Olhar Conceito

Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Notícias / Política Cultural

natal sem fome

Primeira dama entrega 15 mil cestas de Natal: "para que essas pessoas também possam ter a ceia"

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Dez 2018 - 10:35

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Primeira dama entrega 15 mil cestas de Natal:
A primeira dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, assinou no início da noite da última quarta-feira (19) o termo de doação das 15 mil cestas básicas obtidas na segunda edição do programa ‘Natal sem Fome’, durante uma solenidade no Centro de Eventos do Pantanal. As cestas foram entregues à Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, que as distribuiu para as instituições beneficiadas.

Leia também:
Fotógrafas realizam ensaio solidário em troca de ração para gatos

“São quinze mil famílias que receberão essas cestas através da Casa de Conselhos. Gostaríamos de agradecer muito a todos os parceiros, colaboradores, o grupo Fort que, mais uma vez, foi parceiro pra que essa campanha acontecesse, as pessoas que doaram, que estão ajudando nessa grande equipe. Estamos muito felizes porque teremos um Natal mais digno pra essas famílias nessa gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, que é uma gestão humanizada. E nosso objetivo, para nós que conseguimos ter a ceia... é que essas pessoas também possam ter a ceia de Natal e de Ano Novo”, afirmou Márcia à imprensa, pouco antes da entrega.

O ‘Natal sem Fome’ começou no dia 12 de novembro, e desde essa data os cuiabanos e várzea-grandenses puderam ajudar comprando as cestas básicas nos supermercados Fort Atacadista. Cada cesta, com 17 itens, incluindo panetone, foi vendida pelo preço simbólico de R$35, sendo que o mercado custeou o excedente.

“Eu recebi nas redes sociais várias mensagens de pessoas que ganharam a ceia ano passado, e da importância dela na vida deles, que não puderam comprar, e também das crianças que saborearam esse delicioso panetone, que a gente fez questão total de ter na cesta”, completou a primeira-dama.

Para o secretário de assistência social, Wilton Coelho, o sucesso da campanha só foi possível graças à solidariedade do povo cuiabano. “O povo cuiabano é um povo que se preocupa com o próximo. Um ato solidário neste final de ano, nos dias que antecedem as festas natalinas, é interessante [para] que essas pessoas com menos condições tenham, possam garantir essa cesta que, com certeza, vai fazer diferença nesse final de ano”.

Wilton (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

As 15 mil cestas foram entregues aos oito conselhos municipais que compõem a Casa de Conselho. Foram eles os responsáveis por fazer a triagem e escolher as entidades sociais que receberiam os alimentos.

Telma Reis, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, explicou que a decisão é tomada em conjunto. “As instituições entregam documentação, tem que ser registrado com CNPJ, com atas, e é aprovada em plenária, se a plenária aceita ou não”, afirmou. “A partir do momento que a instituição está com a documentação organizada, a gente faz o cadastro e também faz visita na instituição”.

Ela própria conta que, no ano passado, acompanhou as entregas para ter certeza que o trabalho estava sendo feito, e se surpreendeu. “Teve uma senhora, Silvia, que é mãe, estava desempregada, sem esposo, e ao receber a cesta ela não sabia nem como agradecer. Tem outro caso também que a pessoa era liderança de bairro, e de repente caiu em cadeira de rodas. (...) E ele falou: Telma, ajudei tantas pessoas, e hoje estou sendo ajudado. Então isso é muita gratidão”.

Telma (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

A conselheira conta que algumas pessoas criticaram o tamanho da cesta que seria dada: “Eu sei que muitos falam: é uma pequena cesta... mas pra quem recebe, é uma grande cesta! É uma grande ajuda. São 13 kg, tudo bem, mas às vezes eles não têm nem um quilo pra comer. Então faz uma diferença enorme”.

O presidente do Grupo Voluntário Viver Feliz, Jovenilton Dionísio Alves, confirma a importância. “Hoje em tantas famílias que atendemos, dentre elas têm famílias que não têm um pão, não têm um dinheiro pra comprar um frango, um chester, um peru, um peixe que seja, e esse sacolão vindo agora claro que é de suma importância, por intermédio deles, nos ajudando pra gente sustentabilizar essas famílias carentes que vivem em situação de vulnerabilidade social”.

Jovenilton (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

O grupo atende 586 famílias das regiões oeste, sul e norte de Cuiabá, principalmente jovens, crianças, adolescentes e pessoas com necessidades especiais. Estas famílias são cadastradas após uma triagem e visita da instituição. “Ajudamos sempre com alimentos, com aconselhamento, com sopas...”. Além do poder público, diversas empresas também fazem doações regularmente, o que contribui para o auxílio a essas famílias durante todo o ano.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet