Olhar Conceito

Quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Oito motivos para você procurar um cardiologista com urgência

Dr. Juliano Slhessarenko

18 Mar 2019 - 11:15

Foto: Divulgação

Oito motivos para você procurar um cardiologista com urgência
É provável que, em algum momento, você tenha pensado em ver ou não um cardiologista. Com estatísticas como a de que a doença cardíaca é a principal causa de morte entre os brasileiros (e é verdade!), Certamente passou pela sua cabeça.

Leia também:
Como descobrir se a sua pressão está alta?

Os cardiologistas são médicos que se especializam no coração. Se você está em risco de doença cardíaca, um check-up de rotina com este médico especializado pode ajudá-lo a estar com a saúde do coração em dia!

Oito coisas a ter em mente

1. O seu médico (clínico geral ou de outra especialidade)  encaminhou-o a um cardiologista. Talvez o médico de sua família tenha visto algum sinal de alerta  em seu exame e ache que você devesse ter seu coração examinado um pouco mais de perto por um cardiologista. Ou pode ser que sua história pessoal ou familiar justifique um exame por um médico que se concentre no coração. Se o seu médico de cuidados primários tiver encaminhando para um cardiologista, marque uma consulta imediatamente.

2. História da família Faça algumas pesquisas, faça um gráfico da sua árvore genealógica e faça perguntas aos membros da sua família sobre seu histórico de saúde. A doença cardíaca pode ter um forte componente genético. Se você tiver  uma história de doença cardíaca, incluindo colesterol e pressão alta, marque uma consulta com  cardiologista.

3. Pressão Alta. Verificações regulares da pressão arterial devem ocorrer a partir dos 20 anos de idade. Se você está percebendo uma tendência e sua pressão sanguínea está subindo, ou talvez seja simplesmente alta, é imperativo que você a controle. Um cardiologista pode ajudá-lo a controlar sua pressão arterial. A hipertensão arterial é um forte fator de risco para doenças cardíacas e derrames, e garantir que você controle a pressão arterial adequadamente é importante na prevenção de um evento cardíaco.

4. Colesterol alto. O aumento do colesterol não causa sintomas e pode ser difícil de administrar. Como um dos fatores de risco mais significativos para doenças cardíacas, é de extrema importância obter números de colesterol e  controlá-los.

5. História de  pré-eclâmpsia. De acordo com a Fundação Preeclampsia, a pesquisa mostrou que as mulheres que tiveram um histórico de pré-eclâmpsia - pressão alta durante a gravidez ou no período pós-parto - têm o dobro do risco de doença cardíaca. O risco pode ser ainda maior para aqueles que tiveram  bebês prematuros ou sofreram desta condição mais de uma vez. Melhor prevenir do que remediar! Se você teve pré-eclâmpsia durante qualquer uma de suas gestações, é melhor verificar o seu coração.

6. Sua idade cardíaca é maior do que a sua idade real. Você conhece seu risco geral de doença cardíaca? Se a resposta for não, tire um segundo e descubra agora mesmo.

7. Fumar. Se você é ou já foi fumante, marcar uma consulta com um cardiologista pode não ser uma má ideia. Fumar a qualquer momento da sua vida aumenta o risco de doença cardíaca e, em geral, é um importante fator de risco.Você foi diagnosticado com diabetes. Adultos com diabetes são duas a quatro vezes mais propensos a ter doenças cardíacas do que os adultos sem diabetes. A American Heart Association lista o diabetes como um dos sete principais fatores de risco controláveis ​​de doença cardíaca. Tome uma atitude e trabalhe para controlá-lo.

8. Doença Cardíaca Congênita na Infância. Um equívoco comum daqueles que nasceram com doença cardíaca congênita (DCC) é que, uma vez que é estruturalmente fixado como uma criança, o cuidado contínuo não é necessário. Isso não é verdade. De fato, a qualidade de vida dos adultos que tiveram uma cirurgia de DCC  quando criança é significativamente aumentada por meio de um exame de rotina com um cardiologista especializado durante a vida adulta.

No começo deste artigo a ideia era escrever 03 motivos para procurar um cardiologista de rotina. Mas acabei escrevendo 08, mas o fato é que são inúmeros os motivos para você procurar regularmente um cardiologista. E a prevenção é uma delas. Acredito que ter um coração em dia é fundamental para evitar um infarto miocardico e morte. Tenho a convicção que só infarta quem não se cuida.

Dr. Juliano ​Slhessarenko (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ivaneide Cordeiro
    14 Set 2019 às 09:51

    E normal um aftomologista encaminha para o cardiologista

  • Márcia Marmo
    18 Mai 2019 às 22:45

    Eu gostaria de saber se exercícios físicos como por exemplo musculação, provoca hipertrofia do músculo cardíaco se sim, provocaria hipertensão no indivíduo. Grata

  • Eleni Souza Sapucaia
    06 Mai 2019 às 22:17

    Doutor eu tenho 8meses que descobri que tenho arritimia cardica e tenho casos de problemas cardicos na minha familia alem do ECO que ja fiz gostaria de fazer outros exames

  • Maria aparecida
    19 Abr 2019 às 23:59

    Fui diaguinosticada com estenose artica leve e 40%de uma arteria isso é grave

  • Mário aparecido guerra lino
    19 Mar 2019 às 12:09

    Boa tarde estou fazendo tratamento da epatite c e princípio de cirrose epatite. Tenho pressão alta e anemia devido os remédios do tratamento o médico me deu alta da epatite estou curado mais tenho sentido muita falta de ar e cansado e fadiga

  • Amaro sena gomes neto
    19 Mar 2019 às 06:52

    Cirurgia de revascularizaçao do miocárdio, com sequelas na artéria coronária diagonal com obstrução moderada 50%, de fino calibre não revascularizada

  • Mari Bernadete
    18 Mar 2019 às 17:56

    Meu marido tem insuficiência cardíaca seu coração tem uma fração de 28,48 por cento isto é muito grave toma medicamentos mais está sempre sentido tonturas e dor as vezes no coração .

  • Velho Chico
    18 Mar 2019 às 17:32

    Para comentar notícias ruins muita gente manifesta. Agora, uma reportagem como esta, ninguém fala na nada. Eta povo ingrato!

  • Selma Patrícia Reis Hammes
    18 Mar 2019 às 17:26

    Oi tenho taquicardia sinusal e tomo atenanol mais abaixa muito a pressão .minha pressão fica 9/6 não sei o que fazer pode me ajudar por favor

  • Regiane
    18 Mar 2019 às 15:03

    Doutor tem um bloqueio do ramo direito o meu médico falou que 60% da população tem esse mesmo problema, e que eu possa ficar despreocupada que desse mal eu não morro mas continuo desconfiando Será que é verdade

Redes Sociais

Sitevip Internet