Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias / Pets

Evento arrecada ração para ONGs e leva atrações culturais à Casa Cuiabana

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Jul 2018 - 14:07

Foto: Reprodução/Internet

Evento arrecada ração para ONGs e leva atrações culturais à Casa Cuiabana
Acontece pela segunda vez, no próximo sábado (21), um evento cultural com o objetivo de beneficiar organizações não governamentais que cuidam de animais carentes. O ‘Arrecada Ração’ será na Casa Cuiabana, das 17h30 às 22h30, e a entrada custará R$7 (que será convertido em ração), ou um pacote de ração.

Leia também:
Apaixonada por animais, advogada cuiabana cria carnê de descontos do mundo pet

Apresentam-se no dia a Rapper Azul, Val Araújo e Banda e Luísa Lamar. O evento ainda conta com apresentações de dança com o Grupo Variações Artes, Diamond Dance Crew, Maria Clara Amorim e Delayne Karla, teatro de lambe-lambe com Carolina Argenta, poesia com Luiz Renato, performance com Caio Ribeiro e Edilaine Duarte e pintura ao vivo com Izadora Borges. Haverá leilão e rifa de desenhos do André Gorayeb e comida vegana da Vitória Crancio e da ‘Massa Fina cozinha Árabe’ disponíveis para compra.

De acordo com a assessoria, a Rapper Azul nasceu na periferia de Várzea Grande, e rima sobre a opressão e o preconceito. Val Araújo é cantora, membro do Coro Experimental do Estado e, junto à sua banda, levará rock, blues, jazz e balada romântica ao evento. Ela é ccompanhada no baixo e vocal por Lincoln Lima (Banda Kromorth), no violão e guitarra por Gianluca Ricciotti e no cajon por Thiago Sperandio.

A cuiabana Luisa Lamar é uma artista contemporânea que traz consigo a promessa de um lambadão ‘transviado e envaidecido’. “Nessa onda nasce o “Lambatrans”, um lambadão que é trans (do latim, “do outro lado”), que vem do outro lado da sociedade, do lado marginalizado, do lado que tanto foi cuspido e que agora se levanta para bailar e para cotchar com as trans”.

Serviço

Arrecada Ração II
Data: Sábado, 21 de julho
Horário: 17h30 às 22h30
Local: Casa cuiabana
Entrada: R$7 ou pacote de ração

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JOSEFA PAULA
    17 Jul 2018 às 16:37

    ANDRE, MAIS UMA SUA COLEGA ALUNA , ACIDENTOU-SE COM CERTEZA ESTAVA CORRENDO DEMAIS, SE ESTIVESSE NA VELOCIDADE MODERADA COM CERTEZA NÃO SE ACIDENTARIA, NÃO QUEIRA CULPAR OS ANIMAIS, ACIDENTE ACONTECE ATÉ VC TOMANDO ÁGUA!

  • JOSEFA PAULA
    17 Jul 2018 às 16:21

    AO QUE PARECE ESSE ANDRE DETESTA ANIMAIS, E VC FAZ ALGO POR ALGUEM? ELES TAMBEM SENTEM FOME, SEDE, MEDO, ACHO QUE VC ESTÁ SENDO INCOERENTE, SE VC NÃO GOSTA, RESPEITE QUAM AMA ANIMAIS, CADA UM CUIDA DO QUE GOSTA, O QUE TEM POMBO A VER COM CACHORROS E GATOS? AFF! ME POUPE DE SEUS COMENTARIOS BOBOS!

  • RENATA SOARES
    17 Jul 2018 às 11:45

    Galera, entendo aqui todos os comentários, mas é justamente pra isso que é feito o evento, é justamente para não deixar os cães na rua, causando acidentes e evitar o aumento deles. toda campanha é válida. participem e contribuam para que não tenhamos mais animais abandonados.

  • nhara
    16 Jul 2018 às 20:06

    Ninguém faz campanha para alimentar cavalos e muitas vezes acontecem acidentes nas rodovias .....crime e deixar o animal ,um ser vivo com fome ....Castraçao já aos animais de rua

  • André Guilherme Portocarrero
    16 Jul 2018 às 15:47

    O que eu peço aos que se preocupam mais com animais que absolutamente não correm nenhum risco de extinção, pelo contrário, são problema por superpopulação em detrimento de pessoas e do meio ambiente É QUE SEJAM COERENTES. Aos profissionais envolvidos (veterinários, biólogos, ecologistas) não desrespeitem os conceitos e informações que aprenderam e detém quanto a irresponsabilidade de se propiciar a proliferação. Ademais, o artigo 31 da LCP penaliza quem abandona e quem alimenta animais tidos por domésticos em vias públicas.

  • André Guilherme Portocarrero
    16 Jul 2018 às 15:40

    Um colega do meu serviço está internado em estado gravissimo por doença do pombo.

  • André Guilherme Portocarrero
    16 Jul 2018 às 15:40

    A pessoa que trabalha de diarista na minha casa atropelou de moto um cão de rua. Foi operada dos DOIS joelhos e ficou meses sem poder andar e se submeteu a severa e cara fisioterapia. Recentemente uma aluna da UNIC morreu após atropelar outro cão vadio como foi noticia aqui. em ambos casos ninguém se responsabilizou ou apareceu.

  • André Guilherme Portocarrero
    16 Jul 2018 às 15:36

    Digo isto baseado em três constatações: animais de rua (gatos, cães e pombos) estão proliferando descontroladamente em Cuiabá, por culpa de pretensos defensores de animais e em numero cada vez mais excessivo estão PREDANDO A FAUNA NATIVA! Fora as doenças que expões pessoas e animais domésticos criados de maneira adequada e legal

  • André Guilherme Portocarrero
    16 Jul 2018 às 15:33

    Uma verdade inconveniente precisa ser dita quanto a esta "ação". Se a iniciativa estiver sendo promovida para alimentar animais de alguma forma recolhidos e sob cuidados, é valida. Se for para alimentar na rua, em praças e órgãos da administração, como temos visto aumentar absurdamente é crime.

Redes Sociais

Sitevip Internet