a três anos de idade, chega a Cuiabá nos próximos dias 9 e 10 de junho, e a Chapada dos Guimarães no dia 12. ‘Achadouros – Teatro para Bebês’ terá entrada gratuita.

Leia também:
Curso gratuito de contação de histórias tem inscrições abertas em Cuiabá
 
De acordo com a assessoria, a peça tem fomento do Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, e as apresentações fazem parte do projeto de circulação do espetáculo pelo Centro-Oeste, que passa por e Brasília, Santa Maria, Recanto das Emas e Samambaia, Formosa e Anápolis antes de vir a Mato Grosso.
 
Livremente inspirado no livro ‘Memórias Inventadas – para crianças’, de Manoel de Barros, a peça vem do trabalho autoral colaborativo entre o diretor José Regino e as atrizes Caísa Tibúrcio e Nara Faria, que mergulharam no universo infantil visitas a uma creche.  
 
“A primeira infância é um lugar onde o jogo poético surge de brincadeira. Nela, encontramos fecundo material para o ‘fazer artístico’, pois, nessa fase, o espanto com as coisas ‘óbvias’ da vida é evidente”, afirma José Regino. O diretor traz, em sua bagagem, a experiência de outros projetos teatrais para crianças da primeira infância e bebês, como Panapanã e Alma de Peixe.
 
O espetáculo propõe uma releitura da poesia de Manoel de Barros, pois, para ele ‘as crianças estão em “estado de poesia”. “Os bebês como os poetas estão em estado latente de maravilhamento e expansão do olhar, quando a linguagem e o corpo estão ainda brincando na sua formação”, completa a atriz Caísa Tibúrcio.
 
O cenário, de Chico Sassi, é montado com um cercado de madeira e mais de quatro mil sacolas plásticas, que podem se transformar em galinhas, cachorros, peixes, caramujos e até borboletas. “Em nosso trabalho, a ressignificação das sacolas plásticas é uma reflexão sobre a necessidade de reavaliação de uma cultura pautada no consumismo descartável. Seu uso massivo no cenário remete ao exagero e à banalização na relação com os materiais industrializados”, afirmam Caísa Tibúrcio e Nara Faria.
 
O nome da peça, ‘Achadouros’ vem do título de uma poesia de Manoel, em que ele define a expressão como os baús com ouro enterrados pelos holandeses no Brasil. Ele se coloca como “...um caçador de achadouros de infância. Vou meio dementado e enxada às costas a cavar no meu quintal vestígios dos meninos que fomos”. 
 
Em Cuiabá, ‘Achadouros’ acontece no Salão Social do Sesc Arsenal, dias 9 e 10 de junho (sábado e domingo), com sessões às 16h e às 19h. Em Chapada, na terça-feira (12), no CMEI Magia do Saber. A entrada é gratuita. No caso do Sesc Arsenal, o ingresso deve ser retirado com no mínimo uma hora de antecedência.
 
Serviço
 
Achadouro – Teatro para bebês 
Data: 09 e 10 de junho
Horário: Sábado e Domingo às 16h e 19h
Local: Salão social do Sesc Arsenal
Endereço: Rua 13 de Junho, S/N - Centro Sul, Cuiabá
Ingressos: Entrada franca (distribuição 1h antes de cada sessão)
Duração: 30 minutos
Classificação indicativa: Livre

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet