Olhar Conceito

Sábado, 05 de dezembro de 2020

Notícias / Saúde e Beleza

Educadores físicos divulgam treinos online para que alunos não fiquem parados na quarentena

Da Redação - Isabela Mercuri

28 Mar 2020 - 10:12

Foto: Reprodução / Youtube

Educadores físicos divulgam treinos online para que alunos não fiquem parados na quarentena
Já são vários dias ‘presos’ dentro de casa, e muitos outros que estão por vir, visando diminuir o contágio do novo coronavírus (COVID-19), mas o corpo não pode ficar totalmente parado. E pensando nisso, diversos personal trainers de todo o Brasil decidiram disponibilizar treinos tanto para seus alunos quanto para os que desejam usar o tempo ocioso para sair do sedentarismo.

Leia também:
Estudantes contam com ferramentas online para manter rotina de estudos durante quarentena
 
Este é o caso, por exemplo, da professora de pole dance e educador física Paula Santos. À frente da ‘Atitude Fitness’ há dez anos, ela já havia começado a se aventurar pelo mundo das aulas online, mas decidiu cair ‘de cabeça’ durante este confinamento, oferecendo tanto os vídeos gratuitos quanto cursos pagos para quem quer conteúdos mais específicos.
 
Segundo a professora, dedicar um tempo do dia a treinar é essencial para manter a saúde do corpo e da mente. “Se você já treinava, já fazia academia, por exemplo,  você já tinha uma rotina de treinos! Suponhamos que você já ia na academia quatro vezes na semana, e ficava lá aproximadamente de 40 minutos  a uma hora. Em casa, é preciso tentar manter esse ritmo”, afirma. A sugestão é fazer os mesmos exercícios que já fazia antes, que utilizam o peso do próprio corpo como carga.
 
E como a falta de força de vontade é o pior inimigo, ela dá a dica: “Lembre-se de porque você começou essa atividade, e o quanto essa atividade te proporciona prazer, te deixa feliz”. Segundo a educadora, ficar parado por muito tempo e tentar voltar à ativa depois será muito mais difícil. “Se daqui a 30 dias você não tiver feito nada, você vai se arrepender de não ter feito!”.
 
Para evitar lesões, outra dica da professora é fazer exercícios com os quais o aluno já está acostumado, e não forçar além do limite. Já que se está longe do treinador, o cuidado deve ser redobrado. Quem está começando pode optar por um curso online ou por contratar um profissional para treinar ‘à distância’ e, assim, conseguir tirar as dúvidas em relação aos novos exercícios.
 
“A tendência, se você não fizer nada, mas manter a mesma alimentação, é de automaticamente ter um acúmulo de calorias. Se você não se movimentar, vai gerar um acumulo energético, o que vai te gerar ansiedade, estresse... você vai começar a ficar mais irritado. O exercício te faz colocar essa energia para fora, tanto que alguns psicólogos recomendam atividade física em período de confinamento”, completa a professora.
 
Paula disponibiliza alguns vídeos de treinos em seu Instagram, e também fez um curso online em que as alunas podem enviar dúvidas e aprender mais de perto. Há também diversos outros profissionais utilizando muitas plataformas, como lives no Instagram e vídeos no Youtube, para passar treinos de funcional. Outra opção para quem não quer ficar parado é utilizar alguns dos aplicativos que estão gratuitos nestes tempos de pandemia, ou sites de algumas academias, como a própria SmartFit.
 
Decreto
 
Esta semana, o governador Mauro Mendes editou um novo decreto permitindo o funcionamento de diversas atividades comerciais. No entanto, não incluiu as academias de ginástica, o que gerou críticas de alguns profissionais.
 
O Conselho Regional de Educação Física publicou uma carta aberta requerendo a mudança deste artigo,afirmando que a educação física é uma “profissão de nível superior da área da saúde, juntamente com profissões como Medicina, Enfermagem, Nutrição, dentre outras, passando a ser vista como profissão responsável pela promoção de saúde”.
 
Veja alguns treinos de educadores cuiabanos:
 

 

 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet