Olhar Conceito

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Política Cultural

‘Semana do Patrimônio Histórico’ começa nesta terça com debates, caminhada e programação cultural

Da Redação - Isabela Mercuri

13 Ago 2019 - 17:08

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

‘Semana do Patrimônio Histórico’ começa nesta terça com debates, caminhada e programação cultural
Realizada pelo grupo ‘Amigos do Centro Histórico de Cuiabá’ (ACHC), a primeira ‘Semana do Patrimônio Histórico de Cuiabá’ começa nesta terça-feira (13) com programação aberta ao público formada por debates, ações culturais, feiras e uma caminhada com panfletagem. O objetivo é chamar a atenção para o centro da cidade e discutir propostas efetivas de ocupação e manutenção dos bens culturais ali presentes.

Leia também:
Sistema de bibliotecas de MT é o único do país contemplado em edital e receberá R$127,9 mil para projetos

O grupo surgiu logo após o desabamento da Gráfica Pêpe, e ainda com a memória da situação da Casa de Bem-Bem, ambos imóveis do Centro Histórico de Cuiabá. “Um grupo de amigos se mobilizou, foi lá, fez um vídeo de chamamento e se uniu pra fazer as cobranças devidas às instituições”, contou ao Olhar Conceito Glaucia Lobo, designer de interiores e membro do ACHC. “A partir daí começamos a nos reunir mais vezes, e a CDL sempre cedeu o espaço para as reuniões”.

Gráfica Pêpe após o desabamento (Foto: Vinicius Mendes)

Casa de Bem-Bem após o desabamento (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Em um destes encontros, o grupo manifestou a vontade de fazer uma ação de mobilização no Dia do Patrimônio Histórico, 17 de agosto. Depois de algumas discussões, decidiram que a programação se estenderia por toda a semana. “Tivemos a idéia de poder já começar as nossas ações de conscientização, sensibilização do patrimônio histórico [no início da semana]. Ao mesmo tempo, pensamos em nos unir, para que as pessoas conhecessem o centro histórico da forma que está hoje. Porque mesmo estando em condições ruins em alguns lugares, existem lugares bacanas, iniciativas legais dentro dele”.

A programação também foi decidida em conjunto. Na última segunda-feira (12), então, foi dado o primeiro passo, em uma reunião com o prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Francisco Vuolo. Segundo o historiador Suelme Fernandes – também membro do ACHC e que vai ministrar um projeto na quinta-feira – neste encontro foram apresentados, principalmente, três tópicos: as obras do PAC Cidades Históricas, que estão paralisadas; A aplicação do IPTU Progressivo, lei que foi regulamentada pelo prefeito há pouco tempo (se o imóvel não paga IPTU, e o valor da dívida estiver maior do que o valor venal do imóvel, a Prefeitura pode desapropriar o imóvel sem custo para o poder público, para interesse social); e o pedido de envolvimento da Prefeitura na construção do Plano Municipal de Gestão do Patrimônio Histórico, que a própria Universidade Federal de Mato Grosso já apresentou interesse em fazer.

Reunião na Prefeitura (Foto: Divulgação)

Na ocasião, os gestores também foram convidados a participar do debate de sexta-feira (16), quando acontecerá um dos ‘pontos altos’ da semana. “Vamos colocar Iphan, governo do Estado e Secretaria Municipal na mesa, e fazer um debate sobre as políticas publicas para o patrimônio histórico”, explica Suelme. “Queremos um plano completo de gestão, que discuta mobilidade no centro, sinalização, acessibilidade, lixo, poluição, desapropriação, exploração comercial, população de rua... que discuta todos os problemas que afetam o centro histórico. [Queremos] que isso seja debatido com a sociedade e que vire um instrumento urbano legal, que possa até se desdobrar nesse plano de desenvolvimento urbano de Cuiabá, com a lei de uso e ocupação do solo. A intenção é, de uma vez por todas, dar mais um grito que possa resultar numa política pública”.

Segundo Glaucia, a ideia, na sexta-feira, é discutir mais especificamente sobre planos diretores. “A gente entra com o IPHAN, mais técnico, o secretário de cultura do estado e do município e com a PAGE, que é uma instituição da ONU e está com interesse de promover um projeto de revitalização sustentável do Centro Histórico de Cuiabá”.

Apesar do convite aos governantes, a organizadora explica que o projeto é muito maior do que a gestão atual. “É um projeto de longo prazo, não é para agora. Precisa ter capacitação dos profissionais, das empresas que vão participar, estudo de viabilidade do que precisa o Centro Histórico, o que está faltando... tudo isso está dentro de um plano de ação que a gente tem”, afirma.

Por este motivo, o grupo de ‘Amigos do Centro Histórico’ continua após a ação, com atuação contínua. “A gente precisa do grupo para que possa cobrar as próximas gestões, para que elas continuem a colocar em prática, desenvolvendo esse projeto a longo prazo. Não dá mais para fazer ações pontuais, não funciona. A gente precisa de um projeto macro a ser executado”, finaliza.

Confira a programação completa da semana:

Terça (13): Palestra com a prof.a Ms. História Neila Barreto
19h / Local - Cuyaverá | Praça da Mandioca
 Tema: Água de Beber e Equipamentos Públicos de Abastecimento no Espaço
Urbano de Cuiabá -1790 a 1882
60 VAGAS
 
Quarta (14): Feira Afro / Feira Orgânica do Quilombo de Mata Cavalo de Cima / Tabuleiro de Delícias da Pérola Negra: Cardápio Afro e Vegano / Venda de Livros: "Pérolas Negras as mulheres de Vila Bela na luta pela Afirmação da Identidade Étnica”
17h / Local - Praça da Mandioca
 
Quarta (14): Mesa de debates com a Prof.a. Ms em História Leila Borges Lacerda e a mestranda Maria Bárbara (Iphan)
19h / Local - Cuyaverá | Praça da Mandioca
Tema: Patrimônio Histórico e Cultural de Cuiabá
Mediadora: Prof.a Dra. História Vanda da Silva
60 VAGAS
 
Quinta (15):
Projeto Quintal de Quinta - com Prof. Ms. Em História Suelme Fernandes
19h / CASA VERDE 715 | Praça da Mandioca
Tema: Cultura e Fé na Irmandade dos Pardos da Igreja Nossa Senhora da Boa Morte de Cuiabá -1809
Descrição: Experiência inédita de envolvimento histórico: oficina de vivência histórica com ambiente para tratar com todos os sentidos; estimulação olfativa, auditiva, sensorial, visual, pra entender o contexto da igreja.
30 vagas
 
Sexta-feira (16): Roda de Debates: IPHAN, Secretaria de Estado de Cultura, Secretaria Municipal de Cultura e PAGE/MT
19h / Local: Auditório da ACC - Associação dos Comerciantes do Centro | Palácio do Comércio 2º andar
Tema: Políticas Públicas e Soluções Práticas para a Gestão do patrimônio Histórico de Cuiabá
Debatedor: Eduardo Mahon
80 vagas
 
Sexta-feira (16):
Maratona fotográfica de Cuiabá e 13 Prêmio New Holland de Fotojornalismo / Palestra sobre fotografia documental com Sérgio Ranalli e José Medeiros
19h / Local: MISC
 
Sábado (17):
Concentração para a caminhada em defesa do Centro Histórico, com panfletagem
8h / Local - Praça Caetano de Albuquerque (Praça do Rasqueado)
Rota: Saída da Praça Caetano no sentido Igreja Senhor dos Passos, sobe a Voluntários da Pátria, vira na Pedro Celestino e termina na Praça Alencastro às 11 hs;  com manifestações políticas e culturais.

Sábado (17): Manifestações Culturais

Das 16h às 00h / Praça da Mandioca
Atrações:
• Brechó na Casa da Praça;
• Ateliê 569, com artistas: Roney | Ludmila Brandão e Tula
• Ateliê Maloca do Quati: Ruth Albernaz;
• Show com Pescuma (18h);
 Todos os bares estarão abertos; Música na Praça: Cantor Erielsom Marques e Banda - Samba Raiz; Dança Cigana; Apresentação Teatral - Grupo Fúria; Couvert artístico: R$ 2 por pessoa

Serviço

Inscrições para os eventos AQUI
Mais informações pela FAN PAGE

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet