Olhar Conceito

Quarta-feira, 04 de agosto de 2021

Notícias / Gastronomia

crise econômica

Bares e restaurantes protestam contra marmitas a R$ 5: ‘pá de cal no setor’

Da Redação - Isabela Mercuri

03 Abr 2020 - 16:41

Foto: Olhar Conceito

Lorenna Bezerra, presidente da Abrasel

Lorenna Bezerra, presidente da Abrasel

Após o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), José Wenceslau de Souza Júnior, ter anunciado que, assim que o comércio voltar a funcionar em Cuiabá, os restaurantes do Sistema S voltados aos trabalhadores irão oferecer marmitex, no sistema delivery, a R$5, a Associação Brasileira de Bares de Restaurantes - Regional Mato Grosso (Abrasel-MT) protestou, afirmando que a ação será uma “pá de cal” que vai “enterrar de vez o setor”.

Leia também:
Delivery, falta de pesquisa, grandes redes: O que faz os restaurantes de Cuiabá ‘morrerem na praia’?
 
A declaração foi dada pelo presidente durante uma transmissão ao vivo do Governo do Estado de Mato Grosso, e, segundo o presidente, o objetivo era ajudar as pessoas durante o processo de recessão econômica, que deve se arrastar pelos próximos meses.
 
A presidente da Abrasel-MT, Lorenna Bezerra, no entanto, questiona a real intenção do anúncio: “A Fecomércio é a entidade representativa do comércio onde o setor de alimentação fora do lar está inserido e que deveria defender a classe. No entanto, com esse posicionamento, se mostrou contrária ao que se propõe”, enfatiza.
 
Lorenna ainda afirmou que a contribuição com o Sistema S vem também dos restaurantes e, consequentemente, os bares e restaurantes estariam pagando pelo custo destes marmitex. “O que não é justo, já que os nossos fornecedores não irão nos vender a preço de custo. Ao invés de nos ajudar, está jogando uma pá de cal e, consecutivamente, enterrando de vez o setor”, dispara Lorenna.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet