Olhar Conceito

Quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Cardiologista alerta sobre sintomas que o coração emite quando necessita de atenção

Dr. Juliano Slhessarenko

30 Jul 2019 - 09:23

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Cardiologista alerta sobre sintomas que o coração emite quando necessita de atenção
Alguns sinais que muitas vezes, parecem simples e corriqueiros podem indicar que algo não vai bem com a saúde do nosso coração. Mal-estar, cansaço e falta de ar sentidos com pouca ou muito frequência são alguns desses sintomas de que o órgão necessita de atenção. Os problemas podem ser tanto no coração como relacionado a doenças respiratórias, circulatórias e ao estresse.

Leia mais
Cardiologista explica como o colesterol provoca infarto
 
Por isso, é indicado procurar um especialista que definirá o diagnóstico e indicará o tratamento ideal para cada caso.

 - Inchaços pelo corpo: a retenção de líquidos pode ser um alerta de insuficiência cardíaca, já que o inchaço pode ser um sinal de que o coração está sem força para bombear o sangue.

- Falta de ar: dificuldade para respirar, seja parado ou em movimento, requer uma avaliação médica

- Cor arroxeada nos lábios: pode ser um alerta para a existência de cardiopatia congênita, uma anormalidade na estrutura do coração. O problema pode acontecer antes mesmo do nascimento, devido ao uso de drogas e medicamentos pela mãe durante a gravidez, diabetes ou rubéola.

 - Tosse noturna: pode ser um sintoma de que o coração está com dificuldades para trabalhar. Quando estamos com algum problema cardiovascular, o corpo pode enviar um alerta em forma de tosse, pois, ao deitarmos, ocorre um aumento do retorno de sangue para o coração, que aumenta a congestão pulmonar e estimula o ato da tossir.

 - Cansaço após esforços pequenos: angina, insuficiência cardíaca e até arritmia podem ser os problemas que estão por trás do cansaço constante. Quando o coração está fraco ou dilatado, ele não bombeia sangue para o corpo da forma necessária, causando indisposição.
 
           Nem todas as doenças associadas à doença cardíaca oferecem sinais claros de aviso e algumas nem ocorrem dentro do peito.  É por isso que as consultas médicas regulares continuam fundamentais - ainda mais quando você tem 60 anos ou mais, tem excesso de peso ou tem diabetes, colesterol alto ou pressão alta.
 
 Quanto mais fatores de risco você tiver pior e maiores serão os níveis de preocupação.  Embora existam numerosos sintomas e sinais de alerta, alguns são mais prenúncios mortais do que outros.
 
Um tal sinal de aviso é o óbvio: desconforto no peito.  É o sinal mais comum de perigo para o coração, possivelmente causado por uma artéria bloqueada ou um ataque cardíaco.  O desconforto pode vir sob a forma de dor, aperto ou pressão.  Tem sido descrito como uma sensação de beliscar ou queimação que geralmente dura mais do que alguns minutos.
 
 Outro indicador forte é a dor que se espalha para o braço.  É um sintoma clássico de ataque cardíaco que se irradia pelo lado esquerdo do corpo.  Quando a dor se espalha para a garganta ou mandíbula, também pode estar sinalizando sinais de ataque cardíaco.
 
Sinais alarmantes adicionais incluem náuseas, indigestão, azia ou dor de estômago.  É claro que esses tipos de sintomas poderiam sinalizar algo mais do lado inócuo;  mas se você estiver experimentando estes sintomas juntamente com outros sintomas, ou tiver mais risco de problemas cardíacos em geral, então algo mais perigoso pode estar em andamento.
 
A maioria das pessoas associa ataques cardíacos a homens.  Mas a doença cardiovascular é a principal causa de morte em todo o mundo para ambos os sexos, e as mulheres são mais propensas que os homens a morrer de um ataque cardíaco.
 
Durante um ataque cardíaco, as mulheres são mais propensas a se apresentar sem dor, ou com sintomas não característicos.  As diretrizes de tratamento, no entanto, são baseadas em dados coletados principalmente de homens.
 
O sexismo na pesquisa cardiovascular significa que os ataques cardíacos não só são muitas vezes perdidos em mulheres, como também é menos provável que as mulheres recebam terapias recomendadas, intervenções e oportunidades de reabilitação.
 
A doença cardíaca é claramente um problema gigantesco no país que resulta em mortes em excesso.  A boa notícia é que muitas vezes é evitável.  Uma mudança no estilo de vida é a receita certa para reduzir o risco da doença.  Faça escolhas saudáveis ​​e seja proativo em relação à sua saúde. 



Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, IOCI (65) 30387000 e Espaço Piu Vita (65)30567800
 

29 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Teresinha Almerice Santos oliveira
    31 Jul 2019 às 20:33

    Quem tem 4 stent pode fazer outras cirurgias sem problemas,ou tem restrições?

  • Jose elizio cunha
    31 Jul 2019 às 20:12

    Ele é um excelente medico

  • George Caetano da Silva
    31 Jul 2019 às 18:55

    Isso deveria ser esclarecido aos 40 anos de idade .

  • Eliane Campos de Morais
    31 Jul 2019 às 12:26

    Há dez dias tive formigamento do lado esquerdo do corpo e boca, senti dormência e não consegui andar normal por mais ou menos meia hora... Coloquei dois antenalol embaixo da língua..... após dois dias procurei um neurologista, fiz tomo e graças a Deus tudo normal. Só que médico disse que eu estava com estresse! Sou diabética e hipertensa. Quando tive o problema que relatei a cima, minha pressão estava 25/12

  • Edvaldo
    31 Jul 2019 às 11:27

    Boa tarde! Tenho problemas com arritmia. A três meses fiz todos os exames investigatórios e o médico cardiologista me receitou os seguintes medicamentos: Ancoron e Losartana para uso contínuo. Às vezes sinto uma dorzinha na parte superior ao coração, e também for nos braços quando acordo a noite

  • Maria Aparecida carnavali bauer
    31 Jul 2019 às 11:15

    Gostei tenho um defeito uma artéria na lado direito 60 por cento com obstrução outra 50 e outra 30 perdi plano de saúde e estou sem médico

  • Márcia Helena Viana de Oliveira
    31 Jul 2019 às 10:47

    As vezes a noite,acordo com falta de ar,depois passa.de uma hora p outra,deitada,sento rapidamente.pode ser um sintoma cardíaco ou pulmonar?

  • Joao Furtado
    31 Jul 2019 às 10:27

    Fiz cateterismo com stents, sentia sensação de queimação no peito. Continuo sentindo dormência no rosto pernas e braços. Falei com o cardiologista e me disse que isso se chama anciedade. Essa anciedade não acaba? Já estou com dois meses. E tem dias que a pressão fica oscilando.

  • Maria do Rosario de figueiredo
    31 Jul 2019 às 10:27

    Tenho colesterol alto minha cabeça dói muito sinto muita fraqueza sinto muita dor no ombro e no queixo o que eu faço

  • IRANI RANGEL DE BRITO
    31 Jul 2019 às 10:18

    Eu sofri um infarto fiz cateterismo infarto feio mas houve uma artéria começou fazer a função da outra necessito de cirurgia ?

Redes Sociais

Sitevip Internet