Olhar Conceito

Quinta-feira, 04 de março de 2021

Notícias / Política Cultural

Secel vai reestruturar Arena para receber grandes jogos e investir na construção de parques multieventos

Da Redação - José Lucas Salvani

03 Nov 2020 - 14:50

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Secel vai reestruturar Arena para receber grandes jogos e investir na construção de parques multieventos
A Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), por meio do programa Mais MT, irá reestruturar a Arena Pantanal, localizada em Cuiabá, para receber grandes jogos e também irá investir na construção de multieventos no Estado, como carro-chefe no setor cultural. O investimento pelo Mais MT está avaliado em R$ 170 milhões nos setores de cultura, esporte e lazer.

Leia mais:
Governo estuda colocar grama sintética na Arena Pantanal; temperatura pode ser impeditivo

A reestruturação da Arena será feita por meio do projeto “Arena Série A”, que propõe adequar o local para receber grandes jogos. O setor esportivo no estado também será fortalecido com jogos escolares, promoção e apoio a eventos, como também a ampliação do programa "Bolsa Atleta", que faz o repasse de recursos para custeio de atividades esportivas por 12 meses, além do "Virando o Jogo", voltado ao acesso da prática de atividades de lutas e artes marciais.

O investimento também prevê a construção de parques multieventos em Mato Grosso e a execução de ações de preservação do patrimônio histórico e cultura, recuperação, apoio a eventos e iniciativas em vários municípios.

“É um investimento justo e merecido em uma área que foi tão afetada neste período de pandemia. Temos tudo para mudar o futuro de Mato Grosso", destacou o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado.

Lei Aldir Blanc

Na última semana, o Governo de Mato Grosso divulgou cinco editais que irão beneficiar 513 projetos culturais no estado. Com investimento de R$ 25 milhões, a ação é resultado da Lei Aldir Blanc. Para conferir os editais, clique aqui.

Serão contempladas propostas de teatro, dança, artes visuais, audiovisual, literatura, música, patrimônio histórico, culturas de matrizes africanas, urbanas, jovens e LGBTIA+, bibliotecas, economia criativa, homenagens a personalidades culturais, mostras e festivais, dentre outras. As seleções públicas prevêem demanda livre para a maioria dos projetos, ou seja, não será especificado formato definido de execução. 

Produtores, artistas, escritores e demais interessados que pretendem concorrer devem ficar atentos ao prazo de apresentação de propostas, que é de apenas 15 dias devido à natureza emergencial da lei de socorro ao setor cultural. As inscrições devem ser feitas de 29 de outubro a 12 de novembro, de forma presencial, por postagem ou online.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet