Olhar Conceito

Sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Notícias / Política Cultural

após desabamento

Prefeito assina ordem de serviço para reiniciar reforma da Casa de Bem-Bem

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Abr 2019 - 14:31

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Prefeito assina ordem de serviço para reiniciar reforma da Casa de Bem-Bem
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro junto ao secretário de cultura, esporte e Lazer, Francisco Vuolo, e o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Silveira Samaniego, assinou na manhã desta terça-feira (2) uma ordem de serviço que determinou a “Estabilização estrutural e drenagem das águas pluviais da Casa de Bem-Bem”. O casarão histórico, construído em 1850, é tombado tanto por portaria estadual quando federal.A Casa de Bem-Bem, ou ‘Casa de Nhô Nhô de Manduca’ é uma dos mais tradicionais e confortáveis da cidade, tipicamente cuiabana. Ela retratava, na sua majestosa construção, todo o aconchego e receptividade do povo cuiabano.

Leia também:
Obras emergenciais na Casa de Bem-Bem devem começar na próxima semana, garante Prefeitura

Dona Bem Bem, ou Constança Figueiredo era, dentre os 13 irmãos Novis Figueiredo, a mais popular.  Os festeiros de São Benedito realizavam as festas isoladas em suas residências, com muita fartura.

O casarão desabou em 2018, após fortes chuvas. Na época, a 17ª Promotoria de Justiça da Capital requisitou informações do município sobre as medidas de urgência que seriam adotadas para a sua proteção. No Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público Estadual, foi estabelecido o prazo de 30 dias para o município elaborar projeto com medidas emergenciais para evitar a ocorrência de novos danos. No entanto, o prazo expirou no último dia 22 de novembro de 2018.

Nesta manhã, o promotor de Justiça Gerson Natalício Barbosa também estava presente na cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço. “Hoje vejo a realidade. Na verdade, prefeito, de boa intenção o inferno está cheio. A gente quer ver a realidade, o contrato assinado. Um pouco atrasado, né secretário? Mas não teve prejuízo, não houve mais desabamentos, então é um momento muito importante”, afirmou.

Segundo Emanuel, os problemas com a obra vêm de gestões anteriores. “Houve um problema da empresa, um problema que nós herdamos. O projeto licitatório foi todo feito na gestão passada, nós honramos o contrato, e, por um problema estrutural, mal tempo, período chuvoso, a casa acabou cedendo. E a preocupação nossa é salvar a Casa de Bem-Bem que é um patrimônio histórico muito caro para cuiabania, e de muita simbologia”. Os recursos para a reforma da Casa de Bem-Bem virão da própria da Prefeitura, por meio da ‘Fonte 100’.

Além desta Ordem de Serviço, Emanuel entregou, na mesma manhã, as reformas das praças Alberto Novis e Caetano Albuquerque e da Escadaria do Beco Alto. “São 16 obras que estão contidas no PAC, quase a metade já foi entregue, agora a gente entra em outras, que são a Casa do Iphan, o Casario 155, que já está em obras... tem um cronograma de atividades em face de ser patrimônio histórico, de requerer uma série de cuidados,  medidas que tem que ser tomadas em relação à restauração, demanda um certo tempo pra poder acontecer”, finalizou Francisco Vuolo.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet