Olhar Conceito

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Cinema

Coletivo gay de MT lança curta sobre história real de mãe que matou e queimou filho por homofobia

Da Redação - Isabela Mercuri

05 Set 2019 - 08:13

Foto: Divulgação

Coletivo gay de MT lança curta sobre história real de mãe que matou e queimou filho por homofobia
O Coletivo Gay de Mato Grosso (Cagay-MT) lançou, nesta quarta-feira (4), o último episódio da série ‘Casos da Vida Real’. ‘Para Sempre Renato’ é um curta-metragem que conta a história real de Itaberlly Lozano, que foi morto a facadas e queimado pela própria mãe em Cravinhos, interior de São Paulo. O caso aconteceu em 2017, e o crime teria sido motivado por homofobia.

Leia também:
Coletivo abre inscrições para 4ª Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso

A segunda temporada da série ‘Casos da Vida Real’ foi lançada há cerca de um mês, com os episódios ‘Rosalino’, ‘A ilha’, e ‘No íntimo’.  A dramaturgia e a direção são de Elton Martins.

Este último episódio conta a história de Itaberlly Lozano, que tinha 17 anos quando foi assassinado. O crime aconteceu na casa onde ele morava com a mãe, dia 29 de dezembro de 2017. Tatiana Ferreira Lozano Pereira, de 32 anos, confessou ter matado o filho, e afirmou que havia um histórico de conflitos com o filho, que era homossexual e, segundo ela, usuário de drogas.

Assista ao curta:



Outros episódios

“Rosalino”, a primeira história, foi inspirada na história de um jovem cuiabano Renan Silva que teve sua vida marcada pela atrocidade do irmão e ao mesmo tempo pelo amor de sua mãe e irmã.

“A Ilha”, segundo episódio, é inspirado na vida do diretor Elton Martins, que veio de uma comunidade rural no interior de chapada dos Guimarães. Ele fez um curta gay rural, contando a história de amor de dois jovens, gravado totalmente na região do lago do manso.

Já o terceiro episódio focou em depressão, depois de a equipe do coletivo colher informações e depoimentos de pessoas que fazem parte de diferentes grupos de apoio. A história focou nos dilemas de um jovem gay depressivo e suas limitações e vontades mais intimas.

Cagay-MT

Liderado por Elton Martins, o coletivo foi criado inicialmente em 2015, para a produção de outra série, na época chamada de ‘Série de Lá’. Quando já estavam com todo o conteúdo gravado, e já tinham gasto R$5 mil, no entanto, eles foram boicotados.

Em abril, conseguiram viabilizar a ‘Minha Família’, que contava a história de ‘Zé’, que após a morte de sua mãe, cuida de seus dois irmãos, Fatinha, de dezesseis anos, e Zézinho, de oito. A série abordava a homofobia, o HIV, a intolerância religiosa e a liberdade sexual feminina.

Já em setembro, foi a vez de ‘Procura-se Bichas’, que contava a história de João e Diego, que criam uma página no Facebook com a ideia de ajudar e reunir as bichas de Cuiabá, capital do Mato Grosso. O Cagay ainda produziu ‘Casos da Vida Real’ e ‘D’Lá’.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet