Olhar Conceito

Domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias / Música

Produtor de Cuiabá usa o isolamento para fazer viagem introspectiva e apresenta novo EP inspirado em Chapada dos Guimarães

Da Redação - Isabela Mercuri

28 Ago 2020 - 08:06

Foto: Divulgação

Produtor de Cuiabá usa o isolamento para fazer viagem introspectiva e apresenta novo EP inspirado em Chapada dos Guimarães
Nove meses após lançar o single ‘Charm’, o DJ, dançarino e produtor musical Rau Lizzard traz ao público nesta sexta-feira (28) seu novo EP, ‘Stoned’, resultado de um período de introspecção e contato com a natureza. Com quatro músicas, o ‘extended play’ traz referências a Chapada dos Guimarães, onde ele passou parte da quarentena, além de reflexões sobre o fazer artístico.

Leia também:
Dj Rau Lizzard se apresenta pela segunda vez no Malcom Club nesta sexta-feira
 
Stoned, Feeling, Pilots e Glory são as quatro músicas que, segundo Rau, traduzem as fases de sua trajetória como DJ e produtor musical. Ele tinha, ainda, outras três canções prontas, mas optou por deixar apenas estas quatro, que “se ligam uma à outra”.
 
As idas a Chapada tiveram um significado especial. “Há uns dias eu tive uma lembrança de quando eu era criança. Eu não tinha idade pra ir pra Chapada, e meus dois irmãos mais velhos iam. Eu lembro que eles chegavam falando que era lindo, que tinha cachoeira, que era mais frio... Acabei lembrando disso desta vez, quando eu estava lá”.
 
A realização pessoal se ligou às realizações artísticas de Rau, que foram também combustível para o novo EP. “Eu comecei a produzir à noite e assustei com umas timbragens e algumas melodias que eu tinha criado, as senti bem introspectivas, de muito sentimento... aquilo mesmo de me conectar”, contou Rau ao Olhar Conceito.
 
Para trazer ainda mais a atmosfera que queria, o produtor gravou e utilizou nas músicas sons de cachoeiras, pássaros cantando e do vento de Chapada. “Gravei áudios de maritacas que iam no Chateau Camalote e coloquei no break da música. A gente costuma falar que vai começar a contar uma história na introdução, e quando chega a parte do break a gente continua a contar essa história. E isso fez essa música se conectar com as outras”, relata.
 
Significados
 
Cada música do EP tem um significado diferente pro artista. ‘Feeling’, por exemplo, traz o sentimento de quando ele achava que era impossível ser um produtor, e quase desistiu. “Quando eu estava pra desistir eu criei essa música, e eu fui ouvir e não acreditei. Eu chorei”. Rau chegou a perder este projeto, mas o encontrou novamente quando começou a preparar o Stoned.
 
É nesta faixa, inclusive, que ele contou com a participação de Johnny Millky e Johnny Saints nos rifles de guitarra. “São solos envolventes e gostosos de ouvir. Ficou incrível na música! Não tem vocal, mas os instrumentos falam”.
 
‘Glory’ é a única música com vocal, que foi Rau quem fez. “Eu tive que deixar, porque eu entendi que a ideia dela é algo em que eu acredito... a fé, que é o que eu tenho de mais precioso. Eu ia colocar outra pessoa pra cantar, mas eu vi que era algo muito pessoal, então eu teria que estar inteiro nessa música”, revela.
 
‘Pilots’, segundo Rau, foi uma música que ele achou incrível desde o momento em que criou no programa e incluiu um violino. “Eu estava passando por momentos difíceis da vida, muitas transições pelo meu caminho. Na pilots eu até coloquei um soluço no break da musica, como se fosse a fadiga de você se desesperar e pensar ‘pra onde eu vou?, O que estou fazendo?’ E mesmo assim não desistir. A música eletrônica nos dá essa abertura de nos expressarmos em sons, melodias, harmonias”, comemora.
 
Para Rau, apesar do momento ruim da pandemia, esta foi uma oportunidade de aprendizado, já que tinha tempo de sobra para produzir. Agora, como ele também é dançarino, pretende fazer um vídeo interpretando, com a dança, cada uma das quatro músicas. Além disso há previsão para novos lançamentos nos próximos meses.


 
Em 2019 e 2020, Rau se apresentou duas vezes no Malcom Club. Ele, que deixou a faculdade de engenharia civil e o trabalho como corretor imobiliário para se dedicar à arte, começou também a fazer produção musical – mesmo sem nenhum incentivo ou estrutura técnica – e hoje sonha em ser um grande DJ, produtor e dançarino, e levar as diferentes vertentes da arte para seu palco.

Serviço
 
Acesse o novo EP de Rau no:
Spotify
iTunes
Shazam
Facebook
Instagram
Napster
Youtube Music
Google Play
Deezer
JunoDownload
Pandora
Beatport

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Veio du Rock
    03 Set 2020 às 15:47

    GOSTEI, a melhor parte é som das aguas, dos passarinhos das natureza..... (y)

  • Uidenar da guia
    28 Ago 2020 às 15:30

    Vai trabalhar cara, vai fazer algo de útil para a sociedade.

  • Ayres Goiabeiras
    28 Ago 2020 às 12:22

    Que matéria inútil. Vamos trabalhar, produzir. Introspecção é um escárnio à quem rala.

  • Tiago Cristo Rei
    28 Ago 2020 às 11:13

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Redes Sociais

Sitevip Internet