Olhar Conceito

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Gastronomia

Com experiência internacional, chefs da Urus dão continuidade a trabalho de ex-masterchef; fotos

Da Redação - Vinicius Mendes

13 Ago 2019 - 17:08

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Com experiência internacional, chefs da Urus dão continuidade a trabalho de ex-masterchef; fotos
Os chefs Marcelo Ucci e Márcio do Mar são os responsáveis por comandar a cozinha da Urus Steakhouse. Marcelo já teve experiências em restaurantes de alguns países da Europa e Márcio já cozinhou para celebridades como Gabriel Medina e Neymar. Os dois foram indicados pelo chef Ivo Lopes, ex-participante do programa Masterchef, que foi quem elaborou o cardápio da Urus. Os dois relatam que nunca tiveram uma experiência como a da Urus, que oferece algo único aos clientes.
 
Leia mais:
Em espaço com decoração e obras de arte temáticas, Urus Steakhouse oferece realização de eventos VIP; fotos
 
O chef de cozinha e consultor Ivo Lopes, que participou em 2016 de uma edição do MasterChef Profissionais, foi o responsável pela montagem do cardápio da ‘Urus Steakhouse e Butcher Shop’, que foi inaugurada no último mês de maio no primeiro piso do Shopping Três Américas. Ele já trabalhou com os chefs Márcio e Marcelo e por confiar no trabalho dos dois os convidou para ficar à frente da Urus.
 
O chef Marcelo Ucci morou fora do Brasil por alguns anos e foi lá que começou sua carreira. Ao retornar ele trabalhou em São Paulo, onde conheceu Ivo, até que recebeu o convite para vir para a Urus Steakhouse.
 
“Eu venho de São Paulo, comecei a cozinhar em 2000, quando eu fui para Inglaterra para aprender inglês, acabei ficando na cozinha e gostei. Durante sete anos fiquei lá, passei por vários restaurantes, de todo tipo de cozinha, como a mediterrânea, italiana, pois morei na Itália também. Depois de um tempo retornei a São Paulo, trabalhei com o Jefferson Rueda, com Rodrigo Martins, e conheci também o chef Ivo Lopes, que foi quem nos trouxe para cá para Cuiabá, para este projeto”, contou.


 
Marcelo contou que foi Ivo quem elaborou o cardápio e que uma das preocupações foi atender os gostos de um público diversificado. Além dos pratos com as carnes nobres, como a Angus puro, a Wagyuy japonês e a exclusiva Urus Taurino Tropical, o restaurante também oferece patos de ‘surf and turf’, que é uma mistura de ingredientes da terra e do mar. Ele disse que tem aprendido muito na Urus, que oferece um produto diferenciado.

“A carne é a grande estrela do restaurante, mas como eu falei, tem opção para todo mundo, tem outros pratos também. Eu sabia muita coisa, mas aprendi bastante aqui na Urus, porque eles fizeram um projeto que não é de hoje, vêm há anos desenvolvendo a carne, para ela ter um tratamento diferente, o boi não fica confinado, por exemplo, tem um veterinário que cuida e faz uma alimentação especial, então sobre isso eu vim aprender muito mais aqui em Cuiabá”.
 
Já o outro chef da Urus, Márcio do Mar, teve experiências em restaurantes em Jurerê Internacional e chegou a atender algumas celebridades. Márcio é natural de Belém do Pará, mas mora em Santa Catarina já há 17 anos.
 
“Cheguei a Florianópolis sendo chef do Porcão, uma franquia de uma churrascaria, e depois cheguei a trabalhar nos restaurantes em Jurerê. Lá eu conheci vários restaurantes de padrão internacional e tive oportunidade de trabalhar com chefs renomados. Hoje tenho uma empresa de eventos lá. Já fiz eventos para um pessoal bem conhecido, como o Gabriel Medina, Neymar, Daniel Alves. Então consegui ter estas experiências na área de gastronomia até que veio a proposta para estar como chef da Urus Steakhouse”, contou.
 
Márcio disse que conhece Ivo ainda em Belém, e que foi ele quem o apresentou a outros lugares em São Paulo e também em Curitiba. Depois de um tempo Márcio seguiu sozinho em sua carreira, até que se tornou chef de uma churrascaria no Rio de Janeiro. Ele contou que estudou gastronomia, mas que a vivência nas cozinhas é que o tornou o profissional que é hoje.

 
“Eu fiz alguns cursos de gastronomia, mas como eu sempre digo, o curso te dá a base técnica, porém, o teu dia a dia dentro da cozinha é o que te leva a superar erros, traz aprendizado. O conhecimento é bom, a técnica é boa, porém a prática não tem preço. Eu aprendi muito com meu dia a dia na cozinha, comecei lavando prato, e quando me sobrava tempo eu pedia para picar cebola e cortar salsinha, e eles iam deixando e começaram a ver que eu era rápido, e dali por diante comecei a pedir para fazer molho, até que eles me colocaram como auxiliar de cozinha, então eu fui começando a lutar pelo que eu queria, buscando ser como os chefs que eu admirava”, contou.
 
Márcio afirma que todo os dias aprende algo novo e isso é algo que lhe empolga em sua carreira. Na Urus ele afirma que a experiência é boa pois consegue fazer uma comida com alma, servindo o melhor ao cliente.
 
“Na minha carreira eu lutei muito para aprender e ser o que sou hoje, um cozinheiro de alma, de raiz, e ao mesmo tempo concentrado, para fazer sempre uma comida boa. Para mim a comida tem que ter alma, tem que ter uma raiz. Então eu gosto do que estou fazendo, gosto de estar ali na cozinha, não só de estar no comando, mas também de ficar cozinhando, fazendo os pratos, mostrando para o cliente, dando a ele aquele tempero que a gente carrega na alma, a alegria de cozinhar”, disse o chef.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • abolde chaerfalee
    14 Ago 2019 às 11:26

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Analista Político
    14 Ago 2019 às 11:05

    Investimento mal feito. O Cuiabano não gosta de lugar chique, prefere cadeira de plástico, digamos. Infelizmente este restaurante fecha logo.

  • abolde chaerfalee
    14 Ago 2019 às 10:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Eurípides Costa
    13 Ago 2019 às 19:59

    Muita matéria sobre este lugar aqui. Estou começando a ficar desconfiada que há um fracasso por aí.

Redes Sociais

Sitevip Internet