Olhar Conceito

Quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Notícias / Leandro Freire - Nutricionista

Nutricionista responde: posso comer comida congelada?

Leandro Freire

11 Jul 2019 - 08:45

Foto: Reprodução/Internet

Nutricionista responde: posso comer comida congelada?
Depende da comida! Quando falamos em produtos processados, aquelas comidas vendidas prontas nos supermercados, como pizza, lasanha, tortas, nuggets, sanduiches, caldos, pão de queijo, salgadinhos, tortas, enfim... industrializadas, essas são péssimos para saúde, melhor evitá-las, com toda certeza!

Leia também:
Conhecimento nutricional e estado nutricional estão associados?

Mas se falarmos de comida de verdade, alimentos naturais e até os industrializados com bons ingredientes, sem muitos aditivos químicos, isso sim pode tranquilamente ser congelado e comido posteriormente, sem problema algum.

Mas se congelar não perde os nutrientes?

Bom, a perda é muito pequena! Tanto quanto descascar o alimento, picar, cozinhar, tritura, fazer sucos etc. Em tudo temos uma pequena perda, mas nem por isso não vamos comer. A soma de uma alimentação qualitativa diária que faz nosso organismo funcionar de maneira correta, um pouco a cada dia, é muito melhor que nada... ou muito melhor do que uma “porcaria“ industrializada.

Então o que podemos congelar?

Quase tudo! Organização traz facilidade e economia. Vou citar aqui alguns exemplos:
Vamos falar do principal, que podem fazer a diferença na sua saúde e de quebra ajudar a emagrecer, para quem precisa, e a economizar. Estou falando da velha e boa marmita! Pode-se tirar um fim de semana e preparar a alimentação de semana, pesá-la, fracioná-la, separar em marmitas e congelar. Parece ser difícil, mas é mais fácil do que se imagina! Isso pode ser feito também com a comida e papinha dos bebês, pode ser feita e congelada em frações pequenas, assim não é necessário fazer aquele pouquinho sem tempero todos os dias.

Legumes podem ir direto na marmita ou ser congelados separadamente. Uma técnica que se usa para deixar legume com sua cor e manter mais os nutrientes e o alimento não perder a consistência e seu sabor, é fazer o processo de branqueamento, ou seja, a imersão do alimento em água fervente. Assim, ocorre o cozimento por um curto período de tempo, de 2 a 3 minutos, e em seguida eles devem ser resfriados imediatamente em um recipiente com água gelada, por 2 minutos, retirados, separados em saquinhos ou em potes pequenos. É necessário colocar a data do congelamento! Alguns alimentos podem ficar até três meses congelados.

Agora vamos às frutas! Essa é a comida que mais se desperdiça em casa... escurece a casca, amadureceu muito e vai direto para o lixo, como banana, abacate, manga, etc. Antes que aconteça, se você exagerou na compra, tem uma viagem, ou simplesmente não comeu e ficou na fruteira, descasque o que precisa ser descascado, pique e congele, depois use para sucos, para fazer sorvetes, picolés, vitaminas... Tudo, menos jogar fora.

Carnes também podem ser congeladas! Tanto preparadas quanto cruas. Após a compra, a orientação que fica é que se congele porções pequenas das carnes cruas, para retirar apenas a que irá preparar no dia, pois uma vez descongeladas, não se orienta congelar novamente.

Podemos congelar pães, ao invés de deixar mofar dentro dos saquinhos ou deixar ficar duro como pedra! Congele, depois é só levar ao forno e comer quentinho da hora.

Podemos congelar molhos de tomate, industrializado sem aditivos, ou feito em casa. Usou, sobrou? Congele! Não deixe na geladeira, pois pode criar fungos.

Podemos congelar leite, creme de leite, iogurtes e até queijos! Isso mesmo, aquele queijinho fresco, que passa uma semana na geladeira e fica seco, e o que era branco fica amarelo... Congele! Isso evita a perda. Depois é só usar em receitas.

Bom, é lógico que o alimento fresco, de preferência preparado na hora ou in natura, é muito mais palatável, mais gostoso. Mas tudo depende de sua organização e seu tempo. se não tem muito tempo para preparar diariamente, faça de uma vez só e congele, evite desperdícios. Tudo que se joga fora, além de doer no coração - pois tem muita gente necessitada querendo essa comida - ainda faz uma baita falta no fim do mês. Se você não cozinha, compre congelado! Hoje temos várias empresas que trabalham com alimentos saudáveis congelados e saborosos.

Grande abraço e coloquem em prática que tenho certeza que sua vida mudará!

Dr. Leandro Freire Santana
Nutricionista Esportivo
CRN/1 8331

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ZE NINGUEM
    12 Jul 2019 às 13:48

    PODER COMIDA CONGELADA PODE, CADA UM FAZ O QUE QUER, MAS EU PREFIRO DESCONGELAR ANTES. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Aderbal Ratzinger
    12 Jul 2019 às 08:25

    Poder, todo mundo pode. Ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma senão em virtude de lei. O título está erradíssimo! A questão é: É saudável até que ponto a comida congelada?

  • Reginalda
    11 Jul 2019 às 17:12

    Boa noite, Gostei muito da dica, principalmente do abacate. Obrigada

  • Raquel
    11 Jul 2019 às 10:56

    Eu tenho o costume de todo domingo fazer minhas marmitas da semana, e congelo tudo em casa. Desde de frutas até molhos que faço para usar depois, tenho várias embalagens só para isso, tirando umas que pode ir direto no forno descartáveis que uso também e são muito boas. É uma ótima dica para quem não tem tempo durante a semana preparar a comida. Na realidade queria que existisse uma geladeira, que que o freezer fosse maior que a geladeira em si, pois é o que utilizo mais e sempre fica sem espaço e a geladeira fica sempre vazia. É assim que evito desperdício.

  • Daiane Andrade
    11 Jul 2019 às 09:04

    é perda e nao "perca".

Redes Sociais

Sitevip Internet