Olhar Conceito

Sábado, 26 de setembro de 2020

Notícias / Política Cultural

Nova ‘Vila Cuiabana’ será de alvenaria e deve ser entregue em abril

da Redação - Isabela Mercuri

14 Jan 2020 - 14:16

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Nova ‘Vila Cuiabana’ será de alvenaria e deve ser entregue em abril
A ‘Vila Cuiabana’, cenário inaugurado em dezembro de 2016 na Orla do Porto, e que estava ‘caindo aos pedaços’ no final de 2019, será toda reconstruída em alvenaria. A ideia é que a obra seja entregue até abril de 2020, mas, por enquanto, a Prefeitura de Cuiabá realiza a licitação para contratação de uma nova empresa para executar a obra.

Leia também:
Quase três anos após inauguração, ‘Vila Cuiabana’ passará por reforma de mais de meio milhão de reais

A decoração foi interditada em dezembro de 2019 por segurança e, segundo o secretário de Serviços Urbanos da Capital José Roberto Stopa disse ao Olhar Direto na época, passaria por uma reforma que vai custar entre R$ 600 mil e R$ 800 mil. A ideia era que ela começasse ainda em dezembro, mas, agora, a nova previsão é que o processo licitatório termine em fevereiro.

Segundo a assessoria da Secretaria, o que hoje é de maneira será reconstruído em alvenaria, com material mais resistente e de duração definitiva. A empresa que será contratada também deverá comprovar capacidade técnica para executar a obra.

Antiga gestão

A Vila foi construída em 2016. A cenografia tinha a intenção, quando construída, de fazer referência às casas tipicamente cuiabanas. O contrato tinha o valor de R$ 1.540.000,00 e incluía o fornecimento do projeto, decoração, montagem, manutenção corretiva e instalação de todos os acessórios necessários, no município de Cuiabá. À época, o nome dado foi ‘Orla do Cuiabá’.
 
Leia a íntegra da nota da Prefeitura:


Em relação à demanda da Vila Cuiabana, a Prefeitura de Cuiabá informa que:

- A Secretaria de Serviços Urbanos ainda trabalha na contratação de uma empresa para execução da obra no local.
- A previsão é de que esse processo seja finalizado até o início de fevereiro e a obra entregue em abril.
- O novo projeto estabelece que a estrutura seja reconstruída em alvenaria.
- Dessa forma, todo compensado utilizado na construção do espaço será substituído por um material mais resistente, com uma duração definitiva.
- Além disso, uma das exigências é de que a empresa vencedora comprove a capacidade técnica de executar a obra, mantendo as mesmas características da estrutura.
- Neste momento, por questão de segurança, a estrutura foi completamente isolada pela Secretaria.
- Reforça que, a estrutura foi levantada em 2016 e que a atual gestão tem buscado alternativas para preservação do patrimônio público.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet