Olhar Conceito

Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Notícias / Diversão e Lazer

​SIRIRI E CURURU

Quatro grupos de dança se reúnem neste domingo em apresentação em São Gonçalo Beira Rio

Da Redação - Vinicius Mendes

23 Nov 2019 - 14:16

Foto: Reprodução

Quatro grupos de dança se reúnem neste domingo em apresentação em São Gonçalo Beira Rio
Os grupos de dança ‘Sementinha’, de crianças, ‘Vivências’, com os jovens, e ‘Flor da Idade’, com os idosos, além do Grupo Flor Ribeirinha, irão se reunir no final da tarde deste domingo (24), no Quintal da Domingas, no Bairro São Gonçalo Beira Rio, em Cuiabá, para fazerem apresentações.
 
Leia mais:
Trecho de rodovia federal será interditado para obra de cobertura em pista
 
Todos os grupos de dança farão uma demonstração no mesmo espaço. Neste domingo (24), vão se reunir também os músicos com as novas músicas do repertório. Além do siriri, tem a dança de salão e aulas de preparação vocal.
 
No quintal de Dona Domingas ocorrem várias atividades e projetos. O local é considerado berço das raízes e da preservação da cultura mato-grossense, sede da Associação Cultural Flor Ribeirinha, onde o grupo realiza todas as suas ações. No mesmo espaço estão presentes o artesanato em cerâmica e artes plásticas. O quintal é um ponto cultural e também classificado como um dos pontos de atração turística na capital.
 
Os projetos
 
O Sementinha reúne mais de 70 crianças para dançar o Siriri, brincar e se divertir. O projeto oferece aulas gratuitas de Siriri para as crianças de até dez anos, moradoras da comunidade e de bairros da região. Durante os encontros, as crianças entram no universo da cultura popular e praticam os ensaios com animação e alegria.
 
Já o Vivências reúne os jovens interessados em aprender a dançar integrar o projeto, que foi idealizado com o objetivo de acolher novos dançarinos. As aulas gratuitas acontecem aos  domingos, a partir das 17h. O projeto está revelando novos talentos para a dança.
 
O Flor da Idade é um projeto foi idealizado para dar oportunidade as pessoas de realizar os seus sonhos, em dançar e viver com mais estímulo e qualidade de vida. Os encontros são sempre felizes, cheios de alegria e de uma energia contagiante.
 
O diretor artístico e coreógrafo do grupo Flor Ribeirinha, Aviner Augusto, coordena a formação de dançarinos e destaca que é uma oportunidade para todos. O quintal recebe com muita frequência, pessoas interessadas em aprender a dançar o siriri, o rasqueado e outros ritmos.
 
Além disso, estudantes de diferentes escolas e universidades, públicas ou privadas, como também  instituições sociais, visitam o local interessadas em conhecer um pouco mais sobre a histórica comunidade e as manifestações culturais. 
 
A Mestre em Cultura Popular, Domingas Leonor, recebe todos com muito carinho e atenção. Ela relata com orgulho a sua trajetória e a luta para manter viva as tradições. Muitas pessoas demonstram o reconhecimento e a valorização dos saberes e fazeres do modo de vida da comunidade ribeirinha de São Gonçalo Beira Rio.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet