Olhar Conceito

Domingo, 27 de setembro de 2020

Notícias / Cinema

Abertas as inscrições para laboratório de cinema destinado a pessoas LGBTQIA+

Da Redação - José Lucas Salvani

12 Set 2020 - 09:29

Foto: Sylara Silvério

Abertas as inscrições para laboratório de cinema destinado a pessoas LGBTQIA+
Estão abertas as inscrições para o Marte Lab, laboratório criativo de desenvolvimento de curta-metragens ficcionais para realizadores LGTQIA+. Laboratório será ministrado pelo produtor Henrique Arruda e faz parte da 19ª edição da Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (Maual), realizada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). As inscrições vão até a próxima terça-feira (15).

Leia também:
Temporada de Filmes online compartilha curta metragens de Luzo Reis

Para participar, cada realizador audiovisual precisa enviar para análise o seu projeto de curta-metragem. As inscrições aceitam três formatos: roteiro (até 10 páginas), argumento (até uma página) ou sinopse (até mil caracteres). Dentre os inscritos, apenas 10 serão selecionados para terem seus projetos desenvolvidos por meio de encontros online realizados via Google Meet entre os dias 21 e 25 de setembro.

O laboratório é focado em realizadores LGBTQIA+ e é preciso ser maior de 18 anos para submeter um projeto. Para mais informações quanto ao regulamento do Marte Lab, basta acessar este link. Já as inscrições são festa aqui.

Sobre Henrique

Henrique Arruda é um realizador audiovisual de Pernambuco, vencedor de 25 prêmios e diretor geral da produtora Filmes de Marte, sediada em Recife. Esta será a segunda vez que Henrique realizará a Marte Lab. A primeira edição do laboratório foi realizada sob patrocínio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Pernambuco.

19ª Maual

A 19ª Maual será realizada de forma online neste ano. A Mostra Competitiva da MAUAL acontecerá entre 28 de setembro e 02 de outubro, através do compartilhamento, no Canal do YouTube do Cineclube Coxiponés, dos curtas selecionados. O júri oficial elegerá os melhores curtas em cada modalidade e sub-categorias, entre outras premiações.

“Na versão online da Mostra, temos a expectativa de que, para além da divulgação feita pelo Cineclube, os próprios realizadores se irão se esforçar para propagar que seus curtas estão participando da Mostra Competitiva; dessa forma, quem conseguir mobilizar mais o público, no sentido das visualizações conquistadas pelo curta, também será premiado; é a variação do júri popular que conseguimos imaginar para essa edição”, informa Baraldi.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet