Olhar Conceito

Notícias / Artes Cênicas

sons do deserto

Espetáculo de dança apresenta folclore de 22 países árabes no Cine Teatro

Da Redação - Isabela Mercuri

27 Set 2019 - 17:02

Foto: Divulgação

Nathasha Said

Nathasha Said

As manifestações folclóricas de 22 países árabes serão apresentadas ao público no próximo sábado (28), no Cine Teatro de Cuiabá. Com a bailarina árabe profissional Nathasha Said (descendente direta de libaneses e sírios), ‘Sons do Deserto’ tem ingressos à venda por R$40 (inteira) ou R$20 (meia e meia solidária, doando 1kg de alimento não perecível).

Leia também:
‘Território Cultural Livre’ apresenta exposições, cena e musicais no Cine Teatro
 
“O espetáculo é uma expedição percorrendo as antigas rotas de caravanas que atravessaram as regiões dos países árabes mostrando a cultura e costumes através da dança e da narrativa”, explica a assessoria.
 
Diferente da Dança do ventre, o folclore árabe ainda é pouco divulgado no mundo. No entanto, é impossível estudar o primeiro sem se encantar com as danças populares regionais.

A dança do Ventre atual evoluiu de danças folclóricas regionais, teve influência do Ballet (que entrou com toda força no Egito no século passado), e utilizou-se de intercâmbios culturais agregando movimentos de danças de outras partes do mundo.

As danças folclóricas são danças muito antigas, que estão diretamente ligadas ao cotidiano do povo árabe, como também à cultura, mitos e crenças. As músicas também são diferentes das de dança do ventre, e representam a expressão artística mais pura do povo.
 
Segundo a ‘Unesco’, para ser considerada uma dança folclórica, ela deve ter tradicionalidade, dinamicidade, funcionalidade, aceitação coletiva, anonimato da criação, entre outros. Também existem danças populares (aquelas que estão presentes no dia a dia do povo por um determinado tempo e que estão sempre mudando de acordo com os acontecimentos) e as ‘Danças-teatro’ ou ‘teatralizações cênicas’ (danças que se inspiram em características populares ou folclóricas, mas são desenvolvidas em função da licença poética do seu criador).
 
No espetáculo de sábado (28) serão apresentadas as danças:

-Dabke

-Said, Tahtib, Raks el Assaya

-Khaliji, Khaleege

-Melea-laff

-Shaabi

-Baladi

-Felahi (Dança com Jarro e Dança com Flores)

-Awalen (Dança com Candelabro)

-Ghawaze

-Kawlyia (iraque dance)

-Hagalla
 
Estúdio Nathasha Said
 
A criadora de ‘Sons do Deserto’, Nathasha Said, é certificada pela Khan El Khalili (Casa de Chá Egípcia e Escola de Dança do Ventre mais conhecida do Brasil) famosa pela qualidade e excelência, que seleciona, avalia e certifica as maiores expressões de dança em todo território Nacional.

Além disso, especializou-se em cursos em Belo Horizonte (MG) e em São Paulo (SP) com professores e bailarinos de renome Nacional e Internacional. Em 2007 abriu seu próprio estúdio com aulas de uma a três vezes por semana.

Para este espetáculo, foram escolhidas representações folclóricas de países árabes, mas nem todos são mencionados no show. “O apelo da dança não é sexual. É cultural, técnico e histórico. A dança Árabe não é um gênero de fácil aprendizado, é preciso muito treino, estudo e dedicação. É uma dança completa trabalha o corpo todo”, completa a assessoria.
 
Serviço
 
Sábado (28): Os Sons do Deserto
Horário: 20h
Local: Cine Teatro de Cuiabá
Ingressos: R$ 40 (inteira) R$ 20 (meia)
Meia-solidária R$ 20 + 1kg de alimentos
 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet