Olhar Conceito

Quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Notícias / Tecnologia

Primeira mulher de MT a ir à Nasa usa experiência em projeto com alunos

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Mar 2019 - 17:00

Foto: Arquivo Pessoal

Silvana e uma aluna na NASA

Silvana e uma aluna na NASA

A professora de física Silvana Copcesk foi a primeira mulher de Mato Grosso a conhecer a Agência Espacial Americana (Nasa), em 2016, e até hoje utiliza o que aprendeu lá em sala. Atualmente, ela dá aulas em Tangará da Serra (a 249 km de Cuiabá), e realiza anualmente um projeto multidisciplinar chamado “Novo Asteroide” com seus alunos.

Leia também:
Servidora do estado cria Startup que ajuda pais a encontrarem babás para seus filhos

Silvana passou dez dias realizando atividades na maior agência mundial de exploração espacial, quando, em 2016, acompanhou a aluna Maria Gisllany Bezerra da Silva, 18 anos, que ganhou o concurso de redação promovido pela agência espacial. Na época, a professora, que foi orientadora de Maria Gisllany, era da Escola Estadual 13 de Maio. “Fui para um dos lugares mais fantásticos do mundo, graças ao empenho de meus alunos”, relembra.

Professora e aluna conheceram as instalações espaciais da Nasa e também no Estado da Virgínia. “Foi uma viagem inesquecível. Um grande aprendizado. Visitamos o foguete Saturn 5 que tem mais de 100 metros de tamanho, participamos de um simulador”, relata.

Além disso, ela é a única mulher brasileira a participar do Instituto de Colaboração Internacional de Pesquisa Astronômica (IASC - International Astronomical Search Collaboration), que tem muitos funcionários que dedicam seu tempo e dinheiro para manter o IASC funcionando sem problemas. A maioria dos funcionários do IASC é voluntária e permite que ele continue a oferecer seus programas gratuitamente, conforme o SITE

Silvana é graduada em Matemática e pós-graduada em Metodologia e Física de Ensino de Matemática. Ela leciona na Escola Pública Ramon Sanches Marques. Desde 2016, ela e seus alunos participaram do Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica. E desde 2017, ela participa de campanhas de busca de asteróides do IASC com seus alunos.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet