Olhar Conceito

Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Notícias / Literatura

raro ruído

Professor de direito deixa sala de aula e inaugura sebo com livros, LPs e espaço para café e vinhos

Da Redação - Isabela Mercuri

07 Jul 2018 - 08:30

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Raro ruído

Raro ruído

Um ambiente onde o ruído é raro e, quando presente, vem por meio de boa música e conversas interessantes. Esta era a ideia do goiano Edson Xavier, 49, quando decidiu deixar as salas de aula, onde lecionou direito por vinte anos, para investir em algo que o divertisse. Colecionador, ele inaugurou esta semana em Cuiabá um sebo onde os amigos e clientes encontram livros, quadrinhos, LPs, CDs e, também cervejas, vinhos, café e um ambiente aconchegante.

Leia também:
Gabinete une café, chapelaria, sebo, bar e galeria de arte em ambiente intimista em Cuiabá

Edson, além de professor, é advogado. Já deu aulas de direito na UFMT, Unic, Unirondon e outras universidades de Mato Grosso, até que, neste ano, decidiu parar. “Parei de dar aula exatamente pra dar uma descansada e fazer algo que me divertisse mais”, contou ao Olhar Conceito.

Edson Xavier (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

A vontade de abrir um sebo veio tanto de sua paixão por este tipo de espaço, quanto pela ligação com os itens de colecionador. Xavier tem, hoje, mais de seis mil LPs, dez mil quadrinhos e cerca de dois mil livros somente no arquivo pessoal.

“A origem de tudo isso é porque o ambiente das livrarias, das lojas de discos, dos sebos, sempre me estimulou muito. Claro, pela busca do item que você quer adquirir, mas principalmente pelas pessoas que frequentam esses ambientes. Geralmente pessoas muito interessantes. E como colecionador, tanto da área musical quanto da área literária, eu aprendi muito, principalmente com livreiros, donos desse tipo de loja, e era muito nutritivo frequentar”, afirma.

Inicialmente, a ideia era esperar a aposentadoria para dedicar-se ao ramo. Mas ele não aguentou. Com as noites livres após dar adeus aos alunos, agarrou a nova oportunidade. “Eu pensei em fazer algo que fosse um pouco diferente do que se tem como padrão. Fazer uma livraria pequena, que fosse aconchegante, que reunisse itens como livros, gibis, LPs, itens de colecionismo em geral. E um ambiente aconchegante, ao contrário da maior parte desse tipo de loja, principalmente sebo, que é uma coisa meio caótica. Não que aquilo não seja bacana. É legal, e aquilo faz parte da estética do sebo. Mas eu queria algo diferente. Algo que levasse a pessoa a sentir-se dentro de um sebo, mas uma coisa mais aconchegante”.

Para compor este ambiente, Xavier colocou mesinhas no ‘Raro Ruído’, além de uma cafeteira, um freezer com cervejas e uma adega com vinhos. Ao redor delas, prateleiras com clássicos da literatura, LPs e quadrinhos clássicos.

Para compor seu estoque, ele comprou cerca de quinze mil volumes de um sebo que fechou no interior de São Paulo, e aproveitou alguns itens da coleção pessoal. “Eu tenho mania de colecionador, e os LPs que eu gostava muito, era muito comum eu chegar numa loja, encontrava um álbum que eu já tinha, mas que estava em excelente estado, e eu não resistia e levava. Então ao longo dos anos, os meus discos, mais de uma centena eu tinha repetidos”, afirma. “E em relação aos gibis, esses sim todos que estão ai, integralmente, eram do meu acervo particular. Eu vou tirar cerca de cinco mil itens pra disponibilizar na loja”. A ideia, no entanto, é ter sempre novas opções para o público, por meio da venda, troca e compra de novos volumes.

Em meio à crise no mercado editorial, o professor tem também estratégia para atrair clientes: a do preço justo. “Esse estoque inicial, se você pegar todo estoque que está aqui, eu diria que 80% custa menos que R$10. Escritores como Edgar Allan Poe, Machado de Assis, os clássicos, tudo por menos de R$10. Poucas obras extrapolam esse patamar. Os LPs é o que é mais caro hoje, mas porque não tem como, eu não consigo comprar por menos. Os preços variam de R$10 até R$200, depende muito da obra em si, mas a maior parte fica na faixa de R$20, R$25”, garante.



O funcionamento da ‘Raro Ruído’ é outro atrativo: abre de segunda a sexta-feira, das 16h às 22h, e aos sábados das 9h às 14h. O sebo fica na Avenida Edgar Vieira (antiga Rua 1), 420, Boa Esperança.

Serviço

Raro Ruído
Endereço: Avenida Edgar Vieira (antiga Rua 1), 420, Boa Esperança
Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 16h às 22h / Sábados das 9h às 14h
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet