Olhar Conceito

Terça-feira, 01 de dezembro de 2020

Notícias / Artes visuais

Artista plástico de MT terá obra em exposição em Paris

Da Redação - José Lucas Salvani

04 Set 2019 - 18:02

Foto: Reprodução

Artista plástico de MT terá obra em exposição em Paris
O artista plástico Nilson Pimenta terá uma de suas obras em exposição na exposição coletiva “Nous Les Arbres”, que segue aberta a visitação até novembro na Fundação Cartier, em Paris, França. Pintor desde 1979, Pimenta faleceu em 2017, na cidade de Cuiabá.

Leia mais:
Secretaria divulga 30 selecionados em edital; cada instituição receberá R$30 mil

A exposição reúne artistas, botânicos e filósofos de várias partes do mundo que desenvolveram vínculo com as árvores, tema central da mostra, tanto por sua jornada estética quanto pela científica.O projeto é coordenado por Juliette Lecorne, com curadoria de Bruce Albert, Hervé Chandès e Isabelle Gaudefroy e assessoria de Helène Kelmachter, Marie Perennes.

Nilson nasceu na Bahia, em 1957, e veio para Mato Grosso aos seis anos. Antes de vir para Cuiabá, o artista passou por diversas cidades e exerceu diversos trabalhos, como peão, lavrador e cortador de cana, que lhe deram parte da inspiração para a realização de sua obra artística.

Seu traço intenso e olhar peculiar ao retratar cenas simples, como as festas, a vida no campo e nas pequenas comunidades, além da paisagem rural de Mato Grosso e cenas típicas do Pantanal, foi descoberto pela crítica de arte Aline Figueiredo e pelo artista plástico Humberto Espíndola.

Essas mesmas características lhe garantiram reconhecimento em exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, bem como diversas premiações, colocando-os entre os mais importantes artistas plásticos do Estado.

Paralela à pintura, o artista também foi servidor da Universidade Federal de Mato Grosso desde 1981, atuando como professor no Ateliê Livre do Museu de Arte e de Cultura Popular  (MACP), orientando os novos artistas.

“O Ateliê Livre resiste a todos os tempos, sua história marca os 48 anos da UFMT e Nilson Pimenta foi muito importante nesse processo”, ressalta o pró-reitor de Cultura, Extensão e Vivência, professor Fernando Tadeu de Miranda Borges.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet