Olhar Conceito

Notícias / Comportamento

#ARMYHelpThePlanet

Fãs do BTS se reúnem neste domingo para ato de limpeza em Cuiabá

Da Redação - José Lucas Salvani

28 Set 2019 - 08:48

Foto: Reprodução/Divulgação

Fãs do BTS se reúnem neste domingo para ato de limpeza em Cuiabá
As ARMY, fãs do grupo de k-pop BTS, se reúnem neste domingo (29) na Praça Rachid Juady, em Cuiabá, para uma ação de coleta de lixo na cidade. O ato é nacional e faz parte da iniciativa #ARMYHelpThePlanet, que visa conscientizar sobre o meio ambiente, queimadas e desmatamento da Amazônia. Nacionalmente, já há 1740 voluntários no Brasil.

Leia mais:
Projeto 'Lute como uma gorda!' discute gordofobia na escola na noite desta sexta-feira

O #ARMYCleaningDay será realizado em todos os estados do país e Distrito Federal. Serão limpos praias, avenidas e parques. Em Cuiabá, a coleta está marcada para iniciar na Praça Rachid Jaudy, às 8h30. A ação deve se estender até o final da tarde, assim como no restante do Brasil. Veja o vídeo:
 

Apesar de ser criado pelos fãs, a equipe do projeto frisa, por meio de assessoria, que o evento é aberto para todo e qualquer público que tenha interesse em ajudar. Para se voluntariar, basta entrar neste link.

Esta é o primeiro ato que será feito pelas fãs do grupo de k-pop. Além desta campanha, futuramente o projeto planeja realizar campanhas de conscientização em escolas e universidades, plantio em grupo nos estados e doação para organização não-governamental Iniciativa Verde, que atua em parceria com o IPAM.

O BTS é um dos principais grupos de k-pop da atualidade. O gênero surgiu na Coreia do Sul em meados da década 90, teve diversos nomes expoentes ao longo dos anos  e se tornou um verdadeiro fenômeno mundial. No Brasil, o estilo musical é uma febre entre os adolescentes e jovens adultos, com shows que lotam estádios e casas de show todos os anos. 

Queimadas em Mato Grosso

A doutora em ecologia, Christine Strussmann, também da UFMT, aponta que os incêndios no cerrado, em sua maioria, são causados pelo homem, seja de forma acidental ou proposital. Ela esclarece que os incêndios naturais acontecem no início da seca e em seu fim, devido aos raios de chuva em ambos os períodos que atingem árvores. O fogo, inclusive, tem pouca precipitação, sendo localizado em pequenas regiões e tem um dano pequeno em termos de morte de indivíduos. “Ele tende a ser muito menos danoso porque a vegetação [seca] não está em seu auge”, explica.

Nos últimos dois meses, o estado de Mato Grosso tem sido marcado por inúmeros focos de queimadas e incêndios. Cidades como Sapezal, Cáceres, Campo Novo do Parecis e Chapada dos Guimarães tiveram incêndios de grandes proporções. 

Em Chapada do Guimarães foi constatada uma das principais perdas relacionadas aos incêndios. A devastação do fogo atingiu 5 mil hectares, o equivalente a 7 mil campos de futebol. Consequentemente, todos os atrativos do Parque Nacional tiveram que ser fechados por questões de segurança, de acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Devido a quantidade de incêndios na região, a Prefeitura de Chapada decretou situação de emergência no dia 12 de setembro. O prejuízo com as despesas não previstas chega a mais de R$ 23 milhões e é estimado que 10 mil pessoas tenham sido afetadas.

Ainda no dia 10 de setembro, o governador Mauro Mendes (DEM) decretou situação de emergência para todo o estado de Mato Grosso. Não somente pelas queimadas, mas o decreto se deu também pela situação climática no estado que facilita com que o fogo se propague.

O decreto anunciado tem duração de 60 dias e pode ser prorrogado caso seja julgado necessário. Desta forma, o governo anunciou que irá adotar diversas medidas para que os incêndios sejam combatidos, além da aquisição de bens e materiais mediante dispensa de licitação, conforme preceitua o artigo 24, IV, da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, respeitados os requisitos constantes do artigo 26 da mesma lei, entre outros.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet