Olhar Conceito

Notícias / Artes Cênicas

veja programação

Sesc tem espetáculos de dança, teatro, performance e música a partir desta terça-feira

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Set 2018 - 11:04

Foto: Reprodução

Segunda Pele

Segunda Pele

Espetáculos de dança, teatro e música estão na programação do Sesc Arsenal a partir desta terça-feira (11). Nesta semana, três projetos culturais acontecem e levam ao público mais de quinze horas de cultura.

Leia também:
Performer cuiabano apresenta espetáculo '#nudes' no Cine Teatro de Cuiabá 

Nesta terça-feira (11) começam as apresentações da ‘Guaná – Aldeia de Arte e Cultura’, com o Teatro Experimental de Alta Floresta, que traz ao público o espetáculo de dança ‘Todo mês sangra’. Nele, com colagens, recortes e lembranças, numa mulher questiona e ressignifica sua vida. A dança leva à reflexão sobre a violência contra a mulher, que é o mote apontado em agressões físicas diretas e agressões silenciosas. A classificação indicativa é 16 anos, e a apresentação será às 20h no salão social.
 
Na quarta-feira (12) é a vez do Coletivo Lugar Comum, de Pernambuco, com o ‘Segunda Pele’. “Quantas peles habitam nosso corpo? Pêlo, casca, casa, cidade, olhar, pudor, prazer, cortes, avessos, toques, sorrisos, sons, leite, vento, chuva, memórias. O espetáculo Segunda Pele leva para cena corpos em troca de peles, em transformação, em desnudamentos. Movimentando entendimentos sobre a diversidade de corpos, pelas infinitas possibilidades do ser, e por tudo que ainda precisa ser discutido sobre padrões vigentes em nossa sociedade. Peles que escamam ao longo da cena, revelando histórias, corpos e experiências de vida das quatro dançarinas do elenco. Criado em 2012, o espetáculo foi recriado em 2016, com nova pele, novas vestes e novos desnudamentos em cena, ampliando o mergulho experimentado na montagem anterior”, diz a sinopse. Neste espetáculo, a classificação indicativa é de 18 anos. Ele também será às 20h, mas no Salão Social.
 
Na quinta-feira (13) será realizada a ‘Mostra Processo – Núcleo de Pesquisa em Artes’, realizado pelo Núcleo de Memória e Pesquisa em Artes Cênicas. Serão três espetáculos, realizados em parceria com o laboratório prático de crítica do projeto Cena Em Questão. Neste ano, a oficina "Crítica-etc" é ministrada por Carlinhos Santos, historiador, comunicador e crítico.
 
O primeiro espetáculo da noite, com trinta minutos de duração, é ‘Encardido’, do Coletivo Atro, de Mato Grosso, um espetáculo performativo que tem como objetivo principal mostrar as marcas e as feridas presentes nas pessoas negras e como elas se reverberam até os dias atuais.
 
Logo depois, é a vez do Theatro Fúria, também de Mato Grosso, apresentar ‘Tramando Êsopo’, que propõe a discussão a respeito do porquê de se narrar histórias, e a quê se destina tanto a narração quanto a própria história. Neste encontro, serão narradas algumas histórias de Êsopo, apropriadas pelo grupo que utiliza manipulação de objetos para ilustrá-las.
 
Por fim, Sandro Lucose, de Mato Grosso, apresenta ‘Corpo que Transito’, uma performance concebida a partir de relatos e memórias do corpo transexual e de corpos travestis em seu estado híbrido e performativo na cena teatral contemporânea. A performance apresentada parte de tais hibridismos tanto da transexualidade quanto das linguagens artísticas, para centrar-se nos devires trans e performer.
 
A mostra começa às 19h, e a distribuição de convites será feita uma hora antes, às 18h. A classificação indicativa é de 16 anos, e todos os trabalhos serão seguidos de bate-papos.
 
Sexta-feira (14), Elka Victorino apresenta ‘Para Menores’, performance criada a partir de suas experiências como professora de dança do Sistema Socioeducativo de Cuiabá, que impulsionaram o início de um processo de construção cênica em dança da bailarina. “A imersão em uma “cultura de cadeia” possibilitou a contaminação dos corpos da bailarina e dos adolescentes, num processo rico em afetos. O ambiente de conflitos, a tensão de uma prática relacional produziram faíscas para a criação em dança. As práticas de jovens encarcerados foram fagocitadas, digeridas e transformadas em alimento para a produção de partituras coreográficas em “Para Menores”. As vivências, encarnadas em muitos contrastes, criaram um ambiente antropofágico, no qual a bailarina se alimentou da cultura dos corpos daqueles jovens, mudando para o lugar da cena, o que antes estava em jaula”, diz a sinopse. O espetáculo será às 20h, no Teatro de Formas Animadas, e a classificação indicativa é de 16 anos. Todos os espetáculos do Aldeia Guaná terão ingressos sociais (1 litro de leite UHT).
 
Para fechar a semana, no sábado (15) a programação começa às 14h e segue por doze horas ininterruptas. Esta será mais uma edição do ‘overdoze’, com oficinas, atividades recreativas, performances, aula de zumba, teatro, dança, circo, música e mais.
 
Confira a programação completa da semana:
 
Terça (11):
“Todo Mês Sangra”, Com Teatro Experimental De Alta Floresta (MT)
Horário: 20h
Local: Salão Social
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada: 1 L. de leite UHT

Quarta (12): “Segunda Pele”, Com Coletivo Lugar Comum (PE)
Horário: 20h
Local: Salão Social
Classificação indicativa: 18 anos
Entrada: 1 L. de leite UHT      
 
Quinta (13): Mostra Processo – Núcleo De Pesquisa Em Artes
 
Encardido, Coletivo Atro (MT)
Duração: 30 minutos.
 
Tramando Êsopo, Theatro Fúria (MT)
Duração: 30 minutos.
 
Corpo Que Transito, Sandro Lucose (MT)
Duração: 30 minutos.
 
Horário: 19h
Distribuição única de convites: 18h, para acompanhar os três trabalhos
Público restrito - 40 lugares
Classificação indicativa: 16 anos
Todos os trabalhos são seguidos de rápidos bate-papos.
 
Sexta (14):
Para Menores, Com Elka Victorino (MT)
Horário: 20h
Local: Teatro de Formas Animadas
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada: 1 L. de leite UHT
 
Sábado (15): Overdoze
14h - Jardim - Oficinas De Artes Visuais / Atividades Recreativas
15h - Jardim - Atividades Recreativas
16h - Palco Mangueira - Um Conto De Amor Nordestino (MT)
17h - Jardim - Performance Ruth Albernaz (MT)
17h30 - Jardim - Zumba - Sesc Porto
18h - Palco Mangueira - Conto Exetina Kopenoty - Histórias Indígenas Com Alicce Oliveira (Mt)
18h - Teatro - Se Eu Fosse IracemacCom 1comum Coletivo (RJ)
19h - Palco Principal - Dança Flor do Campo e Convidados (MT)
20h - Palco Mangueira - Circo Cabaré? Cia do Relativo (SP)
21h - Palco Principal - Luth Peixoto E Banda (MT)
21h45 - Palco Principal - Deize Aguena E Roda De Samba (MT)
22h30 - Palco Principal - Vera & Zuleika (MT)
23h15 - Palco Principal - Zabumba Beat (MT)
24h- Palco Principal - Trio Trinca Brasil (DF)
01h - Palco Principal - Nega Lu (MT)
+ Casa do Artesão, Intervenções Artísticas e Fusca Sebo

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet