Olhar Conceito

Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Notícias | Gastronomia

kafé e arte

Confeiteira abre espaço sem ingredientes de origem animal em hamburgueria para unir veganos e carnistas

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Burger vegano

Burger vegano

‘Um vegano e um carnista entram em um bar. Os dois a 60km/h, qual é mais chato?’. Esta máxima não é verdadeira no ‘Kafé e Arte’, que instalou seu espaço vegano dentro de uma hamburgueria, para promover a interação entre os dois ‘mundos’, e oferecer comida sem origem animal com preço acessível e justo.

Leia também:
Restaurante japonês se reinventa e traz cozinha contemporânea com chef formada no Cordon Bleu

A história de Karla Fernanda Fanaia Marinho, hoje com 43 anos, com a gastronomia, vem de longa data. Neta de confeiteira e filha de pai que trabalhava com buffet, ela começou a fazer marmitas para vender assim que teve seu primeiro filho. Foram dez anos com este foco, até que ela percebeu que os salgados tradicionais podiam lhe trazer mais retorno.

Karla (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

“Eu era casada ainda, e a gente começou a vender muito em Cuiabá. Chegamos a entregar em 16 estabelecimentos, a fazer mil salgados por dia. Mas a gente fazia tudo na mão. Só tinha uma masseira e eu fazia, e comecei a pegar a prática”, lembra.

Apesar do sucesso, chegou um momento que Karla percebeu que o mercado estava saturado. Como tinha passado por uma gastroplastia e desenvolvido síndrome de dumping, além de ser intolerante a lactose, ela mesma já não podia comer o que produzia. O ex-marido, no entanto, não queria se desfazer da empresa. Quando eles se divorciaram, ele seguiu com os salgados, e ela procurou outra forma de se sustentar.

Em um novo relacionamento, agora com um homem que também não gostava de comer carne, ela começou a fazer lanches para que ele levasse ao trabalho, e os colegas se interessaram. Foi aí que ela percebeu que poderia investir em um novo nicho.

“Eu fazia os pães e meus amigos veganos falavam: nossa, Karla, que linda sua comida... tem ingrediente de origem animal? A massa sempre foi vegana, mas o recheio tinha. Tinha ovo, leite... mas comecei a estudar receitas, fazer substituições”, lembra.

Salgados veganos (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Pouco tempo depois, Thiago Ferreira, proprietário da ‘Astro Burger’ – que já tinha um sanduíche vegano no cardápio – convidou Karla para fazer uma parceria. E ela aceitou. Hoje, tem seu ‘vegan space’ dentro da Astro, onde vende os pães arco-íris, os salgados, e também o burger.

Dentre as opções estão, por exemplo, o hambúrguer, de feijão, grão de bico, cenoura e temperos, feito dentro da massa; esfiha com o mesmo recheio do burger, mas com hortelã e pimenta síria; salgado de glutadela e de maguerita (com queijo vegano); e a pizza de tomate seco com rúcula.

Os preços são, segundo Karla, outro diferencial. “Aqui em Cuiabá existe a mania de que ser vegano é uma etiqueta. Então a gente está focando na ideia de servir o vegano mais popular, acessível. Porque o vegano é vegano todo dia. Ele tem que comer, que tomar café... e se for fazer uma refeição em um restaurante de manhã, de tarde e de noite, não vai gastar menos que cem reais”, afirma. “Estamos tentando focar nisso. A pizza brotinho, por exemplo, custa R$12. Os salgados custam R$10, os pães são R$13,90 com seis bisnaguinhas”.



No próximo dia 8 de junho, sábado, para apresentar ao público os seus produtos, Karla realiza junto a Thiago a ‘Jazzgustação’, um evento em que o cliente vai pagar um valor fixo (cerca de R$30) e receber um kit com uma esfirra, um hamburguinho, uma mini pizza, uma pasta de tomate seco, um suco e uma sobremesa. Tudo vegano. Nesta noite, também haverá show de jazz com o grupo Kuyaverá (necessário avisar sobre a presença antecipadamente).

Na segunda quinzena de junho, o restaurante também passará a oferecer marmitas veganas, por no máximo R$15. Tudo pode ser entregue via iFood, Uber Eats ou pedidos diretos. É importante lembrar que os produtos veganos são feitos em chapa separada que os burgers tradicionais. “A gente quer procurar uma interação entre os dois lados, os carnistas e os veganos. Tem gente que não vem porque serve carne, serve coca cola, mas são poucos. Porque fica legal, aqui as pessoas podem interagir. É um ambiente plural, de interação entre carnistas, veganos, tentantes... todo mundo”, finaliza Karla.

Serviço:

Kafé e Arte – Vegan Space
Localização – dentro da Astro Burger  - Avenida São Sebastião n° 108 (Ao lado da ‘Praça do Zé Dog’)
Funcionamento: Segunda a sexta, das 11h30 às 22h / Sábado a partir das 18h
Informações: Instagram da Kafé e Arte / Instagram da Vegan Space
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet