Olhar Conceito

Notícias / Religiosidade

Vinde e Vede recebe 120 mil fiéis em quatro dias de evento e bispo lança 'Campanha da Fraternidade'

Da Redação - Isabela Mercuri

06 Mar 2019 - 15:41

Foto: Da Assessoria

Vinde e Vede recebe 120 mil fiéis em quatro dias de evento e bispo lança 'Campanha da Fraternidade'
Cerca de 120 mil pessoas compareceram aos quatro dias de um dos mais tradicionais retiros de Carnaval do Centro-Oeste neste ano. O 33º ‘Vinde e Vede’ terminou na noite da última terça-feira (5), com o lançamento da 56ª Campanha da Fraternidade, e contou, também, com Micarecristo, pregações e até uma homenagem à Rádio Bom Jesus de Cuiabá, que completa 60 anos em 2019.

Leia também:
Vinde e Vede 2019 terá Micarecristo de 11 horas de duração, palestras e mais
 
"Tudo começou com a animação do MicareCristro. A alegria de jovens, famílias e religiosos garantiram momentos cheios da presença de Deus. A estrutura montada não foi pequena. Dois mil voluntários de todas as pastorais e Arquidiocese se desdobraram para deixar tudo da melhor forma e acolher os peregrinos. A transmissão de web TV com equipe liderada pela Canção Nova foi composta por pessoas que doaram seu trabalho, e a evangelização pode chegar a muitos que acompanharam pela internet. Foi muito bonito ver cada pessoa se doar, se entregar para estar atendendo as pessoas com muita felicidade, com ânimo, com animação. Chegar aqui de manhã e sair daqui no final da noite. No final, o saldo foi positivo mais uma vez", comemorou a coordenadora do evento, Estela Costa.

A da 56ª Campanha da Fraternidade lançada na noite de terça-feira (5), trouxe o tema "fraternidade e políticas públicas", e o lema "serás libertado pelo direito e pela justiça". De acordo com a assessoria, a ideia é “conscientizar os fiéis cristãos e pessoas de boa vontade, sobre a importância da participação de cada um na elaboração, execução e avaliação das políticas públicas", explicou o arcebispo de Cuiabá Dom Milton Santos, durante o sermão de encerramento.

"Percebam que não dá para falar de políticas públicas sem falar de educação, saúde, meio ambiente, melhor idade, a vida no campo e na cidade. Em uma democracia, o direito não é algo fornecido, mas faz parte de um processo de construção coletiva, participativa e com pressão dos cidadãos. É o que costumamos chamar de democracia participava. Falar de "políticas públicas não é falar de "política partidária" ou de "eleições", mas significa se referir a um conjunto de ações a serem implementadas pelos gestores públicos, com vistas a promover o bem comum", completou.

Na terça-feira (5), o público recebeu, ainda, o padre Ivan, da Canção Nova, que definiu o evento como um local de restauração físico e espiritual. "O Vinde e Vede é o lugar onde nós podemos viver uma restauração, é como se chegássemos enfermos e Jesus cuidasse de nós. Não somente para as pessoas que vem participar, [que] vem se confessar... para nós também, padres, missionários, que estamos tão longe da nossa casa, encontramos aqui um pai, uma mãe, um irmão. É um momento de revitalizar a fraternidade sacerdotal. Esse é o olhar que tenho do Vinde e Vede".

O pregador Rodrigo Ferreira, que também é cantor de música católica, buscou através de experiências pessoais explicar ao público que a fé é uma força que pode ajudar a cada um a vencer problemas e que a fé não é circunstancial. "A fé é concreta porque ela muda as pessoas e muda a realidade, se engana quem acha que a fé são as provações. Ela é na verdade como me comporto frente essas provações e o resultado dessa experiência", disse.
 
Antes de iniciar a ‘Procissão do Santíssimo’, houve, ainda, uma apresentação do Grupo Flor Ribeirinha. A programação do 33º Vinde e Vede contou, ainda, com uma exposição em homenagem aos 60 anos da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá.
 
A mostra resgatou a história da Rádio Difusora através de painéis que traz fotos, relatos e objetos antigos que remetem a história radiofônica de 1959 quando a rádio foi criada. Todo este aparato foi exposto durante o 33° Vinde e Vede realizado de 02 a 05 de março no Memorial João Paulo II, no bairro Morada do Ouro II, em Cuiabá.
 
“A Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá foi fundada pelo bispo diocesano da época Bom Orlando Chaves e foi administrada pelos padres paulinos de São Paulo em rede com a Rádio América até os anos 1990 quando a Comunidade Canção Nova com sede em Cachoeira Paulista no estado de São Paulo recebeu um convite de Dom Bonifácio Piccinini, hoje arcebispo emérito de Cuiabá, para assumir a programação da Rádio. Foi inaugurada com o prefixo ZYX5 e atualmente opera na frequência 630 AM”, contou o atual diretor da rádio, padre Francisco.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet