Olhar Conceito

Notícias / Artes Cênicas

Companhia de teatro circula por cidades de MT com laboratório de “desanestesiar” sentidos

Da Redação - José Lucas Salvani

08 Fev 2021 - 16:30

Foto: Reprodução

Companhia de teatro circula por cidades de MT com laboratório de “desanestesiar” sentidos
A companhia Theatro Fúria irá circular por diversas cidades de Mato Grosso um laboratório pra “desanestesiar” os sentidos. O projeto visa realizar intervenção urbana que dialoga com as artes cênicas e o patrimônio histórico e cultural destes municípios, com o intuito de mudar a maneira como o participante enxerga o mundo. O laboratório terá início em Chapada dos Guimarães (a 60 km de Cuiabá).

Leia mais:
Dona Eulália é homenageada em videoclipe e música inédita de João Eloy

Idealizadora, Carolina Argenta, que também é diretora e atriz do teatro, ao lado de Péricles Anarckos, explica que o projeto foi realizado de modo experimental em 2019 com alunos da MT Escola de Teatro e em 2020 foi aprimorado na residência artística Arvinte.O patrimônio histórico de Parnaíba, no Piauí, também foi cenário de imersão.  

Ela explica que para compor a rota de circulação foram escolhidas cidades que possuem riqueza histórico-patrimonial. Segundo Carolina Argenta, ao longo do trajeto programado para cada cidade, os participantes são estimulados a se integrar ao cenário, despertando a autoestima e identificação com o local onde se habita.

“Nas primeiras duas imersões, ao final, nos surpreendemos com relatos de ‘redescobertas’. Somos educados e treinados desde a infância para anestesiar os nossos sentidos e empobrecer as nossas percepções em relação ao mundo que vivemos e a nós próprios. É isso que o laboratório quer mudar”.

Péricles reforça que mais do que um laboratório de experiência visando as sugestões de exercícios diários para readquirir os nossos sentidos perdidos, este é um laboratório prático. “Parece muito sensorial, mas ao explorar a arquitetura e ecologia urbana, a história do local, seus personagens mais marcantes e as pessoas que o habitam, nossos sentidos ficam em alerta. Percebemos que podemos deixar de ser ‘forasteiros’ na nossa própria cidade”.

O projeto começa no próximo dia 19 de fevereiro em Chapada dos Guimarães. Posteriormente, em 5 e 7 de março, a dupla desembarca em Cáceres. No mesmo mês, entre 19 e 21, em Cuiabá e, por fim, finalizam o projeto em Poconé, entre os dias 26 e 28 de março. 

A oficina é gratuita e voltada ao público adulto e profissionais de várias áreas do patrimônio, como historiadores, arquitetos, guias e sociólogos, por exemplo. Integram a equipe do projeto, Juliana Queiroz (fotografia), Ana Carolina de Mello (cinegrafista) e João Régis (edição de vídeo).

Para se inscrever, de forma totalmente gratuita, basta acessar o site do Theatro Fúria.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet