Olhar Conceito

Terça-feira, 22 de setembro de 2020

Notícias / Saúde e Beleza

Plano de reabertura de academias inclui uso de máscaras, aferição de temperatura e mais; Veja

Da Redação - Isabela Mercuri

28 Abr 2020 - 09:21

Foto: Reprodução / Ilustração

Plano de reabertura de academias inclui uso de máscaras, aferição de temperatura e mais; Veja
O empresário Amir Maluf, franqueado da rede Smart Fit, apresentou ao prefeito Emanuel Pinheiro um plano para retomada das atividades em academias na capital. Dentre as medidas para impedir a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) estão o uso de máscaras pelos funcionários, aferição da temperatura de todos que entram, congelamento de planos de pessoas com mais de 60 anos, e outros.

Leia também:
Área externa da Arena Pantanal é reaberta para atividades físicas, mas população deve usar máscaras

“Mesmo em municípios que não tem decreto proibindo o funcionamento das atividades mantemos as academias de portas fechadas, como acontece em Sinop, Rondonópolis e até Chapecó (SC). Só vamos reabrir estas unidades quando os maiores munícipios do Estado entenderem que nosso protocolo é seguro. Acreditamos que de fato seja capaz de manter a segurança biológica, pois no plano estabelecemos as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e adotamos também a cartilha elaborada pela Acad (Associação Brasileira de Academias) juntamente com o Conselho de Educação Física de São Paulo, as entidades construíram o PRA (Procedimento de Reabertura de Academias), já temos plena condição de implantar”, explica o empresário.


Reunião (Foto: Assessoria)

Para Emanuel, a postura do segmento é construtiva ao apresentar possíveis soluções de contenção contra o coronavírus.  “Eu fico muito feliz com essa consciência de entender a seriedade do combate a covid-19 e a necessidade de todos juntos fazermos nossa parte”, afirmou.

Segundo Amir, as normas da artilha visam diminuir o risco de contaminação, e foram adotadas com base no histórico de regiões onde o pico da pandemia já passou e o processo de reabertura das academias já está sendo realizado, como na China e outros locais da Europa.

“São inúmeras medidas que se adotadas como regras em todas as academias o setor tem condições de voltar cumprindo seu papel de promoção a vida com excelência, apenas em relação ao álcool gel a estimativa é usar ume média de 5 litros o dia”, define Maluf. Está prevista a disponibilização de recipientes com álcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as áreas da academia recepção, como musculação, peso livre, salas de coletivas, piscina, vestiários, kids room, e etc.

Além disso, durante o horário de funcionamento das academias, as unidades seriam fechadas de uma a duas vezes vezes por dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes. Kits de limpeza seriam disponibilizados em pontos estratégicos das áreas de musculação e peso livre, contendo toalhas de papel e produto específico de higienização para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como colchonetes, halteres e máquinas. No mesmo local, deve haver orientação para descarte imediato das toalhas de papel.
 
Outras medidas preventivas incluem o uso obrigatório de equipamento de proteção individual (EPIs) por funcionários, personal trainers e terceirizados (máscaras para todos).  Recomenda-se, ainda,  medir com termômetro do tipo eletrônico à distância a temperatura de todos os entrantes. Caso seja apontada uma temperatura superior a 37,8°C, recomenda-se não autorizar a entrada da pessoa na academia, incluindo clientes, colaboradores e terceirizados. 
 
“Se algum colaborador apresentar febre alta junto com algum outro sintoma da COVID-19, o fato deve ser  informado imediatamente à gerência. E inclui também a limitação da quantidade de clientes que entram na academia, a ocupação simultânea seria de apenas  um aluno a cada 4 m². Cabe ainda delimitar com fita o espaço em que cada aluno deve se exercitar nas áreas de peso livre e nas salas de atividades coletivas”, explica o empresário. A cartilha também sugere o congelamento de planos de clientes acima de 60 anos de idade, quando solicitado.

O empresário, que atua na região metropolitana com academias da bandeira Smart Fit, possui quase 15 mil alunos e prontamente fechou as unidades até mesmo em Sinop, Rondonópolis e Chapecó (SC),  locais sem restrições das atividades. “Não queremos pressionar os gestores públicos quanto à necessidade econômica para reabrir este segmento, mas é nossa responsabilidade apresentar o sério trabalho defendido pelo setor, do qual mantem o foco na promoção a saúde. Levando em consideração o quanto a atividade física pode contribuir com o fortalecimento da imunidade. Ou seja, é uma forma de prevenção contra as doenças, caso os dispositivos de prevenção sejam mantidos”, finaliza.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet