Olhar Conceito

Quinta-feira, 03 de dezembro de 2020

Notícias / Artes visuais

Obra de artista plástica mato-grossense é exposta em maior feira de artes e design do mundo

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Dez 2018 - 15:08

Obra de artista plástica mato-grossense é exposta em maior feira de artes e design do mundo
A tela ‘O Ancião’, da artista plástica mato-grossense Nadja Lammel, faz parte da lista de obras expostas na Semana de Art Basel, que acontece em Miami desde o dia 4 de dezembro, e é considerada a maior feira de artes e design do mundo. A abertura do evento, com a feira principal, acabou no último domingo (9), mas o trabalho da mato-grossense permanece até o fim de dezembro com varias programações na cidade americana.

Leia também:
Última edição do ano, curso de fotografia para iniciantes acontece neste domingo 

"A minha obra é a pintura de um índio híbrido, modelo ao qual cheguei após intensa pesquisa de faces entre etnias presentes no continente americano", explica Nadja. Segundo a artista, "o índio possui uma mistura de traços de várias nações ameríndias". A tela foi exposta no pavilhão TFA (The fearless artist, ou "Artistas Destemidos" em português) sob curadoria da Kiki Somerville. O local teve uma média de mil a duas mil visitas por dia.
 
Antes de ir para os EUA, a obra estava exposta no Sesc Casa do Artesão. Ela pertence à coleção da exposição 'Território', conta o produtor executivo Guilherme H. Chaves, que também é responsável por exposições de sucesso em Cuiabá. "A obra foi inscrita em uma pré-seleção internacional pelo curador Erez Safar, da produtora Bancs Media, de Los Angeles", diz Chaves. Safar é também proprietário da Gallery38, uma das principais galerias de artes dos Estados Unidos, e é considerado um nome forte no mercado das artes e produção de vídeos.
 
Para Nadja, participar do evento é um orgulho. "Representar os artistas do meu estado é uma honra, levar o nome de Mato Grosso para a maior feira de artes do mundo é uma felicidade".

A pintora está na sua 10ª exposição, e explica que essa é especial justamente por saber que conseguiu levar um pouco da arte de MT para outras partes do mundo. "O quadro em si é um mapa de Mato Grosso, com as cores do guaraná, semente da Amazônia, cultivava por indígenas na região onde nasci, Alta Floresta, cidade localizada no interior de Mato Grosso, conhecida como a entrada da Amazônia".

O quadro, uma mistura de muitas técnicas, tem como principal guia o graffiti. "Gosto do spray, da acrílica, do mosaico-espelho sobre tela, e todos os meus trabalhos são únicos, mesmo que eu tente fazer exatamente igual poderá sair diferente, pintar depende do humor, inspiração e uma série de outros fatores".

Mais informações AQUI

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet