Olhar Conceito

Notícias / Política Cultural

PRIMEIRO DIA DE MARATONA

Em palestra online, Jotabê Medeiros discute passado, presente e futuro do jornalismo cultural: como vencer os desafios?

Da Redação - Isabela Mercuri

04 Mar 2021 - 09:15

Foto: Reprodução

Jotabê Medeiros

Jotabê Medeiros

Nascido na Paraíba em 1962, formado em Comunicação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Paraná, em 1986, autor de livros como “O bisbilhoteiro das galáxias”, “Raul Seixas: Não diga que a canção está perdida” e “Belchior: Apenas um rapaz latino-americano”, o jornalista Jotabê Medeiros ministra, na próxima terça-feira (9), a partir das 20h, uma palestra online sobre um “Panorama do jornalismo e da crítica cultural no Brasil”.

Leia também:
‘Maratona de jornalismo cultural’ traz palestras, debates e oficinas online
 
O encontro virtual faz parte da extensa programação da ‘Maratona Jornalismo Cultural – (In) Formar Público’, idealizada pela também jornalista cuiabana Maria Clara Cabral, contemplada pelo edital da MT Nascentes na categoria de “projetos de formação em backstage”, e realizada pela Secretaria do Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) com recursos federais da Lei Aldir Blanc concedidos pelo Governo Federal via Secretaria Nacional da Cultura do Ministério do Turismo. 
 
A palestra de Jotabê fecha o primeiro dia de programação da Maratona, em que acontece o Seminário de Abertura, transmitido via Youtube e aberto a todos, sem necessidade de inscrições. Nesta conversa, o jornalista pretende abordar a realidade do jornalismo cultural e formas de enfrentar os desafios: “Quais são as ferramentas que dispõe o jornalista hoje para fazer um bom trabalho, uma boa cobertura na área cultural? Quais são os grandes desafios que se propõem? Como o jornalista pode fazer para eleger as prioridades do seu trabalho?”, questiona o comunicólogo.
 
Segundo o paraibano, nos anos 80 e 90 o jornalismo cultural era muito mais segmentado, e feito por profissionais especializados, enquanto atualmente os jornalistas escrevem sobre mais assuntos, ou optam por focar em “curadorias de produção”. “Eu vou abordar isso, como também eu pretendo abordar a questão do emprego. Acho que essa é talvez a maior angústia do jornalista iniciante hoje: como ele vai fazer para tornar remunerada a sua atividade, fazer com que ele seja remunerado pelo seu trabalho. Nós temos uma nova ordem que se apresenta, temos que fazer algo que talvez o pessoal das artes também está fazendo, o próprio músico está fazendo, que é virar uma espécie de empresário de si mesmo”, completa.
 
Dentre outros desafios, Jotabê elenca a falta de tratamento profissional às notícias da área cultural, que surge junto à maior disseminação da informação pela internet. “Você tem uma dispersão muito grande das informações e não tem, também, a curadoria do material artístico, do material de cultura que se apresenta para a sociedade. O debate é pulverizado, você não tem foco nas coisas que realmente têm valor, ou que têm pelo menos uma qualidade capaz de assegurar a sua permanência, e você também não tem jornalistas trabalhando nisso. Você tem jornalistas especializados, mas boa parte deles está trabalhando em outras coisas no momento”, explica. Na conversa, Jotabê pretende apresentar formas de superar estas objeções e seguir resistindo e fazendo jornalismo cultural da melhor forma possível.
 
Além do paraibano, participam da mostra de abertura representando a produção jornalística mato-grossense Lorenzo Falcão, do site especializado em cultura, Tyrannus Melancholicus; o diretor da Rádio Assembleia, Eduardo Ferreira e a jornalista Marianna Marimon. Ambos, criadores do site Cidadão Cultura. Também integra o quadro de colaboradores do projeto, a jornalista Lidiane Barros, que soma na produção do evento com sua bagagem e paixão pelo segmento.
 
A programação começa no dia 9 de março, terça-feira, às 16h, com quatro palestras: “Arte e jornalismo in(fusão)”, com Lorenzo Falcão; seguido de “Assessoria de comunicação para (in)formação de plateia” com Lidiane Barros, às 16h30; “Cultura na TV e Rádio mato-grossense”, com Eduardo Ferreira, às 17h e “A arte de fazer jornalismo literário”, com Marianna Marimon, às 17h30. Em seguida, das 18h às 19h, acontece um debate mediado por Maria Clara, e Jotabê encerrando a mostra, das 20h às 20h40. Tudo será transmitido online via Youtube.
 
Além da mostra de abertura – para a qual não é necessário se inscrever – o evento terá debates, oficinas e minicursos. Dentre elas, uma atividade com a Mídia Ninja, rede colaborativa que nasce em Cuiabá a partir de práticas do jornalismo cultural independente; uma parceria com a Laboratório de Comunicação e Cultura ‘A Lente’, com dicas para divulgação de projetos e produtos para artistas e empreendedores; e uma atividade voltada a rádios comunitárias e produtores de podcasts com o artivista multimedia Eduardo Ferreira, que também é diretor da Rádio Assembleia. As inscrições para estas atividades já estão encerradas. 
 

 
O projeto
 
Maria Clara, jornalista, mestranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e proponente do projeto conta que a ideia nasceu junto à sua pesquisa de mestrado, em que ela estuda o jornalismo cultural em Mato Grosso.
 
“É um projeto que parte muito da vontade de entender as experiências desses jornalistas que escrevem sobre cultura num Estado como o nosso, que é muito pautado economicamente e culturalmente pelo agronegócio”, explica.
 
Dentre suas inquietações acerca do tema estava o incômodo com a ideia de que o jornalismo cultural seria somente voltado às artes, e que a arte estaria distante das vivências da população. Atualmente, é notório o espaço reduzido – em alguns casos, inexistente - para a cobertura cultural.
As atividades são voltadas principalmente para jornalistas, estudantes e artistas, mas está aberta a todos os interessados. Por ser realizada de forma online, inclusive, ela não se limita a participantes somente de Mato Grosso: todos, todas e todes são bem-vindos.
 
Serviço
 
Maratona Jornalismo Cultural – (In) Formar Público
Evento: 09 a 15/03
Local: Online
Saiba mais
Instagram 
Facebook
Youtube
Programação AQUI

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet