Olhar Conceito

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Artes visuais

Morre o artista plástico Sebastião Mendes enquanto tentava apagar fogo

da Redação - Isabela Mercuri

08 Out 2020 - 14:56

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Morre o artista plástico Sebastião Mendes enquanto tentava apagar fogo
O artista plástico Sebastião Mendes morreu nesta quinta-feira (8), aos 54 anos, vítima de uma morte súbita em seu sítio, na região do Taquaral. Expoente das artes plásticas, de Mato Grosso, ele é membro da Academia Brasileira de Artes e já expôs em diversas cidades do mundo. Segundo informações preliminares, ele estaria tentando apagar um fogo em sua propriedade, teve o mal súbito e não resistiu. 

Leia também:
Conheça o cacerense membro da Academia Brasileira de Artes que expõe em Paris no próximo mês

Sebastião Mendes nasceu em Cáceres (217km de Cuiabá). Desde os oito já riscava com carvão as tábuas de madeira das paredes de casa, e com gravetos a terra batida do quintal. Foi um frei de origem holandesa, chamado Frei Matheus, que o incentivou a investir na arte.

No início, o cacerense pintou paisagens, flores, pessoas. E chegou a tentar trabalhar como funcionário para empresas. “Mas percebi que não ia dar muito certo. Sempre [tinha] aquela cobrança de espírito pra que nunca parasse de pintar”, contou, em 2018, ao Olhar Conceito. Foi com cerca de dezoito que ele decidiu que seguiria uma arte mais figurativa.

Autodidata, Sebastião passou horas e horas se dedicando aos estudos em seu ateliê, e foi reconhecido por críticos de arte, pela mídia e por amantes da arte de forma geral. Como consequência, fez sua primeira exposição em Cuiabá muito cedo, e, em 1995 expôs em Portugal. Desde então, sua arte já esteve na Espanha, França, Alemanha, Suíça, Austrália, Finlândia, Noruega, Bélgica, dentre muitos outros países. Em 2007, foi indicado pelo artista plástico Pedro de Alcântara para ser um novo membro da Academia Brasileira de Belas Artes. 

A Prefeitura de Cáceres emitiu uma nota de pesar:

O Município de Cáceres perdeu um dos seus ilustres filhos: o renomado e mundialmente conhecido artista plástico, SEBASTIÃO MENDES, aos 54 anos, cujo óbito ocorreu subitamente hoje, 08 de outubro de 2020, em um sítio na região do Taquaral, deixando a todos perplexos e a seus familiares, amigos e fãs inconsoláveis.

Um grande representante da pintura temática de Cáceres e de Mato Grosso, imprimiu em suas obras traços marcantes e luz incandescente nas cores, tornando-as inconfundíveis, classificadas como Expressionismo Figurativo. Iniciou seus traços infantis com carvão nas paredes de tábua de sua casa e com gravetos riscava seus desenhos no chão do quintal. Foi o olhar do Frei Matheus que identificou nele o potencial nato para a arte, incentivando-o a aperfeiçoar-se.

Autodidata, Sebastião dedicou-se aos estudos em seu ateliê, e foi reconhecido por críticos de arte, pela mídia e por amantes da arte de forma geral. Como consequência, Cáceres tornou-se o ponto de partida para o mundo. Fez muito cedo sua primeira exposição em Cuiabá, e, em 1995 expôs em Portugal. Desde então, sua arte já esteve na Espanha, França, Alemanha, Suíça, Austrália, Finlândia, Noruega, Bélgica, dentre muitos outros países. Em 2007, indicado pelo artista plástico Pedro de Alcântara, passou a ocupar a terceira cadeira, que fora de Cândido Portinari, da Academia Brasileira de Belas Artes.

Sabemos que sua arte continuará a influenciar gerações de novos artistas. No entanto, consternados, partilhando esse sentimento de irreparável perda, vimos externar à família e ao povo cacerense os nossos profundos sentimentos, pedindo a Deus, nosso Pai, que dê o conforto, fé e a esperança necessária, neste momento de despedida.

Fraternalmente.

FRANCIS MARIS CRUZ

Prefeito Municipal de Cáceres

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet